Minha cidade de Santos – SP – anexo em extensão “pps” domingo, maio 10 2015 

Recebi da prima Melinha em 30 de abril de 2015.

Destaco, dentre todas as fotos maravilhosas, com explicações, o respeito ao artista Benedito Calixo, por meio da Pinacoteca Benedito Calixto. O anexo é de 2011. Autoria: Delza Dias Ferreira.

Minha cidade de Santos SP_recebido 30abril2015 da prima Melinha

Anúncios

INEZITA BARROSO – SITE OFICIAL quarta-feira, mar 11 2015 

Inezita Barroso faleceu em 08-03-2015, domingo, aos 90 anos de idade.

INEZITA BARROSO – SITE OFICIAL.

Poeta e Escritor Jessier Quirino – YouTube – Entrevista / Apresentação em Sr. Brasil segunda-feira, fev 16 2015 

Muito conhecido, na Internet, pelo poema “Vou-me embora pro passado”, Jessier Quirino é entrevistado em 13 de julho de 2013:

Poeta e Escritor Jessier Quirino – YouTube.

Abaixo, o link para ouvir e vê-lo declamando “O trem da Great West” no programa de abril/2014, Sr. Brasil, Rolando Boldrin:

O terrível mundo dos comentários na Internet – Superinteressante segunda-feira, fev 16 2015 

De debates todos gostamos. Antes de seguir a leitura da sugestão abaixo, leia a postagem, neste blog, sobre um debate religioso (humor) entre uma igreja católica e uma igreja presbiteriana sobre a afirmação “todos os cães vão para o céu”.

De modo bem humorado (em inglês), a discussão jamais terá fim. Aparentemente, isso acontece com os comentários na internet.

https://maluber2.wordpress.com/2011/09/29/all-dogs-go-to-heaven-debate-religioso-humor/

“Por que sites de notícias e redes sociais são infestados de comentários cheios de ódio, rancor e extremismo? O que são haterstrolls? Do que se alimentam? Como identificá-los?”

É do que você tomará conhecimento se clicar abaixo.

Aproveite para ler os comentários que seguem o texto.

Superinteressante! Ah, esse também é o nome da revista da Abril e o texto é de outubro/2014.

O terrível mundo dos comentários na Internet – Superinteressante.

‘Lamentamos não conseguir seguir o que te ensinamos. Nós não perdoamos’ – Jornal O Globo terça-feira, jan 13 2015 

Recebi a indicação deste desabafo e tributo dos pais de Alex Schomaker Bastos de meu primo PR.

‘Lamentamos não conseguir seguir o que te ensinamos. Nós não perdoamos’

Pais de Alex Schomaker Bastos escrevem carta para o estudante, morto por ladrões na semana passada em Botafogo

POR ANDREI BASTOS E MAUSY SCHOMAKER

13/01/2015 5:00

Estudante de biologia Alex Schomaker Bastos, morto a tiros por ladrões em Botafogo – Reprodução / Facebook

“Alex, esta carta é para você ler onde quer que esteja, já que você nos foi tirado pela incompetência do Estado. O do Rio de Janeiro e o do Brasil.

Esta carta é para você, que estudou em bons colégios porque nós, seus pais, tivemos condições de te dar o melhor estudo possível.

Esta carta é para você, tão elogiado pelos seus professores desde o primário até o final da Faculdade de Biologia da UFRJ e da Faculdade de Educação. Para você, que vai receber seu diploma no próximo dia 26, mas um diploma post-mortem que nós receberemos, com muito orgulho, em seu nome.

Esta carta é para você, que no memorial descritivo para o mestrado em Biologia, também na sua querida Universidade Federal do Rio de Janeiro, escreveu que gosta de ciência e tecnologia desde pequeno, que se interessa pela origem e pela história da VIDA, estudando com muito interesse a evolução, os fósseis e a bioquímica, e que teve seu interesse despertado para as ciências quando recebeu de presente de Natal um kit de química experimental. Você disse no seu memorial descritivo que, a partir daquele instante, sabia que queria fazer algo relacionado à ciência e à vida. Que ironia.

Nós, seus pais, estamos escrevendo esta carta para pedir desculpas por não termos conseguido te proteger da violência de uma cidade abandonada e entregue à própria sorte.

Te pedimos desculpas por não termos te protegido dos assassinos, provavelmente jovens, que não tiveram uma família como a sua. Infelizmente, filho, nós, que te ensinamos a perdoar, não estamos seguindo o que tanto te ensinamos: Filho, não temos condição de perdoar.

Lamentamos não conseguir seguir o que te ensinamos. Nós não perdoamos. Não perdoamos os assassinos, não perdoamos os governantes, não perdoamos as autoridades. Mas temos que te dizer que estamos tentando ter confiança na Justiça. Que os seus assassinos serão presos e receberão uma pena justa. Não queremos vingança. Lembre-se que nós sempre te ensinamos a não ser vingativo.

