Novo recurso: Tecnologia de tradução global de nomes – MyHeritage Portuguese Blog segunda-feira, jul 20 2015 

Leia diretamente do blog do MyHeritage em português:

Novo recurso: Tecnologia de tradução global de nomes.

Anúncios

MyHeritage Portuguese Blog – 8 motivos pelos quais a chuva não tem que estragar seu inverno (ou verão) segunda-feira, jul 20 2015 

 

8 motivos pelos quais a chuva não tem que estragar seu inverno (ou verão)

Posted: 01 Jul 2015 01:06 AM PDT

O inverno no Brasil pode ser quente e seco ou chuvoso e até mesmo frio. O tempo é imprevisível e temos que tentar nos adaptar, o que também significa que devemos estar preparados para o sol ou chuva. Quando o sol brilha, a lista de possíveis atividades durante as férias escolares é muito grande: praia, passeios de bicicleta e pesca, para citar apenas alguns. Mas o que fazer quando chove e somos forçados a ficar dentro de casa, é um pouco mais difícil.

Então, deixe-nos pensar em atividades que podem interessar a ​​todos. Além disso, vamos aproveitar para destacarmos o nosso tema favorito: a genealogia. Ainda mais por este ser um tema que pode ser de interesse para várias gerações.

Apesar da chuva!

8 sugestões do que fazer em dias de chuva:

1) Entrevistar alguém mais velho, na sua família, como talvez os avós ou uma tia-avó. O que você sabe realmente sobre sua vida? Ligue para eles e descubra.

2) Deixe a tecnologia trabalhar para você. Nós gastamos muito tempo com nossos smartphones, então por que não usá-los para pesquisar a história familiar para nós? Você pode pesquisar diretamente no nosso site ou usando o nosso aplicativo móvel.

3) Criar uma árvore genealógica. Não custa nada. Use o aplicativo para preencher as lacunas em sua árvore genealógica e tirar fotos e salvá-las diretamente na árvore.

4) Confira as fotos antigas da família. A maioria de nós tem um monte de fotos guardadas em uma caixa de sapatos velhos. Aproveite o tempo ruim para tirá-las das caixas e para organizá-las e acrescentar informações como as datas e os locais quando foram tiradas.

5) Depois escaneie e faça o upload das fotos no seu site de família para que elas sejam mantidas em segurança para as gerações futuras. O mesmo se aplica às cartas e outros documentos.

6) Registre fatos da sua vida. O que você quer deixar para as gerações futuras? Qual era a sua escola? Como você cresceu? Liste os fatos como profissão, nomes de parentes e escreva aquilo que você sabe sobre quem eles eram, seus interesses e assim por diante.

7) Apesar do mau tempo: Saia de casa e visite seus parentes. Uma vez lá, é hora de perguntar sobre o passado, como era a vida antigamente, o que as pessoas costumavam fazer e falar calmamente sobre as raízes comuns.

8) Faça uma viagem! Visite o lugar onde seus antepassados ​​viveram. Visite lugares importantes de sua vida, tais como a casa onde você cresceu ou a escola primária e assim por diante. Não se esqueça de tirar fotos!

Então, não vamos deixar o clima estragar suas férias e sim usar o tempo livre para a pesquisa!

São Paulo em duas épocas – Anexo em extensão “pps” repaginado pelo autor Gilberto Calixto Rios domingo, maio 10 2015 

SP Duas Épocas I_Gilberto Calixto Rios_receb 27abril2015

Minha cidade de Santos – SP – anexo em extensão “pps” domingo, maio 10 2015 

Recebi da prima Melinha em 30 de abril de 2015.

Destaco, dentre todas as fotos maravilhosas, com explicações, o respeito ao artista Benedito Calixo, por meio da Pinacoteca Benedito Calixto. O anexo é de 2011. Autoria: Delza Dias Ferreira.

Minha cidade de Santos SP_recebido 30abril2015 da prima Melinha

Itu resgata tradição de 360 anos na Semana Santa segunda-feira, abr 6 2015 

Homenagem aos abnegados que resgatam, anualmente, a tradição da Semana Santa em Itu – SP, aos participantes de toda a programação da Igreja Católica, aos fiéis que acompanham essa programação.

Itu resgata tradição de 360 anos na Semana Santa.

INEZITA BARROSO – SITE OFICIAL quarta-feira, mar 11 2015 

Inezita Barroso faleceu em 08-03-2015, domingo, aos 90 anos de idade.

INEZITA BARROSO – SITE OFICIAL.

Poeta e Escritor Jessier Quirino – YouTube – Entrevista / Apresentação em Sr. Brasil segunda-feira, fev 16 2015 

Muito conhecido, na Internet, pelo poema “Vou-me embora pro passado”, Jessier Quirino é entrevistado em 13 de julho de 2013:

Poeta e Escritor Jessier Quirino – YouTube.

Abaixo, o link para ouvir e vê-lo declamando “O trem da Great West” no programa de abril/2014, Sr. Brasil, Rolando Boldrin:

Avenida. São João – E2 – anexo em Power Point – de Gilberto Calixto Rios – recebido em 25-01-2015 quarta-feira, jan 28 2015 

 

Gilberto Calixto Gil escreveu no corpo da mensagem:

“Amigos:
Em comemoração ao aniversário de São Paulo,  que neste 25 de janeiro completa 461 anos de sua fundação, envio a todos uma trabalho sobre a avenida São João. Muitos já devem ter visto essa apresentação, que fiz há alguns anos, mas que agora vem repaginada. Espero que seja do agrado de todos.
Um grande abraço,
Gilberto Calixto Rios”

Todos os “slides” são deslumbrantes, com histórico da Avenida São João, com imagens pictóricas, com fotos antiquíssimas até as mais atuais.

Destaco, dentre os “slides”, duas fotos: uma de 1921 que mostra o edifício Central dos Correios e Telégrafos (DCT) em construção na Avenida São João; outra, de 1922, que mostra a inauguração do edifício-sede dos Correios na Avenida São João.(MLB)

08 – Avenida São João_de Gilberto Calixto Rios_recebido em 25jan2015

Fazenda Paraizo: há quatro gerações com a família Bicudo – apresentação de 2013 em Power Point terça-feira, jan 13 2015 

Esta apresentação me foi enviada em 2013 por Joaquim Emídio Nogueira Bicudo.

Faz um apanhado resumido da Fazenda Paraizo e das iniciativas para torná-la um ponto turístico e autossustentável.

Demorei para postá-la, mas valeu a pena.

É preciso ter paciência para abrir o anexo.

Apresentação de 2013_Fazenda Paraizo há quatro gerações com a família Bicudo

Nautimodelismo na Wikipédia e as vitrines e estantes de meu primo Paulo Roberto segunda-feira, jan 12 2015 

 Antes de completar esta postagem com fotos, conheça um pouco sobre nautimodelismo.

Nautimodelismo – Wikipédia, a enciclopédia livre.

Costumo receber mensagens de e-mail de meu primo PR mostrando modelos de navios, veículos motorizados, dentre eles tanques, que terminou, com fotos ilustrativas não apenas dos modelos terminados, mas também pelo menos uma foto original comparativa.

Relacionam-se, usualmente, à 2.ª Guerra Mundial e os modelos são das mais diversas nacionalidades.

Como meu primo os expõe em casa, não tem nenhum blog para exibi-los, recentemente pedi a ele que me enviasse fotos das estantes em que os expõe.

No início deste mês de janeiro de 2015, gentilmente, enviou-me as fotos de três estantes e dois expositores de parede.

Tomo a liberdade de exibir as fotos enviadas:

4. Expositores de modelos navais Paulo Roberto jan2015 identificado4. Expositores de modelos navais Paulo Roberto jan2015 identificado3. Expositores de modelos navais Paulo Roberto jan2015 identificado

Espaço Paraizo Salão de Eventos a ser inaugurado em 2015 – apresentação em Power Point quarta-feira, dez 31 2014 

O anexo em Power Point – apresentação em PPS – mostra fotos do acervo de Joaquim Emídio Nogueira Bicudo (de 2005) da Tulha da Fazenda Paraizo, em Itu – SP, como era por fora  e fotos externas, atuais, antes da inauguração prevista para 2015 do Espaço Paraizo Salão de Eventos.

Insiro uma foto, acervo de Joaquim Emídio, que mostra a Tulha antes do restauro e da reforma, além da visão da ex-Ponte Nova (a branca, da década de 1940) e o mais recente acesso (verde) para a rodovia que leva à cidade de Jundiaí:

Acervo de Joaquim Emídio Nogueira Bicudo: Tulha de 1870 e arredores

Acervo de Joaquim Emídio Nogueira Bicudo: Tulha de 1870 e arredores

Preparei esta apresentação enquanto aguardo que o amigo Joaquim Emídio avise sobre a data da inauguração.