Esta carta é para te lembrar que este ano o Rio de Janeiro vai fazer 450 anos e muitas comemorações estão programadas. Mas você não vai assistir a nenhuma porque foi assassinado com SEIS TIROS no ponto de ônibus da Rua General Severiano, porque você prefere pegar o ônibus 434. E no Rio de Janeiro que comemora 450 anos, é crime escolher o ônibus favorito.

Esta carta é para te lembrar que o novo/velho governo escolheu como lema “Brasil, pátria educadora”.

Meu filho, nos despedimos pedindo perdão por não termos conseguido te proteger. Jamais nos perdoaremos.

EU SOU ALEX, SEMPRE”.

via‘Lamentamos não conseguir seguir o que te ensinamos. Nós não perdoamos’ – Jornal O Globo.

os abstratos poemas da resistência – Blog de Ricardo Augusto Carneiro segunda-feira, jan 5 2015 

Ricardo Augusto Carneiro, um ex-aluno sobre quem recebo notícias e, se Deus quiser, manteremos contato por meio de mensagens de e-mail.

Como é bom receber notícias de quem fez parte de nossa vida profissional e, a partir de agora, é um amigo.

Gostei do blog, Ricardo, pretendo retornar a ele com mais tempo.

os abstratos poemas da resistência.

Instant Discoveries – a mais nova ferramenta de MyHeritage sábado, dez 13 2014 

 É com imenso prazer que divulgo sobre a ferramenta “Instant Discoveries”, do MyHeritage, onde mantenho a árvore genealógica dos Bernardini, desde os bisavós Pietro e Maria Fortunata, enriquecida com informações sobre os Micai que me foram fornecidas por Geraldo Micai e com contribuição de vários descendentes tanto dos Bernardini quanto dos Micai.

Sent: Friday, December 12, 2014 12:23 PM

Oi Maria Lúcia,

tudo bem?
É com prazer que nós anunciamos a mais nova ferramenta de MyHeritage: Instant Discoveries™ – uma revolucionária experiência para todos com um interesse na genealogia, em especial para os iniciantes. Esta notícia foi mostrada até mesmo na TV americana: Fox News.

As Instant Discoveries™ mostram informações sobre antepassados e familiares já no cadastro no site de MyHeritage, uma introdução rápida e perfeita ao fascinante mundo da genealogia familiar. Basta incluir algumas informações sobre si próprio, sobre os pais e sobre os avós e o usuário estará entrando no mundo da genealogia com o pé direito – as nossas poderosas tecnologias irão buscar informações no banco de dados gigantesco de MyHeritage e também entre os nossos registros históricos.
Em poucos segundos os usuários podem ser surpreendidos com uma Instant Discovery™, que apresenta um provável familiar, juntamente com uma miríade de informações adicionais, incluíndo um ramo familiar inteiro, nomes, fatos, fotos e documentos. Os usuários podem então, com apenas um clique, adicionar todas estas informações às suas árvores genealógicas.
Para demonstrar como as Instant Discoveries™ funcionam, convidamos passantes de vários locais em Nova Iorque, como a Times Square ou a Central Station a testarem a nova ferramenta. As reações das pessoas, que participaram do teste, provam como a história familiar pode ser uma experiência super emocional e recompensadora, também para os iniciantes. Este vídeo é um dos mais bonitos jamais produzidos, na área da genealogia e aqui vai o link se quiser incluir diretamente no seu blog.

Ficariamos muito honrados se pudesse nos ajudar a espalhar esta notícia.
Segue abaixo a nota de imprensa e o link para o nosso blog.
Abraço,
Karen
Link para o blog:
http://blog.myheritage.com.br/2014/12/apresentando-instant-discoveries%E2%84%A2/

Nota de Imprensa:

MyHeritage lança ferramenta completamente única para levar a genealogia a todos

Com as Instant Discoveries™ leva apenas alguns segundos para descobrir antepassados e criar uma árvore genealógica repleta de familiares

SÃO PAULO, Brasil & TEL AVIV, Israel – 10 de dezembro de 2014. MyHeritage, o endereço número um para descobrir, preservar e compartilhar a história familiar, acaba de revelar a ferramenta Instant Discoveries™ (Descobertas Instântaneas), uma nova e revolucionária forma de explorar o passado da família. Informações sobre os antepassados e mesmo parentes mais próximos são fornecidas já no próprio processo de registro no site. As Instant Discoveriespermitem um acesso interessante, gratuito e traz uma recompensa imediata àqueles que se aventuram pelo mundo da história familiar.

Ideal para pessoas que ainda sabem pouco sobre a própria história familiar, durante o processo de registro no site, MyHeritage pergunta aos usuários iniciantes informações básicas sobre apenas 7 membros da família: eles mesmos, seus pais e avós. Assim, entram em ação poderosas tecnologias de busca que pesquisam informações sobre a família automaticamente no vastíssimo banco de dados de MyHeritage, com bilhões de registros históricos. Em segundos, os usuários recebem uma Instant Discovery exibindo um provável antepassado, juntamente com uma imensidão de informações relacionadas a ele, incluíndo um ramo familiar completo, nomes, fatos, fotos e documentos. Os usuários podem então utilizar todas estas informações na sua própria árvore genealógica, com um só clique.

“Estamos muito felizes com as Instant Discoveries™”, comenta Gilad Japhet, criador e CEO do MyHeritage. “É um deleite para qualquer usuário iniciante poder descobrir informações sobre sua família imediatamente, o que também vai de acordo com o nosso lema de fazer a história familiar mais acessível e prazerosa para todos. Nós realmente nos preocupamos em criar tecnologias inovadoras, para reinventar a maneira como a genealogia é explorada.”

Para mostrar as Instant Discoveries™ em ação, pedimos para passantes testar esta nova tecnologia em vários locais de Nova Iorque, como a Times Square ou a Grand Central Station. As reações das pessoas que participaram, veja aqui o vídeo, prova que a história da família pode ser uma experiência muito intensa e rica, até mesmo para novatos da genealogia.

As Instant Discoveries™ são fruto de uma nova tecnologia que aprimora as já conhecidas tecnologias de MyHeritage de Smart Matching™ e Record Matching, oferecendo excelentes resultados. Elas respeitam a privacidade dos outros usuários e exclui informações sobre pessoas vivas.

Mike Mallin, o Diretor de Produtos de MyHeritage complementa: “Milhões de pessoas querem entender melhor a si mesmos e querem encontrar suas raízes. Nosso trabalho é permitir que este seja um processo simples e mágico. Até agora, pesquisar a família era uma tarefa árdua, que requeria muito tempo. Através das nossas Instant Discoveries™, os usuários podem encontrar seus familiares instantes depois de se cadastrarem”.

A taxa de sucesso das Instant Discoveries™ depende de vários fatores, tais como o país de origem e o grau de detalhamento das informações iniciais. Em alguns países ela bate nos 35%. Com aproximadamente 1 milhão de novos perfis de árvore genealógica e 5 milhões de registros históricos sendo adicionados ao MyHeritage diariamente, esta marca vai se elevar constantemente com o passar do tempo. Nos próximos meses, esta tecnologia também estará disponível para os usuários antigos de MyHeritage, que serão capazes de tirar proveito da mesma para lançar novas informações em suas árvores, com apenas um clique.

Com o lançamento das Instant Discoveries™ e as notícias recentes de integração das tecnologias de MyHeritage por firmas líderes do mercado como a 23andMe, FamilySearch e outros parceiros ainda, MyHeritage está assegurando sua posição de líder tecnológico do mercado de genealogia.

Para testar você mesmo as Instant Discoveries™, vá até www.myheritage.com.br e faça o seu cadastro gratuito.

Sobre o MyHeritage

MyHeritage é o endereço ideal para descobrir, preservar e compartilhar a história da sua família. De forma inovadora e com o uso inteligente das tecnologias, MyHeritage está transformando a história familiar em uma atividade que é acessível e que dá resultados imediatos. Sua base de usuários global tem acesso a um banco de dados de registros históricos gigantesco, às coleções de árvores genealógicas mais internacionais e às tecnologias de busca por coincidências. MyHeritage é o ponto de encontro de milhões de famílias e oferece a elas um modo simples para a partilha da sua história, tanto a passada e a presente e é um verdadeiro tesouro para as gerações vindouras. MyHeritage está disponível em 40 idiomas.

www.myheritage.com.br

Contato:

MyHeritage: Karen Hägele
Country Manager Brazil
Fone: +55 (11) 3042 1278
Email: Karen.hagele@myheritage.com

Karen Hägele
Country Manager Brasil & Portugal
Fone: +55 (11) 3042 1278  karen.hagele@myheritage.com/www.myheritage.com.br
Blog MyHeritage BrasilFacebook MyHeritage BrasilTwitter MyHeritage Brasil


 

Benedicto Calixto 2 – E quarta-feira, nov 19 2014 

A segunda parte do PPS “Benedito Calixto, o pintor das praias paulistanas”, desta vez com a pintura histórica e religiosa de Benedito Calixto.