Espaço Paraizo Salão de Eventos a ser inaugurado em 2015

Espaço Paraizo Salão de Eventos – Itu – SP; será inaugurado em 2015 segunda-feira, dez 22 2014 

 Mais uma iniciativa do proprietário Joaquim Emídio Nogueira Bicudo, da Fazenda Paraizo, em Itu – SP, no intuito de transformá-la em autossustentável, para que a antiga Casa-Sede, ou Sobrado, seja restaurado e preservado para abrigar projetos sociais que beneficiem Itu e região.

Em breve, a antiga Tulha estará funcionando como um Salão de Eventos.

Antiga Tulha da Fazenda Paraizo, atual Espaço Paraizo Salão de Eventos - frente - com a roda d'água de origem inglesa preservada

Antiga Tulha da Fazenda Paraizo, atual Espaço Paraizo Salão de Eventos – frente – com a roda d’água de origem inglesa preservada

Dentro dela, as antiquíssimas peças de beneficiamento do café preservarão a História da época em que a Fazenda Paraizo foi uma das maiores produtoras de café do Estado de São Paulo.

Espaço Paraizo Salão de Eventos Itu SP

ESPAÇO  PARAIZO – SALÃO DE EVENTOS – ITU

Avenida  Ermelindo Maffei, km. 102   (antiga Rod. Dom Gabriel P. Bueno Couto)

(ao lado do Campos de Santo Antonio)

Telefone          (11) 4022 66 95        –          Celular  (11) 9.8219 38 67

Instant Discoveries – a mais nova ferramenta de MyHeritage sábado, dez 13 2014 

 É com imenso prazer que divulgo sobre a ferramenta “Instant Discoveries”, do MyHeritage, onde mantenho a árvore genealógica dos Bernardini, desde os bisavós Pietro e Maria Fortunata, enriquecida com informações sobre os Micai que me foram fornecidas por Geraldo Micai e com contribuição de vários descendentes tanto dos Bernardini quanto dos Micai.

Sent: Friday, December 12, 2014 12:23 PM

Oi Maria Lúcia,

tudo bem?
É com prazer que nós anunciamos a mais nova ferramenta de MyHeritage: Instant Discoveries™ – uma revolucionária experiência para todos com um interesse na genealogia, em especial para os iniciantes. Esta notícia foi mostrada até mesmo na TV americana: Fox News.

As Instant Discoveries™ mostram informações sobre antepassados e familiares já no cadastro no site de MyHeritage, uma introdução rápida e perfeita ao fascinante mundo da genealogia familiar. Basta incluir algumas informações sobre si próprio, sobre os pais e sobre os avós e o usuário estará entrando no mundo da genealogia com o pé direito – as nossas poderosas tecnologias irão buscar informações no banco de dados gigantesco de MyHeritage e também entre os nossos registros históricos.
Em poucos segundos os usuários podem ser surpreendidos com uma Instant Discovery™, que apresenta um provável familiar, juntamente com uma miríade de informações adicionais, incluíndo um ramo familiar inteiro, nomes, fatos, fotos e documentos. Os usuários podem então, com apenas um clique, adicionar todas estas informações às suas árvores genealógicas.
Para demonstrar como as Instant Discoveries™ funcionam, convidamos passantes de vários locais em Nova Iorque, como a Times Square ou a Central Station a testarem a nova ferramenta. As reações das pessoas, que participaram do teste, provam como a história familiar pode ser uma experiência super emocional e recompensadora, também para os iniciantes. Este vídeo é um dos mais bonitos jamais produzidos, na área da genealogia e aqui vai o link se quiser incluir diretamente no seu blog.

Ficariamos muito honrados se pudesse nos ajudar a espalhar esta notícia.
Segue abaixo a nota de imprensa e o link para o nosso blog.
Abraço,
Karen
Link para o blog:
http://blog.myheritage.com.br/2014/12/apresentando-instant-discoveries%E2%84%A2/

Nota de Imprensa:

MyHeritage lança ferramenta completamente única para levar a genealogia a todos

Com as Instant Discoveries™ leva apenas alguns segundos para descobrir antepassados e criar uma árvore genealógica repleta de familiares

SÃO PAULO, Brasil & TEL AVIV, Israel – 10 de dezembro de 2014. MyHeritage, o endereço número um para descobrir, preservar e compartilhar a história familiar, acaba de revelar a ferramenta Instant Discoveries™ (Descobertas Instântaneas), uma nova e revolucionária forma de explorar o passado da família. Informações sobre os antepassados e mesmo parentes mais próximos são fornecidas já no próprio processo de registro no site. As Instant Discoveriespermitem um acesso interessante, gratuito e traz uma recompensa imediata àqueles que se aventuram pelo mundo da história familiar.

Ideal para pessoas que ainda sabem pouco sobre a própria história familiar, durante o processo de registro no site, MyHeritage pergunta aos usuários iniciantes informações básicas sobre apenas 7 membros da família: eles mesmos, seus pais e avós. Assim, entram em ação poderosas tecnologias de busca que pesquisam informações sobre a família automaticamente no vastíssimo banco de dados de MyHeritage, com bilhões de registros históricos. Em segundos, os usuários recebem uma Instant Discovery exibindo um provável antepassado, juntamente com uma imensidão de informações relacionadas a ele, incluíndo um ramo familiar completo, nomes, fatos, fotos e documentos. Os usuários podem então utilizar todas estas informações na sua própria árvore genealógica, com um só clique.

“Estamos muito felizes com as Instant Discoveries™”, comenta Gilad Japhet, criador e CEO do MyHeritage. “É um deleite para qualquer usuário iniciante poder descobrir informações sobre sua família imediatamente, o que também vai de acordo com o nosso lema de fazer a história familiar mais acessível e prazerosa para todos. Nós realmente nos preocupamos em criar tecnologias inovadoras, para reinventar a maneira como a genealogia é explorada.”

Para mostrar as Instant Discoveries™ em ação, pedimos para passantes testar esta nova tecnologia em vários locais de Nova Iorque, como a Times Square ou a Grand Central Station. As reações das pessoas que participaram, veja aqui o vídeo, prova que a história da família pode ser uma experiência muito intensa e rica, até mesmo para novatos da genealogia.

As Instant Discoveries™ são fruto de uma nova tecnologia que aprimora as já conhecidas tecnologias de MyHeritage de Smart Matching™ e Record Matching, oferecendo excelentes resultados. Elas respeitam a privacidade dos outros usuários e exclui informações sobre pessoas vivas.

Mike Mallin, o Diretor de Produtos de MyHeritage complementa: “Milhões de pessoas querem entender melhor a si mesmos e querem encontrar suas raízes. Nosso trabalho é permitir que este seja um processo simples e mágico. Até agora, pesquisar a família era uma tarefa árdua, que requeria muito tempo. Através das nossas Instant Discoveries™, os usuários podem encontrar seus familiares instantes depois de se cadastrarem”.

A taxa de sucesso das Instant Discoveries™ depende de vários fatores, tais como o país de origem e o grau de detalhamento das informações iniciais. Em alguns países ela bate nos 35%. Com aproximadamente 1 milhão de novos perfis de árvore genealógica e 5 milhões de registros históricos sendo adicionados ao MyHeritage diariamente, esta marca vai se elevar constantemente com o passar do tempo. Nos próximos meses, esta tecnologia também estará disponível para os usuários antigos de MyHeritage, que serão capazes de tirar proveito da mesma para lançar novas informações em suas árvores, com apenas um clique.

Com o lançamento das Instant Discoveries™ e as notícias recentes de integração das tecnologias de MyHeritage por firmas líderes do mercado como a 23andMe, FamilySearch e outros parceiros ainda, MyHeritage está assegurando sua posição de líder tecnológico do mercado de genealogia.

Para testar você mesmo as Instant Discoveries™, vá até www.myheritage.com.br e faça o seu cadastro gratuito.

Sobre o MyHeritage

MyHeritage é o endereço ideal para descobrir, preservar e compartilhar a história da sua família. De forma inovadora e com o uso inteligente das tecnologias, MyHeritage está transformando a história familiar em uma atividade que é acessível e que dá resultados imediatos. Sua base de usuários global tem acesso a um banco de dados de registros históricos gigantesco, às coleções de árvores genealógicas mais internacionais e às tecnologias de busca por coincidências. MyHeritage é o ponto de encontro de milhões de famílias e oferece a elas um modo simples para a partilha da sua história, tanto a passada e a presente e é um verdadeiro tesouro para as gerações vindouras. MyHeritage está disponível em 40 idiomas.

www.myheritage.com.br

Contato:

MyHeritage: Karen Hägele
Country Manager Brazil
Fone: +55 (11) 3042 1278
Email: Karen.hagele@myheritage.com

Karen Hägele
Country Manager Brasil & Portugal
Fone: +55 (11) 3042 1278  karen.hagele@myheritage.com/www.myheritage.com.br
Blog MyHeritage BrasilFacebook MyHeritage BrasilTwitter MyHeritage Brasil


 

Benedicto Calixto 2 – E quarta-feira, nov 19 2014 

A segunda parte do PPS “Benedito Calixto, o pintor das praias paulistanas”, desta vez com a pintura histórica e religiosa de Benedito Calixto.

“Sent: Monday, November 17, 2014 8:40 PM

Amigos:
Conforme lhes prometi na última apresentação, envio agora a segunda parte do PPS “Benedicto Calixto, o pintor das praias paulistas”, mostrando desta vez,  sua pintura histórica e a religiosa.
A propósito, como muitos me perguntaram, sou bisneto do pintor.
Abraços,
Gilberto Calixto Rios” 

Clique para abrir o arquivo em extensão “pps”

Benedicto Calixto 2_de Gilberto Calixto Rios_mens receb 17nov2014

A Escada, o Milagre de São José – O mistério da escada Milagrosa de São José – Orações à São José – Oração, Devoção, Novena, Tríduo, Operário, Carpinteiro, Pai adotivo, escada de São José que leva ao Céu. quarta-feira, nov 12 2014 

Embora esse milagre seja bastante divulgado entre os católicos e encontremos muitas postagens, na Internet sobre esse milagre atribuído a São José, não sei por qual razão decidi postar um dos textos que conta sobre a Escada Milagrosa de São José.

Talvez porque esteja admirada com a recente pintura externa da Igreja de Santa Rita, tenha pensado numa possível vigilância por meio de câmeras que gravem o tempo todo toda e quaisquer atitudes de vândalos pichadores, talvez porque tenha lido em “A Federação” um comentário sobre a pintura recente e como fazer para preservá-la daqueles que causam danos a ela.

Quem sabe uma empresa de segurança pudesse – mas também não conheço a legislação e até que ponto o que sugiro seria considerado invasão de imagem privada ou nada se poderia fazer caso as câmeras flagrassem atos de vandalismo – instalar e monitorar, gratuitamente, câmeras de vigilância e, em caso de vandalismo contra a Igreja Santa Rita acionasse a polícia para que os policiais  detivessem os infratores. Sei lá, de repente, um milagre para preservar um patrimônio religioso e histórico de Itu – SP.

A Escada, o Milagre de São José – O mistério da escada Milagrosa de São José – Orações à São José – Oração, Devoção, Novena, Tríduo, Operário, Carpinteiro, Pai adotivo, escada de São José que leva ao Céu..

Sorria Nº 40. Saber cuidar | Revista Sorria* quarta-feira, out 29 2014 

Comprei a minha revista no dia 10/10/2014 e só neste momento estou podendo recomendar a compra e a leitura dela.

Fiquei muito contente, pois, dentre os excelentes textos,  nas páginas 20 e 21, “Como eu faço?”, “Manual de Boas Maneiras”, o texto de Carla Pimentel, ilustração de Giovana Medeiros, “Sua origem, sua história”, trata de árvore genealógica: na dica de número 4, Organize os dados, há a recomendação para o site MyHeritage.Com.

Sorria Nº 40. Saber cuidar | Revista Sorria*.

Faça uma homenagem aos que já partiram / MyHeritage Blog em português quinta-feira, out 16 2014 

Faça comentários na postagem e a melhor homenagem será escolhida e premiada no dia 03-11-2014.

Clique abaixo:

Faça uma homenagem aos que já partiram.

MyHeritage Library Edition – mensagem recebida de Karen e Press Release em “pdf” sábado, out 11 2014 

 

Mensagem recebida em 10-10-2014:

Boa tarde Maria Lúcia,
tudo bem?

Acabamos de lançar uma novidade: uma versão institucional de MyHeritage, intitulada MyHeritage Library Edition™, para permitir que bibliotecas e institutos educacionais em todo o mundo tenham acesso instantâneo a bilhões de documentos históricos mundiais.
Juntamente com este lançamento, MyHeritage iniciou uma parceria estratégica com a EBSCO Information Services (EBSCO)l. A EBSCO é o provedor de conteúdo de pesquisa online para bibliotecas líder do mercado, e o distribuidor exclusivo da MyHeritage Library Edition™.
A MyHeritage Library Edition™ é uma das maiores fontes do gênero do mundo e a mais internacional. Os dados incluem registros de nascimento, óbito e casamento, de 48 países, os censos completos dos Estados Unidos e Reino Unido, registros de imigração, militares e de sepultamento, além de mais de 1.5 bilhões de perfis de árvore genealógica. O banco de dados está disponível em 40 idiomas, o que constitui o banco de dados mais internacional do mercado. E ele cresce a um passo de mais de 5 milhões de registros históricos sendo adicionados diariamente.
Para mais informações em relação à MyHeritage Library Edition™, visite: MyHeritagelibraryedition ou assista o filme, no mesmo endereço.
Também incluí a nota de imprensa oficial.
Ficaria feliz se pudesse ajudar a divulgar a notícia.
Abraço,
Karen


Karen Hägele
Country Manager Brasil & Portugal
Fone: +55 (11) 3042 1278  karen.hagele@myheritage.com/www.myheritage.com.br
Blog MyHeritage BrasilFacebook MyHeritage BrasilTwitter MyHeritage Brasil


O Press Release enviado por Karen, no parágrafo “Também incluí nota de imprensa oficial” pode ser lido em arquivo extensão “pdf”:

MyHeritage e EBSCO Information Services unem-se para levar o MyHeritage a Instituições educacionais e bibliotecas do mundo todo_Press Release

Parabéns por mais esta parceria MyHeritage e EBSCO

Fotos, livros e documentos antigos – como conservá-los – MyHeritage Blog em português quarta-feira, out 8 2014 

Compartilhado do MyHeritage Blog em Português

Fotos, livros e documentos antigos – como conservá-los.

MyHeritage em horário nobre – MyHeritage Blog em Português quinta-feira, set 11 2014 

Assista ao vídeo, com legendas em português, de uma entrevista com o fundador e CEO do MyHeritage, cujo assunto principal é a localização de herdeiros de obras de arte, imóveis e estabelecimentos comerciais, roubados pelos nazistas, e sobre o BillionGraves

MyHeritage em horário nobre.

Ituano Ulisses Duarte Guilger lançou livro, em 2013, sobre colonização alemã no Estado de São Paulo quinta-feira, ago 21 2014 

Embora o livro tenha sido lançado no final de 2013, registro a reportagem do jornal ituano [identificado no anexo “jpg”] sobre o livro:

Ituano lança livro sobre colonização alemã no Est de São Paulo Jornal Periscópio

Complemento com um texto da revista Campo & Cidade, de 2009, anterior ao lançamento do livro de Ulisses Duarte Guilger – mas que comenta, no final do texto, sobre o livro que Ulisses estava escrevendo – e o assunto é a imigração alemã em Itu – SP. Arquivo em extensão “pdf” =

Revista Campo & Cidade – A imigração Alemã em Itu – SP

São Paulo de Baixo para Cima – Gilberto Calixto Rios – anexo em “pps” segunda-feira, ago 18 2014 

Recebido do autor da apresentação: uma visão diferente dos edifícios marcantes da cidade de São Paulo – SP

SP de Baixo para Cima_de Gilberto Calixto Rios

Repositório Genealógico Nacional – Universidade do Minho – Portugal quinta-feira, jul 10 2014 

Do Blog em Português do MyHeritage.Com

Repositório Genealógico Nacional.

Entrevista com a presidente-executiva do Museu da Imigração – Marília Bonas Conte segunda-feira, maio 12 2014 

Notícia ótima: o antigo Memorial do Imigrante será reaberto, como Museu da Imigração, no dia 31-05-2014.

O MyHeritage está no website do Museu da Imigração.

Leia a postagem que traz o “link” de acesso ao Museu da Imigração com informações sobre localização, horários de visitas, agendamentos, exposições…

Entrevista com a presidente-executiva do Museu da Imigração – Marília Bonas Conte.

São Paulo Antiga — 12 Túmulos curiosos e pouco conhecidos do Cemitério da Consolação domingo, maio 11 2014 

Encontrei esta pérola ao pesquisar sobre fotos de túmulos – por causa do MYheritage e Billion Graves – sobre doze túmulos curiosos e pouco conhecidos do Cemitério da Consolação. É de 08-08-2012.

São Paulo Antiga — 12 Túmulos curiosos e pouco conhecidos do Cemitério da Consolação.