“Sent: Monday, November 17, 2014 8:40 PM

Amigos:
Conforme lhes prometi na última apresentação, envio agora a segunda parte do PPS “Benedicto Calixto, o pintor das praias paulistas”, mostrando desta vez,  sua pintura histórica e a religiosa.
A propósito, como muitos me perguntaram, sou bisneto do pintor.
Abraços,
Gilberto Calixto Rios” 

Clique para abrir o arquivo em extensão “pps”

Benedicto Calixto 2_de Gilberto Calixto Rios_mens receb 17nov2014

Saudades eternas – MyHeritage Blog em Português sexta-feira, nov 7 2014 

Leia a postagem do MyHeritage Blog em Português e conheça a vencedora e o prêmio que recebeu.

Saudades eternas.

Sorria Nº 40. Saber cuidar | Revista Sorria* quarta-feira, out 29 2014 

Comprei a minha revista no dia 10/10/2014 e só neste momento estou podendo recomendar a compra e a leitura dela.

Fiquei muito contente, pois, dentre os excelentes textos,  nas páginas 20 e 21, “Como eu faço?”, “Manual de Boas Maneiras”, o texto de Carla Pimentel, ilustração de Giovana Medeiros, “Sua origem, sua história”, trata de árvore genealógica: na dica de número 4, Organize os dados, há a recomendação para o site MyHeritage.Com.

Sorria Nº 40. Saber cuidar | Revista Sorria*.

Benedicto Calixto – O Pintor das Praias Paulistas (5) com arquivo extensão “pps” quinta-feira, out 16 2014 

 Benedicto Calixto_recebido de Gilberto Calixto Rios em 14out2014

Mensagem recebida de Gilberto Calixto Rios em 14-10-2014 =

“Amigos:
Nesta data, em 1853, nascia o pintor Benedicto Calixto, o artista que, como ninguém, retratou as praias do litoral paulista. Aproveitando o ensejo, fiz esta apresentação mostrando alguns de seus mais belos trabalhos nesta temática. Posteriormente faremos uma segunda parte, onde estarão representadas suas pinturas do gênero histórico e religioso, onde ele também foi mestre.
Abraços a todos,
Gilberto Calixto Rios”

Faça uma homenagem aos que já partiram / MyHeritage Blog em português quinta-feira, out 16 2014 

Faça comentários na postagem e a melhor homenagem será escolhida e premiada no dia 03-11-2014.

Clique abaixo:

Faça uma homenagem aos que já partiram.

Como Estrelas Na Terra – Legendado – YouTube segunda-feira, out 13 2014 

Sinopse de “Como estrelas na Terra”

Ishaan é um garoto de nove anos que não possui muitos amigos. Vive com sua família em uma pequena comunidade da Índia. Ishaan apresenta muitas dificuldades na escola, tendo sido reprovado no ano anterior e tendo risco de ser reprovado novamente. Já seu irmão é o melhor da classe, com notas altíssimas e um grande sucesso nos esportes também. Após uma reunião com os professores de Ishaan, que informam aos pais que o menino não apresenta avanços na escola, o pai decide enviar o garoto a um colégio interno para que seja disciplinado e consiga êxito nos estudos. Após um período em que Ishaan se sente cada vez mais triste e solitário, sofrendo severas punições dos professores, ele conhece o professor Nikumbh, que além do trabalho no colégio, leciona também em um colégio para crianças com necessidades educacionais especiais. É o professor Nikumbh que descobre que Ishaan tem dislexia e, com ajuda dele, junto com os outros professores e com a família de Ishaan, o garoto começa a compreender o mundo da leitura e da escrita e vê sua infância tomar um rumo diferente

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Taare_Zameen_Par

Como Estrelas Na Terra – Legendado – YouTube.

Graças à prima Sensão, assisti ao filme e recomendo da mesma maneira que foi recomendado a uma pessoa querida por uma psicopedagoga.

Não é específico para quem convive com portadores de dislexia, caso da personagem principal, mas para qualquer pessoa que saiba que todos somos diferentes.

MyHeritage Library Edition – mensagem recebida de Karen e Press Release em “pdf” sábado, out 11 2014 

 

Mensagem recebida em 10-10-2014:

Boa tarde Maria Lúcia,
tudo bem?