Parceria de MyHeritage e BillionGraves para conservar informações dos cemitérios do mundo todo terça-feira, maio 6 2014 

Parceria de MyHeritage e BillionGraves para conservar informações dos cemitérios do mundo todo.

Procissão de Passos em Itu – 13 abril 2014 – fotos na frente de nossa casa – copyright Tadeu Italiani terça-feira, abr 15 2014 

Há mais de duzentos anos, em Itu – SP, a tradicional Procissão de Passos, com sete (07) Estações celebradas em altares montados em residências do centro da cidade e em frente às Igrejas do Bom Jesus com encerramento na Igreja do Carmo (de onde sai com duas procissões: uma com a imagem de Nosso Senhor carregando a cruz; outra,  com a imagem de Nossa Senhora das Dores; cada uma segue por diferentes ruas até que as procissões se encontram na frente da Igreja Bom Jesus) e seguem de volta à Igreja do Carmo, aconteceu, neste ano, no Domingo de Ramos, 13 de abril de 2014.

As três (03) fotos abaixo são do jornalista,  ex-aluno e amigo Tadeu Italiani.

Após ver as fotos, recomendo visitar os “links”, abaixo delas, para entender sobre Ofício das Trevas, sobre Procissão de Passos e notícias anteriores sobre essa Procissão:

Por Tadeu Italiani - Coral Vozes de Itu entoa canto, sob a regência do professor e historiador Luis de Francisco.

Por Tadeu Italiani – Coral Vozes de Itu entoa canto, sob a regência do professor e historiador Luis Roberto de Francisco.

“Chegando em cada passo, que é armado em residências de famílias e igrejas do itinerário, o padre entra, deposita a relíquia [ o Santo Lenho] sobre o altar especialmente preparado e a incensa. O incenso tem a finalidade de purificação e de levar nossas orações ao céu, pela fumaça. Enquanto é incensada a relíquia, coro e orquestra executam os “motetes”, que são alusões àquilo que representa cada passo. Os cânticos são em latim, compostos no século XIX pelo maestro ituano José Mariano da Costa Lobo”. [Altair Estrada, em Semana Santa em Itu – Ofício de Trevas e procissão de Passos, 28março2007]

 

Por Tadeu Italiani - Verônica entoa o lamento de Nossa Senhora.

Por Tadeu Italiani – Verônica entoa o lamento de Nossa Senhora.

/…/ “há o comovente canto da Verônica, também em latim e de autoria do Pe. Jesuíno do Monte Carmelo, que o compôs no século XVIII. Embora seja cantado pela Verônica, que ao mesmo tempo desenrola e mostra ao povo a face de Cristo, a letra é tirada do livro do Profeta Jeremias e, na verdade, representa um apelo de Nossa Senhora a todos nós; “Ó vós todos que passais pelo caminho, atendei e vede se pode haver dor como a minha dor” – O vos omnes qui transitis per viam, attendite et videte si est dolor sicut dolor meus”. [Altair Estrada, em Semana Santa em Itu – Ofício de Trevas e Procissão de Passos, 28março2007]

Por Tadeu Italiani - Verônica encerra o lamento de Nossa Senhora.

Por Tadeu Italiani – Verônica encerra o lamento de Nossa Senhora.

Itu.com.br – Semana Santa em Itu – Ofício de Trevas e Procissão de Passos – 28março2007

Itu.com.br- Colunistas – Semana Santa em Itu – Ofício de Trevas e Procissão de Passos – em 29março2011

Itu.com.br – Tradicional Procissão de Passos acontece em Itu desde o século XVIII – 20março2012

Itu.com.br – Tradicional Procissão de Passos é realizada em Itu – 15abril2014

 

 

Itu.com.br – Cultura – Tradicionais eventos religiosos acontecem na Semana Santa 2014 em Itu terça-feira, abr 1 2014 

Itu.com.br – Cultura – Tradicionais eventos religiosos acontecem na Semana Santa 2014 em Itu.

Varvito = o que é; links para entender essa formação sedimentar terça-feira, mar 4 2014 

O arquivo, em extensão “pdf”, é excelente para entender, cientificamente, o que é varvito, uma rocha sedimentar

Varvito de Itu – Registro Clássico da Glaciação Neopaleozoica  Ou http://sigep.cprm.gov.br/sitio062/sitio062.pdf

===================================================================================================================

Texto na Wikipédia, a enciclopédia livre:

varvito é uma rocha sedimentar originada durante a glaciação de rios e lagos e sua estrutura é constituída por uma série de varves.

Apresenta camadas alternadas, formando um depósito sedimentar de estratificação rítmica (ritmito), sendo que cada varve corresponde a um ano. Os clastos caídos são comuns nos varvitos.

O nome varvito vem de sua estrutura em varves. As varves são conjuntos de camadas finas sedimentares clásticas alternadas. A camada mais fina é composta por silte e/ou argila e a mais espessa de silte, areia (fina, média ou grossa) e argila.

A deposição destes materiais ocorre comumente em lagos próximos a geleiras, evidenciado pela posição horizontal do registro e por sua estratificação bastante regular.

Durante as estações mais quentes (primavera e verão), o derretimento do gelo é mais intenso e transporta maior quantidade de areia, argila e silte para o fundo do lago, formando as camadas mais espessas e claras (siltito ou arenito). Neste período mais quente alguns seres vivos conseguem se desenvolver.

Com o derretimento do gelo glacial, blocos maiores das geleiras podem se desprenderem e acabarem no lago. Ao derreterem por completo, podem liberar sedimentos maiores no fundo lacustre, como seixos, calhaus e matacões. Estes sedimentos mais grosseiros se depositam e, como consequência, formam os seixos pingados entre as varves do depósito sedimentar.

Durante as estações mais frias do ano (outono e inverno), os corpos d’água congelam. Nesse período, as partículas mais finas se depositam (argila ou silte) no fundo do lago, por exemplo, formando as lâminas mais escuras e delgadas denominadas folhelhos.

A camada mais clara (sedimentos de meses quentes) costuma ser mais porosa e áspera do que a lâmina de folhelho, devido à primeira conter silte e areia em sua composição.

As camadas sedimentares clásticas alternadas – a camada fina depositada durante os meses frios e a camada mais espessa depositada durante os meses quentes – representam a sedimentação durante um ano. Deste modo, é possível contabilizar, aproximadamente, os anos em um perfil de depósito sedimentar glacial flúvio-lacustrino de varvito. O resultado pode ser interpretado como os anos em que o lago esteve recebendo sedimentos de geleiras.

Nota-se também, em alguns registros geológicos como o do Parque do Varvito – Wikipédia, a enciclopédia livre, em Itu,SP, que as camadas vão se tornando mais finas conforme vão se aproximando da superfície, ou seja, as varves mais recentes são menos espessas que as mais antigas. Esse padrão pode ser explicado se considerarmos que, ao longo dos anos, a geleira foi recuando, levando uma quantia cada vez menor de sedimentos para o lago.

A datação do lago, a partir da contagem das camadas de varvito, pode não ser muito exata, devido à ação erosiva na superfície, que pode eliminar os,sedimentos mais recentes. Entretanto, a estimativa do tempo em que o lago esteve próximo à geleira costuma ser bastante satisfatória através deste método de contagem do tempo.

Nos lagos do período Pleistoceno pode-se observar vestígios da presença de animais invertebrados.

Estes vestígios aparecem na forma de traços finos e alongados, cruzando-se sobre a camada de sedimentos – geralmente a mais clara, formada durante os meses quentes, quando a vida no lago poderia ser mais ativa. São marcas deixadas pela movimentação das patas ou corpos dos animais. Raramente estes animais são encontrados fossilizados, pois seus corpos provavelmente eram muito delicados e não resistiriam no fundo do lago o suficiente para a ocorrência da fossilização.

Os varvitos podem ser:

par siltito-folhelho: quando a maior parte da camada mais clara é composta de silte. Neste caso, percebe-se que a camada é mais porosa do que áspera.

par arenito-folhelho: quando a maior parte da camada mais clara é composta de areia. Neste caso, percebe-se que a camada é mais áspera que porosa.

Origem = http://pt.wikipedia.org/wiki/Varvito

==========================================================================================================

Veja fotos espetaculares dessa formação de rocha sedimentar em:

Fermina Daza Blogspot – Parque do Varvito – 8set2012

==========================================================================================================

Sou ituana, portanto conheço a localização da “Pedreira de Varvito” desde criança. Acompanhei a inauguração do Parque do Varvito, em Itu – SP = local mágico.

Itu.com.br – Cinema – Vida do pintor ituano Almeida Junior é contada em documentário quarta-feira, fev 19 2014 

Itu.com.br – Cinema – Vida do pintor ituano Almeida Junior é contada em documentário.

Italianos em Salto (1996) – YouTube terça-feira, fev 11 2014 

Havia oito (08) postagens, do YouTube, com o título “Italianos em Salto”.

Eliminei-as, porque havia um aviso que impossibilitava assisti-las.

Encontrei esta, de 2013, com 1h11m32s.

viaItalianos em Salto (1996) – YouTube.

Pesquisa genealógica enquanto dorme – Webinar – MyHeritage.com.br – Blog português sábado, fev 8 2014 

O que é Webinar?

É um novo meio de comunicação entre MyHeritage e seus usuários. De uma maneira bem fácil, é possível explicar ao vivo na forma de palestra/aula algumas funções em que muitos usuários podem encontrar dúvidas ou até mesmo não usarem pois não conhecem todo o potencial do site.

Fonte: Trecho extraído da postagem “Webinar de MyHeritage.com – comandos básicos”, 20-06-2013, por Walter Olivas. http://blog.myheritage.com.br/2013/06/webinar-de-myheritage-comandos-basicos/

Agora, clique, abaixo, para acompanhar o Webinar esclarecedor para “Smart Matches”, uma ferramenta disponível, nos planos pagos do MyHeritage, para as coincidências de perfis entre a sua árvore genealógica e outras árvores; para adicionar, na sua árvore, dados de perfis de árvores coincidentes; para unir árvores…

Pesquisa genealógica enquanto dorme – Webinar – MyHeritage.com.br – Blog português.

Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo – Laosp | Centro Cultural do Liceu quarta-feira, fev 5 2014 

Gostaria que “Era Virtual” tivesse tido a oportunidade de incluir o Centro Cultural do Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo para visita virtual antes que pegasse fogo na madrugada de 04-02-2014. Fechado há um ano (2013), só tive um vislumbre do acervo após o incêndio. Alguém declarou que tudo pode ser restaurado. Outras notícias, na Web, afirmam que o Centro Cultural do Liceu não tinha alvará dos bombeiros e que a razão do incêndio pode ter sido um curto-circuito.

Atualizado: 04/02/2014 07:40 | Por Agência Brasil, Agência Brasil

Incêndio destroi Centro Cultural do Liceu em SP

Um incêndio de grandes proporções nesta madrugada [04-02-2014] destruiu o Centro Cultural do Liceu de Artes de Ofícios de São Paulo. Parte do acervo que incluía réplicas em escala natural de esculturas clássicas foi perdida. Segundo o Corpo de Bombeiros, não houve vítimas.

As chamas começaram por volta da 1h e foram enviadas 21 viaturas. No início desta manhã, o fogo já estava controlado e os homens do Corpo de Bombeiros faziam o trabalho de rescaldo.

O Centro Cultural na rua da Cantareira, 1351, no bairro do Bom Retiro, região central da capital paulista funcionava num prédio anexo à escola Liceu. O estabelecimento publicou um comunicado no seu site informando que o prédio da escola não foi atingindo. Porém, as aulas estarão suspensas nesta terça-feira (4).

Adendo: na Internet, no website do Liceu, encontramos o aviso de que as aulas no prédio não atingido pelo fogo retornam na segunda-feira, dia 10-02-2014. MLB

Agência Brasil – Todos os direitos reservados.

Fonte: http://noticias.br.msn.com/brasil/inc%C3%AAndio-destroi-centro-cultural-do-liceu-em-sp

Sobre o Liceu de SP, clique em:

Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo_Wikipédia a enciclopédia livre

e complemente com:

Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo – Laosp.

Fachada do Centro Cultural do Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo_orgiem Wikipédia

Fachada do Centro Cultural do Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo_origem Wikipédia, a enciclopédia livre

200px-Pinacoteca_do_Estado_de_São_Paulo,_Brasil_-_interiores

O edifício da Pinacoteca de São Paulo originalmente foi construído para abrigar o Liceu de Artes, além do acervo artístico do Estado, embora a escola tenha se mantido por um curto período aí. (Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre)

Por enquanto, maravilhe-se com a visita virtual ao Museu de Artes e Ofícios de Minas Gerais, de “Era Virtual”

Espere carregar. Quando aparecer a Praça da Estação, com música e narração, você pode fazer a visita virtual pela praça. Depois, no canto inferior esquerdo, escolha os itens pelos quais deseja navegar, um a um, que, além de imagens, há narração.

Era Virtual, Museu de Artes e Ofícios de Minas Gerais, Brasil

 

Compartilhando histórias de família com nossos maiores tesouros: nossos filhos terça-feira, jan 21 2014 

Imperdível essa postagem.

Você já pensou em ter sua árvore genealógica on-line?

É possível preservar tudo de que trata o texto da postagem abaixo e compartilhar com os membros da família.

Compartilhando histórias de família com nossos maiores tesouros: nossos filhos.

Últimos Desejos | Kombi | Volkswagen quinta-feira, jan 9 2014 

Imperdível. Fui direcionada a essa pérola pela publicação, na revista Superinteressante, Edição “verde” 327, dezembro/2013, página 27, Editora Abril:

Os últimos desejos da Kombi_anúncio na Superinteressante dez2013 ed 327 Editora Abril

No final da mensagem publicitária, há a recomendação para acessar = vw.com.br/kombi

Acesse o “link” abaixo com tempo, para ver as histórias completas e acompanhar as entregas das “retribuições” da Kombi a pessoas especiais que fizeram parte da vida dela.

Últimos Desejos | Kombi | Volkswagen.

Santos-Dumont, de próprio punho domingo, dez 22 2013 

Sugestão da revista História Viva, História em cartaz, ano VII, n.º 78, Duetto Editorial, página 14:

Santos Dumont por ele mesmo – No intuito de divulgar a trajetória de um dos brasileiros mais ilustres de todos os tempos, o site Santos Dumont de próprio punho colocou à disposição dos internautas diversos documentos redigidos pelo inventor. Além das duas obras autobiográficas escritas em vida por Dumont – Dans L’air (lançada em 1904) e O que eu vi – O que nós veremos (1918) – o site disponibiliza textos e imagens oriundos de arquivos brasileiros e estrangeiros.

Para complementar as informações contidas nos livros, pesquisadores foram a diversos estados brasileiros, além de Portugal e França, para reunir dados sobre a biografia de Santos Dumont. Todo o material está disponível na página do projeto na internet, em português e francês.

Há, por exemplo, fotos, cartas e vídeos de época que mostram aspectos da vida social e fornecem amostras da produção intelectual de Santos dumont. Os visitantes também poderão conhecer a vasta bibliografia publicada sobre o inventor, em livros, revistas e até em histórias em quadrinhos”.

Santos-Dumont, de próprio punho ».

Tradições familiares natalinas: quais são as suas? – MyHeritage Portuguese Blog domingo, dez 22 2013 

Tradições familiares natalinas: quais são as suas?.

▶ A história de Salto e a imigração italiana – 2012 Momento Italia Brasil – Bloco 2 – YouTube terça-feira, out 29 2013 

via▶ A história de Salto e a imigração italiana – 2012 Momento Italia Brasil – Bloco 2 – YouTube.

São Paulo – Minha Cidade quinta-feira, out 10 2013 

Fazia tempo que não visitava “São Paulo – Minha Cidade”, onde há relatos da prima Haydée.

Hoje, entrei no “site” e que surpresa agradável: novo visual e novas funcionalidades.

São Paulo – Minha Cidade.

Histórico da Fazenda Paraizo e inauguração do Espaço Santa Rita Restaurante e Eventos quinta-feira, out 3 2013 

O Histórico da Fazenda Paraizo, localizada no km 102 da Avenida Dr. Ermelindo Maffei, na Estância Turística de Itu – SP, nos remete ao período do Brasil-Colônia, quando os primeiros habitantes do planalto paulista viviam em função do sertão, em busca de indígenas para escravidão, de metais e pedras preciosas. Os que permaneciam em suas roças plantavam milho, mandioca e praticavam outras atividades próprias para sua subsistência.

No início do século XVII, muitos deles, dentre os quais os membros da família de Domingos Fernandes, começaram a procurar terras mais férteis para suas roças, dando início, por exemplo, às Vilas de Santana do Parnaíba, Sorocaba e Itu.

A pequena capela construída por Domingos Fernandes, sob invocação de Nossa Senhora da Candelária, deu origem à povoação de Itu em 1610. Por muito tempo, a Vila de Itu foi local de parada e de partida de bandeirantes e monçoneiros em busca do sertão.

Itu passou a integrar a agricultura de exportação quando iniciou o cultivo de cana-de-açúcar, pois as terras eram consideradas de boa qualidade para essa cultura e, então, surgiram grandes fazendas exploradas com mão-de-obra escrava.