Acabamos de lançar uma novidade: uma versão institucional de MyHeritage, intitulada MyHeritage Library Edition™, para permitir que bibliotecas e institutos educacionais em todo o mundo tenham acesso instantâneo a bilhões de documentos históricos mundiais.
Juntamente com este lançamento, MyHeritage iniciou uma parceria estratégica com a EBSCO Information Services (EBSCO)l. A EBSCO é o provedor de conteúdo de pesquisa online para bibliotecas líder do mercado, e o distribuidor exclusivo da MyHeritage Library Edition™.
A MyHeritage Library Edition™ é uma das maiores fontes do gênero do mundo e a mais internacional. Os dados incluem registros de nascimento, óbito e casamento, de 48 países, os censos completos dos Estados Unidos e Reino Unido, registros de imigração, militares e de sepultamento, além de mais de 1.5 bilhões de perfis de árvore genealógica. O banco de dados está disponível em 40 idiomas, o que constitui o banco de dados mais internacional do mercado. E ele cresce a um passo de mais de 5 milhões de registros históricos sendo adicionados diariamente.
Para mais informações em relação à MyHeritage Library Edition™, visite: MyHeritagelibraryedition ou assista o filme, no mesmo endereço.
Também incluí a nota de imprensa oficial.
Ficaria feliz se pudesse ajudar a divulgar a notícia.
Abraço,
Karen


Karen Hägele
Country Manager Brasil & Portugal
Fone: +55 (11) 3042 1278  karen.hagele@myheritage.com/www.myheritage.com.br
Blog MyHeritage BrasilFacebook MyHeritage BrasilTwitter MyHeritage Brasil


O Press Release enviado por Karen, no parágrafo “Também incluí nota de imprensa oficial” pode ser lido em arquivo extensão “pdf”:

MyHeritage e EBSCO Information Services unem-se para levar o MyHeritage a Instituições educacionais e bibliotecas do mundo todo_Press Release

Parabéns por mais esta parceria MyHeritage e EBSCO

Cadê o meu abraço?: Martha Medeiros – Jornal Zero Hora – 14/09/14 – O galão d’água (“coisas” do Japão) domingo, set 28 2014 

Crônica de Martha Medeiros, “O galão d’água”, foi publicada no Jornal Zero Hora e reproduzida no jornal “A Federação”, de Itu – SP, página 04, sexta-feira, 26-09-2014, ano 109, edição 5692, numa incrível similaridade, ao contrário, com a situação dos ituanos por causa do racionamento drástico de água tratada desde fevereiro/2014.

Cadê o meu abraço?: Martha Medeiros – Jornal Zero Hora – 14/09/14.

Biografia de Martha Medeiros =

Martha Medeiros

Martha Medeiros (1961) é gaúcha de Porto Alegre, onde reside desde que nasceu. Fez sua carreira profissional na área de Propaganda e Publicidade, tenho trabalhado como redatora e diretora de criação em vária agências daquela cidade. Em 1993, a literatura fez com que a autora, que nessa ocasião já tinha publicado três livros, deixasse de lado essa carreira e se mudasse para Santiago do Chile, onde ficou por oito meses apenas escrevendo poesia.

De volta ao Brasil, começou a colaborar com crônicas para o jornal Zero Hora, de Porto Alegre, onde até hoje mantém coluna no caderno ZH Donna, que circula aos domingos, e outra — às quartas-feiras — no Segundo Caderno. Escreve, também, uma coluna semanal para o sítio Almas Gêmeas e colabora com a revista Época.

Seu primeiro livro, Strip-Tease (1985), Editora Brasiliense – São Paulo, foi o primeiro de seus trabalhos publicados. Seguiram-se Meia noite e um quarto (1987), Persona non grata (1991), De cara lavada (1995), Poesia Reunida (1998), Geração Bivolt (1995), Topless (1997) e Santiago do Chile (1996). Seu livro de crônicas Trem-Bala (1999), já na 9a. edição, foi adaptado com sucesso para o teatro, sob direção de Irene Brietzke. A autora é casada e tem duas filhas.

Fonte: http://pensador.uol.com.br/autor/martha_medeiros/biografia/

Leia, também, aqui no meu blog, “A fita métrica do amor”, em http://wp.me/p161i6-IM

Cotidiano em Prelúdio – Blog de Tadeu Italiani sábado, set 13 2014 

Recomendo o blog de uma pessoa especial: o jornalista Tadeu Italiani, de Itu – SP

Cotidiano em Prelúdio.

24 dicas práticas para o uso consciente da água – Planeta Sustentável – Editora Abril quinta-feira, set 11 2014 

24 dicas práticas para o uso consciente da água.

MyHeritage em horário nobre – MyHeritage Blog em Português quinta-feira, set 11 2014 

Assista ao vídeo, com legendas em português, de uma entrevista com o fundador e CEO do MyHeritage, cujo assunto principal é a localização de herdeiros de obras de arte, imóveis e estabelecimentos comerciais, roubados pelos nazistas, e sobre o BillionGraves

MyHeritage em horário nobre.

Terra – Planeta água – Blog do MyHeritage em português quarta-feira, set 3 2014 

Leia, no MyHeritage Blog em Português, sobre a falta de água em Itu – SP e o alerta para economizar água.

Terra – Planeta água.

Sorria Nº 39. Qual é a sua causa? | Revista Sorria* quinta-feira, ago 28 2014 

Edição agosto/setembro 2014 – Venda Exclusiva: Droga Raia. R$ 3,50.