No cinturão de fazendas que foram sendo abertas ao redor de Itu, construíram-se casas, engenhos e os demais aparelhamentos próprios da cultura canavieira. As moradas que ainda restam desse período são do assim chamado “estilo bandeirista”, casas de taipa-de-pilão, com plantas simples e simétricas, construídas de acordo com o sistema que vigorava em terras paulistas desde o tempo das bandeiras.

A antiga Casa-Sede da Fazenda Paraizo ou o Sobradão – que necessita, urgentemente, de restauro – é um exemplo concreto dessa arquitetura: um casarão semelhante ao que hoje abriga o Museu Paulista/Museu Republicano “Convenção de Itu”, porém modificado, arquitetonicamente, após 1910.

O mais antigo dono da Fazenda Paraizo de que se tem conhecimento é o Padre João Leite Ferraz, edificador da Igreja Matriz de Itu. Pertenceu, depois, ao Barão de Itu: o nome do sítio era Tietê. Em 1868, o Capitão Bento de Almeida Prado (Barão de Itaim) e a mulher passam a ser proprietários da Fazenda mediante permuta com a Fazenda Floresta. O sítio, após 1868, passa a ser denominado Paraizo. Por volta de 1870, o Sr. Antonio Franklin de Toledo, casado com uma prima do Capitão Bento, supervisor do plantio de cana-de-açúcar do sítio Paraizo, montou a primeira moenda do engenho e se tornou o maior produtor de açúcar de Itu.

Por um século, aproximadamente de 1750 a 1850, o plantio de cana e o comércio de açúcar se constituíram na base da economia de Itu.

A grande crise do mercado internacional provoca a decadência do plantio da cana, gerando conflito entre políticos e fazendeiros. É criada a primeira Convenção Republicana do país, em 1873, sediada em Itu – SP, no mesmo casarão onde está instalado o Museu Paulista/Museu Republicano de Itu.

Em 1890, o Barão de Itaim vendeu a Paraizo para um primo por 30 contos de réis. Já produzia café. Dez meses depois, acrescida de 1.800 pés de café, sem quaisquer outras benfeitorias, foi revendida por noventa contos.

Inicia-se o ciclo do café que, até 1935, foi a base da economia do município de Itu – SP.

No ano de 1910, a Fazenda Paraizo pertencia ao Coronel Carlos Augusto de Vasconcelos Tavares que a vendeu, nesse ano, ao senhor Joaquim da Fonseca Bicudo (“Seu” Quinzó) e à sua mulher Sra. Maria Adelaide (“Dona” Manoca) do Amaral Gurgel.

Desde então, a Fazenda Paraizo pertence à família Bicudo mediante sucessão. O atual proprietário da sede, com 9 alqueires, é Joaquim Emídio Nogueira Bicudo.

Todo o conjunto arquitetônico da Fazenda Paraizo, além da beleza natural, é um resgate desse breve histórico. Qualquer visitante, ao se deparar com a História viva que emana desse conjunto, passa, também, a partilhar de um objetivo que não é só do proprietário Joaquim Emídio = restaurar a antiga Casa-Sede ou Casarão ou Sobradão, para que se destine a uma finalidade social em prol de jovens de Itu e região, ou seja, para que abrigue projetos de cunho social.

A inserção da foto abaixo pretende fazer uma conexão ao fato de que é de 1939 ou 1940 (a fonte é citada) e meu pai descreveu, em um depoimento de março de 1999, a meu pedido [o depoimento], como se lembrava da Fazenda e como eram as casas dos trabalhadores. Observem o “quadrado” a que ele se refere:

Itu_Fazenda Paraizo núm Tombo 1925_IGC 1939_1940_para o blog

“Este sobradão [antiga Casa-Sede da Fazenda Paraizo] tem para mim, que praticamente nasci na Fazenda Paraizo – fui para lá com meus pais com menos de dois anos de idade [1924 ou 1925] – um significado especial. Ao tomar consciência de minha existência, já vivia lá, na época na “colônia” da fazenda, ou seja, onde residiam os trabalhadores, numa das casas construídas em grupos de duas, enfileiradas, situadas obliquamente ao “quadrado” (outro grupo de casas unidas umas às outras, dispostas em forma de quadrado) e que, antigamente, fechavam o quintal onde os escravos eram reunidos”. Trecho inicial do depoimento escrito de Agenor Bernardini, a meu pedido [Maria Lúcia] sobre as lembranças que a foto da antiga Casa-Sede, de 1999, evocavam nele.

Agenor Bernardini, meu pai, era filho de Brazil Bernardini (1897 – 1976) e Ines Micai Bernardini (1902 – 1978). Meu avô, Brazil Bernardini, foi o primeiro filho nascido no Brasil de meus bisavós Pietro Bernardini e Maria Fortunata Venturelli Bernardini. Os laços trabalhistas de meus bisavós Pietro e Maria Fortunata, filhos, genros e noras são, em Registros Cartorários de Nascimento e Óbito, anteriores a 1910. De acordo com depoimentos de descendentes, meu bisavô Pietro iniciou o pomar da Fazenda Paraizo e teria retornado, pela primeira vez, a Itália em 1906, de onde trouxe mudas de árvores frutíferas.

Observa-se, na foto abaixo (acervo das filhas de Ida Bernardini Mazulo e Cármine Mazullo) , provavelmente de 1906, a família de Pietro e Maria Fortunata (meu avô Brazil está na frente do pai, Pietro, cuja mão esquerda se encontra no ombro do filho) a presença de um nenê, Túlio, no colo da mãe, Domingas Todesco Bernardini, casada com Antonio (Tonin) Bernardini que, de acordo com Certidão de Nascimento, nasceu na Fazenda Paraizo em 01-06-1906:

Pietro, Maria, filhos, neto e nora_inserções 30set2013

Pietro, Maria, filhos, nora e neto = acervo da família Ida Bernardini Mazullo e Cármine Mazullo. Provavelmente dos últimos quatro meses de 1906

Brazil Bernardini administrou a Fazenda Paraizo por mais de trinta anos. Quando meu pai, Agenor Bernardini, foi para a Fazenda Paraizo com os pais Brazil e Ines, com menos dois anos, ou seja, por volta de 1924 ou 1925, residiram numa das casas da colônia e, quando meu avô foi promovido a administrador da Fazenda, talvez uns seis anos depois, residiram, até por volta de 1959, na casa ao lado da antiga Casa-Sede ou Sobradão ou Casarão.

Agenor Bernardini_jan1999_casa do administrador da Fazenda Paraizo

Agenor Bernardini, em janeiro de 1999, em frente à antiga casa em que morou com os pais e irmãos, enquanto Brazil Bernardini foi administrador da Fazenda Paraizo. O proprietário da Fazenda Paraizo a restaurou e reformou e, desde então, é moradia e residência de uma das filhas, a de prenome Luciana. Acervo da família Bernardini. Crédito da foto: Maria Regina Bernardini (in memorian).

Cativados pela amizade sincera de Joaquim Emídio por nosso pai Agenor Bernardini, pelo respeito e pelas lembranças que guarda de nossos avós Brazil e Ines e de todos os filhos (irmãos de meu pai), pelo interesse genuíno de Joaquim Emídio em resgatar a antiga Casa-Sede da Fazenda Paraizo para finalidades sociais, continuamos a acompanhar e a vibrar com as ações e com as conquistas de Joaquim Emídio para tornar a Fazenda Paraizo autossustentável, de modo que, é o sonho de todos que admiram esse patrimônio histórico, em breve, se realizará por meio de alguma empresa a transformação da antiga Casa-Sede em um empreendimento em prol da sociedade ituana e da região.

Assim, as fotos que se seguirão tentarão mostrar o que já foi conquistado com relação à antiga cocheira ou antigo curral – uma construção do ano de 1929 – porém, antes, fotos das transformações da região até a inauguração do Espaço Santa Rita Restaurante & Eventos.

Foto aérea Fazenda Paraizo_1982_para o blog

Aérea Fazenda Paraizo de 1982 – Acervo de Joaquim Emídio Nogueira Bicudo

1_Google Earth_ Fazenda Paraizo_20set2013

Do Google Earth, que permite a utilização de imagens desde que as preserve e não sirvam para ganhos particulares = Fazenda Paraizo captada em 20/09/2013. Foi onde aprendi que há fotos de “Panoramio”.

Aérea de anel viário e novo acesso à Fazenda Paraizo_de apresentação Espaço Santa Rita_para o blog

Aérea de anel viário e novo acesso à Fazenda Paraizo: crédito é a Apresentação do Espaço Santa Rita Restaurante & Eventos

Aérea da Fazenda Paraizo_2013_da Apresentação do Espaço Santa Rita_para o blog

Aérea da Fazenda Paraizo. Crédito da foto= Apresentação do Espaço Santa Rita Restaurante & Eventos.