Visite o “link” abaixo

Sorria Nº 39. Qual é a sua causa? | Revista Sorria*.

Itu.com.br – Nossa Cidade – Indignada, moradora de Itu faz desabafo sobre a falta de água terça-feira, ago 19 2014 

Merece ser lido, com atenção, o desabafo dessa cidadã.

Quem não mora em Itu – SP terá uma pequena ideia do que estamos passando.

Meu primo PR, do RJ, entende e está solidário, sempre ligando para saber como estamos, pois, no final da década de 50 até meados da década de 60, o Rio de Janeiro passou por isso. O desespero pela falta de água era tamanho que até água salobra de construção civil era buscada para atender necessidades básicas de higiene de vaso sanitário e outras lembranças, tais como  estocar água na banheira, quando vinha, para a higiene pessoal.

Por incrível que pareça, quem solucionou o problema, no RJ, foi a administração Carlos Lacerda.

Itu.com.br – Nossa Cidade – Indignada, moradora de Itu faz desabafo sobre a falta de água.

São Paulo de Baixo para Cima – Gilberto Calixto Rios – anexo em “pps” segunda-feira, ago 18 2014 

Recebido do autor da apresentação: uma visão diferente dos edifícios marcantes da cidade de São Paulo – SP

SP de Baixo para Cima_de Gilberto Calixto Rios

Breast Cancer Poems – YouTube sexta-feira, ago 8 2014 

Localizei mais dois poemas de Sonya Rose Atkinson, estimulada pelo primeiro que foi postado no blog do “The Breast Cancer Site”, e recomendo:

Breast Cancer Poems – YouTube.

Incredible! This woman’s strange dream led to her diagnosis. Now she’s sending a message to everyone about her “Year of Grace.” | The Breast Cancer Site Blog sexta-feira, ago 8 2014 

Clique, abaixo, para entrar no The Breast Cancer Site Blog para assistir ao vídeo com Sonya Rose declamando o poema “Year of Grace”

Incredible! This woman’s strange dream led to her diagnosis. Now she’s sending a message to everyone about her “Year of Grace.” | The Breast Cancer Site Blog.

No YouTube, podemos acompanhar os versos do poema “Year of Grace” que copio e colo abaixo:

“Year of Grace”, A Breast Cancer Poem = postagem de 2011

 

I sit here—

Dreaming for things to naturally fall into its place.
Staring into my living space, so weak I appear.
Can’t keep up the pace—
Of the human race, a well-established career;
I feel so out of place.
I look back at the years, a memory trace of an old frontier.
See the rough bumps, the crinkly pattern in an emerald green depression vase…
In my changing face, I feel a new tear.
If only I could embrace—
The colors of the wind in its breathing space (all-clear)
If only I could swim with the ocean and reappear—
Like a pearl in its hiding place…
If only I could jump on the next cloud and disappear—
Fly to a higher place.
If only I could touch the sun and give more cheer—
Not burn up in deep space.
If only I could walk on the moon (from here)—
Write that song I hear play from its imaginary place.

If only I could play bass… and drink some fine dark beer—
On and on and on, in a parking space
With no cars, just a gathering space—to give ear;
A meeting place, a change of pace

For anyone who needs breathing place, a life peer.
Like me, this is my visual place.
Some say it’s a prisoner’s base, to draw nearer
To a lower place; to interlace…
Others say its part of an obstacle race, never to interfere
With a higher space,
And now my dog at my feet, who I hold dear,
Just wants me to cut to the chase.
All I know, it’s still all unclear…
But, to be sincere,
I could never fight this (cancer) alone, without fear—
Not without Love or my heart in the right place;
And, especially, not without—Grace.

Description: 2011 is my Year of Grace. Through a vivid dream, I was led to receive proper healing. I was warned to get my breasts thoroughly checked. After ultrasound/MRI-biopsies, I was diagnosed: stage 2 ILC (Invasive Lobular Carcinoma), LCIS & DCIS, grade 3, node-positive. Following a lumpectomy, 8 cycles of chemo, deep in September, I had a bilateral total skin-sparring mastectomy with immediate reconstruction. In just one year, my risk dropped from 85% to 35% to 17.5% of breast cancer recurring. As, I am continuing my hormone therapy for the next five years, I have adopted even healthier ways of living, a greener lifestyle. I am learning more on what it means to be a BRCA mutation carrier, with a 50% chance plus 1% higher every year of hereditary ovarian cancer… and other cancers (pancreatic, malignant melanoma, subgroup of lymphomas and leukemia). Also, what I must do to further overcome my underlying condition of Chronic Lyme Disease.