Acesso e vista da cocheira a ser Espaço Santa Rita_da apresentação do Espaço _para o blog

Acesso e vista da cocheira ou do curral a ser Espaço Santa Rita. Crédito= Apresentação do Espaço Santa Rita Restaurante & Eventos.

Acesso e vista mais aproximada da cocheira a ser Espaço Santa Rita_da apresentação do Espaço_para o blog)

Acesso e vista mais aproximada da cocheira ou do curral a ser o Espaço Santa Rita. Crédito = Apresentação do Espaço Santa Rita Restaurante & Eventos.

Curral da Fazenda Paraizo_ 08 10 2006_para o blog

Curral ou cocheira da Fazenda Paraizo; foto de 08-10-2006. Acervo de Joaquim Emídio Nogueira Bicudo.

Curral da Fazenda Paraizo_08 10 2006_para o blog

Curral ou cocheira da Fazenda Paraizo; foto de 08-10-2006. Acervo de Joaquim Emídio Nogueira Bicudo.

DSC02285_de Beto_Espaço Santa Rita_28set2013_para o blog

Fachada do Espaço Santa Rita Restaurante & Eventos no dia da inauguração = 28-09-2013. Crédito da foto: Luís Roberto Exner (Beto)

DSC02247 (3)_de Beto_Espaço Santa Rita_28set2013_para o blog

Varanda do Espaço Santa Rita Restaurante & Eventos, inaugurado em 28-09-2013. Varanda de onde se avista a rodovia. Crédito da foto = Luís Roberto Exner (Beto).

DSC02255_de Beto_Espaço Santa Rita_28set2013_para o blog

28-09-2013, inauguração do Espaço Santa Rita Restaurante & Eventos. Luís Roberto Exner (cerimonialista) e Francisco Macedo (um dos proprietários do Espaço). Crédito da foto: Camila Exner

DSC02253_de Beto_Espaço Santa Rita_28set2013_para o blog

28-09-2013 = Getúlio Macedo (um dos proprietários do Espaço Santa Rita), Maria Angélica Marins Exner, Maria Lúcia Bernardini, Maria do Carmo Bernardini e Luís Roberto Exner (Beto). Crédito da foto = Camila Exner.

A inauguração do Espaço Santa Rita Restaurante & Eventos, na Fazenda Paraizo, em Itu-SP, em 28-09-2013, não apenas serviu comida saborosa, com sobremesas deliciosas: foi um sábado muito especial, com um sol digno de dia de inauguração de um empreendimento arrojado e que, certamente, todos os presentes desejam que seja um sucesso. Minha irmã Maria do Carmo e eu nos sentimos honradas por termos visitado o local antes e durante a inauguração.

Espero, sinceramente, ter deixado a vontade de que todos os que virem estas fotos e lerem sobre o breve histórico da Fazenda Paraizo, muito em breve, o visitem pessoalmente.

Sucesso aos amigos Joaquim Emídio, à Cida e a todos os familiares Bicudo = os filhos de Agenor Bernardini e Adalgisa de Souza Bernardini os amam muito e se sentem honrados pelas memórias e lembranças dos familiares de Brazil Bernardini e Ines Micai Bernardini.

Créditos para o texto:

CHIERIGHINI, H., GUARNELLI, I., OLIVEIRA, J. Itu: Patrimônio da Cultura Paulista. São Paulo. DeskTop Publishing, Editorial, 1997.

SOUZA, Jonas Soares de & WAKAHARA, Júlio Abe (CONDEPHAAT). Museu Paulista – Museu Republicano Itu – SP. São Paulo – SP. Graphon’s – Comércio e Indústria Gráfica Ltda., s/d.

LEPSCH, Inaldo C. S. O Barão de Itaim. Itu – SP. Ottoni Editora. 1999.

Depoimento escrito e histórico da Fazenda Paraizo de Agenor Bernardini – IN MEMORIAN.

Organizado por Maria Lúcia Bernardini. Itu – SP

Panoramio – Photos by vladimir1966 – destaque para fotos da Fazenda Paraizo em Itu – SP (grafada Paraíso) sexta-feira, set 20 2013 

Gostaria muito de entrar em contato com Vladimir para que fizesse o grande favor de corrigir o nome da Fazenda para Paraizo (com “z”) e poder contar a ele que o dono dessa Fazenda está, desde 1999, tentando torná-la autossustentável. Procura uma empresa que invista na restauração da antiga Casa Sede (no Panoramio, “link” abaixo, há fotos pungentes da situação do interior dela e também fotos externas) a fim de que se torne um espaço para fins sociais, por exemplo, para formação de artesãos dentre jovens carentes de Itu-SP e região. Apenas (e não é pouca coisa) a antiga Casa Sede necessita desses recursos: o entorno está todo restaurado e preservado.

Não me inscrevi para poder comentar com Vladimir no “Panoramio”.  Por esse motivo estou fazendo o apelo por meio desta postagem.

Se Vladimir quiser entrar em contato comigo por meio desta postagem, prometo não divulgar o endereço eletrônico dele a não ser que permita isso.

Panoramio – Photos by vladimir1966 > Itu.

Não sei se Vladimir, autor das fotos do casarão (antiga Casa-Sede da Fazenda Paraizo em Itu – SP) já migrou com elas para outro endereço.

O “link” acima não pode mais ser acessado, por este motivo:

Local

The End Is Near For Panoramio, Google To Migrate Photos To Google Maps Views

Google actively working to make sure Views “Supports the needs of the community.”

Amy Gesenhues on September 18, 2014 at 10:14 am

 

Googler Evan Rapoport announced this week that Google would be closing Panoramio, the geolocation photo site that lets users upload photos to Google Maps and Google Earth.
In place of Panoramio, Google will be migrating photos to its Google Maps Views platform. In an interview with CNET, Rapoport said Panoramio didn’t have a wide enough selection of photos.

“We need to be able to share more than just photos of landscapes and seascapes,”Rapoport told CNET, “Panoramio has done an amazing job, but we need to broaden that.”

Google did not give a definitive date for when Panoramio will close, but did claim it will make sure, “Views reaches a level of feature maturity that supports the needs of the community.” Rapoport admitted Views hasn’t reached that point yet, and that Google is actively working to address problems currently being reported.

According to this Google Product Forum, users currently are having issues with their photos not uploading to Views or being shared in Google Maps. After a Google Community Manager started the forum to announce photos with locations that are shared publicly on Google+ will appear in Views, one user reported photos not showing up.

Another user claimed, “I’ve published several images over the past couple of weeks but they haven’t shown up on the map at all.” Other users commented on their concern over photos they have uploaded to their Google+ account that include locations being shared on Google Maps when they don’t want them there.

Since the original post by the Google Community Manager last Friday, there has not been any responses to user comments and questions.

http://searchengineland.com/end-near-panoramio-google-migrate-photos-views-203543

 

Kanchanaburi e a Ponte sobre o rio Kwai; anexo em Power Point com música e créditos quarta-feira, set 11 2013 

Recebi um anexo, Power Point, do primo Sérgio e procurei algumas informações (que não fossem apenas sobre o filme) e as insiro antes de postar o anexo.

Encontrei, também, no jornal “Folha de São Paulo”, de 12/09/2005, as informações do “link” abaixo:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/turismo/noticias/ult338u5288.shtml

*******************************************************

Kanchanaburi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Localização:

A cidade está localizada a aproximadamente 560 km ao norte de Bangkok,  capital da Tailandia.  Ela está localizada onde os rios Kwai Noi e Kwai Yai convergem para o rio Mae Klong, é um local popular para os turistas, a sua localização à beira de uma montanha mantêm a cidade mais fria do que o outras províncias da região central da Tailândia.

A cidade possui duas grandes áreas comerciais:  a área central da cidade que consiste em várias ruas com prédios de escritórios, lojas e um shopping center, e a área ribeirinha mais a oeste, ao longo do rio onde estão localizados principalmente pequenos hotéis e lojas para turistas.

Ferrovia da Morte

Em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial,  Kanchanaburi estava sob o controle das tropas japonesas. Foi aqui que prisioneiros de guerra aliados e asiáticos foram forçados a construir uma ponte, um evento imortalizado no filme A Ponte do Rio Kwai.  Quase metade dos prisioneiros [cerca de 16 mil] que trabalharam no projeto morreu de maus tratos, doenças e acidentes.

Em Kanchanaburi,  há um memorial e dois museus para comemorar os mortos. A cidade é também o lar de “Kanchanaburi War Cemetery “.

via Kanchanaburi – Wikipédia, a enciclopédia livre.

*********************

Agora, sim, abrir o anexo com crédito e som da música tema do filme “A ponte sobre o rio Kwai”, pois, nos “slides” finais, a língua utilizada não é o português.