I’ve been blessed through the miracle of more than just one dream (as my cancer went under the radar of GYN/self-breast exams and mammograms for over 8 long years, after 9/11 exposure, around age 30)… through excellent care of doctors and nurses, family and friends, my fiancé (now my husband), my sweet Sonny… through the power of God’s angels on Earth and in Heaven. Through those faces who I’ve seen in my dreams…

Please Visit Me:
CaringBridge:
http://www.caringbridge.org/visit/son…

Facebook:
http://www.facebook.com/SonyaRoseAtki…

Women’s Health Magazine, featured:
http://www.womenshealthmag.com/health…

Images: iPhone video clips from my Breast Cancer journey 2011

Malu Ribeiro fala sobre a falta de água em Itu – YouTube sábado, ago 2 2014 

Assista à fala de Malu Ribeiro: destaque para o trecho em que, sem agredir, comenta sobre  a falta de informação e de divulgação da concessionária para alertar a população e educá-la, antes que Itu atingisse estado de calamidade pública ainda não decretado desde que ficou evidente, em fevereiro/2014, de que a crise não seria solucionada.

viaMalu Ribeiro fala sobre a falta de água em Itu – YouTube.

 

 

 

 

 

João Ubaldo Ribeiro – Wikipédia, a enciclopédia livre segunda-feira, jul 21 2014 

Faleceu em 18 de julho de 2014.

João Ubaldo Ribeiro – Wikipédia, a enciclopédia livre.

Repositório Genealógico Nacional – Universidade do Minho – Portugal quinta-feira, jul 10 2014 

Do Blog em Português do MyHeritage.Com

Repositório Genealógico Nacional.

Homenagem póstuma: “Pai, eu vou realizar o seu sonho” quinta-feira, jul 10 2014 

Do Blog em Português do MyHeritage.Com

Homenagem póstuma: “Pai, eu vou realizar o seu sonho”.

Sorria Nº 38. Por que ter confiança | Revista Sorria domingo, jul 6 2014 

À venda nas lojas da Droga Raia.  Adquira a sua! R$3,50.

Sorria Nº 38. Por que ter confiança | Revista Sorria.

Reescrevendo a História – de João Ulbaldo Ribeiro – Jornal O Globo segunda-feira, jun 2 2014 

Recebi a indicação de leitura do primo PR.

A crônica foi publicada em 01-06-2014 no jornal “O Globo”.

Assim como o texto de Cristovam Buarque, de 2006, é uma reflexão aterradora da displicência com o ensino formal que afeta o futuro dos cidadãos e do país, a crônica de João Ubaldo Ribeiro  aborda  a dificuldade, na leitura, dos clássicos da Literatura Brasileira, pelo fato de não serem acessíveis no formato, no vocabulário, no conteúdo, nas sutilezas, por exemplo, a jovens e a pessoas menos cultas.

João Ubaldo Ribeiro critica, portanto, uma iniciativa de reescrever obras clássicas brasileiras numa versão mais “light” para que se tornem acessíveis a jovens e a pessoas menos cultas.

Comentário pessoal de Maria Lúcia: quando estudava Inglês, na Cultura Inglesa – Campinas/SP, li versões de obras teatrais de Shakespeare adaptadas para leitores que estudavam uma segunda língua. Eu tinha plena consciência de que essa leitura (são dois volumes) jamais substituiria as peças originais. Conforme avancei nos estudos, tinha que ler obras originais contemporâneas, sem versões mais leves. Ressalto que a língua inglesa não é a minha língua materna, portanto, a leitura de versões adaptadas é um recurso estratégico de evolução do domínio da língua estrangeira.

Concluo, portanto, como João Ubaldo Ribeiro me deu a entender na crônica, “link” abaixo, que as versões mais leves de originais da Literatura Brasileira serão destinadas aos leitores brasileiros que não dominam a Língua Portuguesa como língua materna. O que, convenhamos, é algo muito estranho.

Reescrevendo a História – Jornal O Globo.

Paixão nacional. Um artigo de Cristovam Buarque = Oito anos depois! segunda-feira, jun 2 2014 

O artigo do título foi postado em 10-06-2006 no blog Instituto Humanitas Unisinos e  refere-se ao artigo publicado no jornal “O Globo” na mesma data de 10-06-2006.

Recebi um anexo em extensão “pps” do primo Sérgio com esse texto e se não tivesse buscado a confirmação da autoria e do teor do artigo, teria certeza de que se refere a este ano da Copa 2014.

Não perca a oportunidade de reflexão.

Paixão nacional. Um artigo de Cristovam Buarque.

Entrevista com a presidente-executiva do Museu da Imigração – Marília Bonas Conte segunda-feira, maio 12 2014 

Notícia ótima: o antigo Memorial do Imigrante será reaberto, como Museu da Imigração, no dia 31-05-2014.

O MyHeritage está no website do Museu da Imigração.