MOST_NA_RZECE_KWAI_A Ponte sobre o rio Kwai_com som

02:35 · Jessier Quirino – Parafuso de cabo de serrote quarta-feira, set 11 2013 

Enviado pela prima Melinha em 25/08/2013.

Arrepiante conhecer melhor a cultura do Nordeste brasileiro e refletir sobre a boa influência no Brasil inteiro: clique no  “link”.

02:35 · Jessier Quirino – Parafuso de cabo de serrote.

Em Sertãozinho, um velho engenho se tornará museu domingo, ago 25 2013 

Enviado pelo amigo Joaquim Emidio:

Em Sertãozinho, um velho engenho se tornará museu

Usina fundada no começo do século 20, que conserva maquinário e galpões da época, passa por recuperação no interior do Estado

25 de agosto de 2013 | 2h 05

EDISON VEIGA , ENVIADO ESPECIAL , SERTÃOZINHO (SP) – O Estado de S.Paulo

Seja no prédio principal, seja em qualquer um dos sete pequenos galpões que o orbitam, entrar nas ruínas do Engenho Central de Sertãozinho é um privilégio de aguçar os olhos daqueles que gostam de História. Parece uma viagem no tempo, entre centrífugas escocesas do século 19 – importadas pela família de Santos Dumont -, telhas inglesas, velhas fornalhas, balanças, tonéis e um obsoleto maquinário que movimentou a indústria da cana de 1903 a 1974, período em que a usina funcionou.

Veja também:
linkProjeto de zeladoria pode se espalhar por outras cidades
linkGaleria de fotos

Tiago Queiroz/AE

Antigos galpões da usina, que produzia açúcar desde o início do século 20, foram preservados

Esse eldorado histórico-industrial paulista fica no coração da Fazenda Vassoural, entre Sertãozinho e Pontal, perto de Ribeirão Preto. Foi criado pelo coronel Francisco Schmidt, que nos primeiros anos do século 20 chegou a acumular um patrimônio de 62 fazendas. O Engenho Central era o motor de seus negócios: dali saíam as sacas de açúcar cristal – e os litros de cachaça. Diariamente, uma maria-fumaça adentrava a usina e de lá saía carregada – o ramal da Estrada de Ferro Mogiana foi puxado até a fazenda por força do próprio coronel.

Nos anos 1960, as terras foram compradas dos Schmidt pela família Biagi. Desde que a usina parou de funcionar, há quase 40 anos, os novos proprietários acalentavam o sonho de transformar tudo em museu. Por isso, o velho maquinário não foi vendido como sucata, a exemplo de tantas indústrias centenárias, e os velhos galpões não foram demolidos.

Nos últimos anos, o museu começou a sair do papel. Primeiro, com a criação de uma fundação – o Instituto Cultural Engenho Central. A instituição deve custar R$ 15 milhões. Pela Lei Rouanet, a fundação foi autorizada a captar R$ 10,5 milhões. Até agora, conseguiram R$ 3 milhões – o que seria suficiente para a primeira fase.

Representantes da fundação esperam que, a partir de dezembro, o espaço já tenha se convertido em um memorial – com possibilidade de visitas monitoradas de escolas e também de outros pequenos grupos. O Museu Nacional do Açúcar e do Álcool será a fase seguinte, a conclusão do projeto ainda não tem um prazo definido.

O trabalho já começou. Há dois meses, o instituto contratou os serviços do Estúdio Sarasá, de São Paulo, para implementar um projeto de zeladoria de patrimônio no local (leia mais abaixo). Foram selecionados 14 jovens da região, todos com ensino médio, e eles ganham cerca de R$ 900 por mês para aprender a lidar com um prédio histórico.

Os jovens chegam diariamente à fazenda em uma van contratada pelo projeto. Ali, eles têm aulas teóricas e práticas. Nas práticas, colocam a mão na massa e ajudam a recuperar o velho Engenho Central e os galpões anexos.

Aos poucos, a sujeira e o pó vão saindo e a história, brotando. “Em breve, deixaremos este local em condições de visitação”, explica o arquiteto Fabio Di Mauro, um dos orientadores dos aprendizes. “Algumas patologias do prédio vão ser estabilizadas, outras serão corrigidas. É preciso analisar caso a caso.” Enquanto isso, a historiadora Mirza Pellicciotta se detém na tarefa de compreender cada uma das peças antigas – ela está inventariando os milhares de itens encontrados dentro dos imóveis. “Os equipamentos serão protegidos para não deteriorar”, adianta.

Jovens. Ao mesmo tempo em que nasce um museu, 14 jovens descobrem uma vocação. “Eu estou achando muito legal trabalhar com isso, e agora quero me tornar engenheiro civil”, afirma Marlon Gomes da Silva, de 18 anos. O rapaz cursa o 3.º ano do ensino médio e, antes de ser contratado para estudar e trabalhar na zeladoria do Engenho Central, era office-boy em Sertãozinho.

“Quando entrei para o projeto, nem sabia o que estava fazendo aqui, o que iria encontrar”, admite Marcela Giovana Ferreira da Silva, de 19 anos, que antes era cabeleireira na cidade de Pontal. “Estou gostando tanto que, no futuro, quero me tornar arquiteta.”

BLOG DE ELIANA BELO SILVA SOBRE A FAZENDA PARAIZO – ITU – JOAQUIM EMIDIO NOGUEIRA BICUDO quarta-feira, ago 21 2013 

Prezados amigos,

Abaixo, o BLOG de  Eliana Belo Silva, onde ela conta a história da Fazenda Paraizo em  Itu que está em família há mais de 100 anos e que hoje pertence a mim. Pretendo fazer dela um centro turístico, com restaurante, salão de eventos e uma escola de artesões para crianças carentes da região. Para isto estou em busca de  empresa que queira restaurar a antiga casa sede, utilizando o próprio nome, em troca da restauração e criação de um projeto social.

Blog da Eliana Belo Silva :

http://historiadeindaiatuba.blogspot.com.br/2013/08/fazenda-paraizo-itu.html

Atenciosamente,

Joaquim Emidio

21/08/2013 11:36:09

NOVO RESTAURANTE EM ITU= ESPAÇO SANTA RITA – também local de eventos = para 28/09/2013 quinta-feira, ago 8 2013 

Inauguração: 28 de setembro de 2013, sábado, a partir de 12h.

Vejam o anúncio enviado por Joaquim Emídio:

Inauguração 28/09/2013

Inauguração 28/09/2013

Prezados amigos,

Em breve, final do mês de setembro de 2.013, será inaugurado mais um ponto de atração turística de Itu.

É o Espaço Santa Rita, Restaurante que estará aberto de sexta-feira a domingo para almoço e que está  localizado na Fazenda Paraizo, na Av. Dr. Ermelindo Maffei, km. 102 ( antiga Rodovia Dom Gabriel Paulino Bueno Couto) ao lado do Campos de Santo Antonio,  com uma vista deslumbrante para o rio Tietê e às margens da Rodovia, sem, no entanto, dar acesso a mesma.

Aguardem novas notícias a respeito.

Atenciosamente,

Joaquim Emidio

07/08/2013 16:29:39

Observação: A faixa, numa das fotos, indica que, pelo telefone (11) 9 74 37 51 19 (Getúlio) já estão sendo agendadas datas para festas de confraternização.

Curral - Espaço Santa Rita - Getúlio _JEmidio enviou

Curral da Fazenda Paraizo_acesso_JEmidio enviou

Curral Fabiana_JEmidio enviou

Abram o anexo (Power Point), abaixo, para conhecer o projeto do local.

ESPAÇO SANTA RITA – APRESENTAÇÃO – recebido 07maio2013 de JEmidio

Feira Medieval em Portugal – MyHeritage Portuguese Blog quinta-feira, jun 27 2013 

Leia a postagem com atenção.

Feira Medieval em Portugal.

10 Dicas para entrevistar membros da família – MyHeritage Portuguese Blog segunda-feira, jun 10 2013 

10 Dicas para entrevistar membros da família.

Genealogia Alemã no Sul do Brasil – Rodrigo Trespach (2ª parte) terça-feira, maio 28 2013 

Genealogia Alemã no Sul do Brasil – Rodrigo Trespach (2ª parte).

Genealogia Alemã no Sul do Brasil – Rodrigo Trespach (1ª parte) terça-feira, maio 28 2013 

Genealogia Alemã no Sul do Brasil – Rodrigo Trespach (1ª parte).

Leia a postagem anterior do MyHeritage Portuguese Blog sobre Rodrigo Trespach em

http://blog.myheritage.com.br/2012/09/rodrigo-trespach/#more-9371

Próxima Página »