Leia a postagem que traz o “link” de acesso ao Museu da Imigração com informações sobre localização, horários de visitas, agendamentos, exposições…

Entrevista com a presidente-executiva do Museu da Imigração – Marília Bonas Conte.

São Paulo Antiga — 12 Túmulos curiosos e pouco conhecidos do Cemitério da Consolação domingo, maio 11 2014 

Encontrei esta pérola ao pesquisar sobre fotos de túmulos – por causa do MYheritage e Billion Graves – sobre doze túmulos curiosos e pouco conhecidos do Cemitério da Consolação. É de 08-08-2012.

São Paulo Antiga — 12 Túmulos curiosos e pouco conhecidos do Cemitério da Consolação.

My Deployment Homecoming Surprise – YouTube sexta-feira, abr 25 2014 

Encontrei este vídeo na aba “Veterans” do “The Breast Cancer Site”, site onde clico todos os dias desde 2002.

Uma pérola de demonstração da recepção de um cão, no aeroporto,  ao dono que estava a serviço militar no exterior.

O dono do cão explica que houve uma permissão, dentro do aeroporto, para que isso acontecesse e agradece.

viaMy Deployment Homecoming Surprise – YouTube.

Varvito = o que é; links para entender essa formação sedimentar terça-feira, mar 4 2014 

O arquivo, em extensão “pdf”, é excelente para entender, cientificamente, o que é varvito, uma rocha sedimentar

Varvito de Itu – Registro Clássico da Glaciação Neopaleozoica  Ou http://sigep.cprm.gov.br/sitio062/sitio062.pdf

===================================================================================================================

Texto na Wikipédia, a enciclopédia livre:

varvito é uma rocha sedimentar originada durante a glaciação de rios e lagos e sua estrutura é constituída por uma série de varves.

Apresenta camadas alternadas, formando um depósito sedimentar de estratificação rítmica (ritmito), sendo que cada varve corresponde a um ano. Os clastos caídos são comuns nos varvitos.

O nome varvito vem de sua estrutura em varves. As varves são conjuntos de camadas finas sedimentares clásticas alternadas. A camada mais fina é composta por silte e/ou argila e a mais espessa de silte, areia (fina, média ou grossa) e argila.

A deposição destes materiais ocorre comumente em lagos próximos a geleiras, evidenciado pela posição horizontal do registro e por sua estratificação bastante regular.

Durante as estações mais quentes (primavera e verão), o derretimento do gelo é mais intenso e transporta maior quantidade de areia, argila e silte para o fundo do lago, formando as camadas mais espessas e claras (siltito ou arenito). Neste período mais quente alguns seres vivos conseguem se desenvolver.

Com o derretimento do gelo glacial, blocos maiores das geleiras podem se desprenderem e acabarem no lago. Ao derreterem por completo, podem liberar sedimentos maiores no fundo lacustre, como seixos, calhaus e matacões. Estes sedimentos mais grosseiros se depositam e, como consequência, formam os seixos pingados entre as varves do depósito sedimentar.

Durante as estações mais frias do ano (outono e inverno), os corpos d’água congelam. Nesse período, as partículas mais finas se depositam (argila ou silte) no fundo do lago, por exemplo, formando as lâminas mais escuras e delgadas denominadas folhelhos.

A camada mais clara (sedimentos de meses quentes) costuma ser mais porosa e áspera do que a lâmina de folhelho, devido à primeira conter silte e areia em sua composição.

As camadas sedimentares clásticas alternadas – a camada fina depositada durante os meses frios e a camada mais espessa depositada durante os meses quentes – representam a sedimentação durante um ano. Deste modo, é possível contabilizar, aproximadamente, os anos em um perfil de depósito sedimentar glacial flúvio-lacustrino de varvito. O resultado pode ser interpretado como os anos em que o lago esteve recebendo sedimentos de geleiras.

Nota-se também, em alguns registros geológicos como o do Parque do Varvito – Wikipédia, a enciclopédia livre, em Itu,SP, que as camadas vão se tornando mais finas conforme vão se aproximando da superfície, ou seja, as varves mais recentes são menos espessas que as mais antigas. Esse padrão pode ser explicado se considerarmos que, ao longo dos anos, a geleira foi recuando, levando uma quantia cada vez menor de sedimentos para o lago.

A datação do lago, a partir da contagem das camadas de varvito, pode não ser muito exata, devido à ação erosiva na superfície, que pode eliminar os,sedimentos mais recentes. Entretanto, a estimativa do tempo em que o lago esteve próximo à geleira costuma ser bastante satisfatória através deste método de contagem do tempo.

Nos lagos do período Pleistoceno pode-se observar vestígios da presença de animais invertebrados.

Estes vestígios aparecem na forma de traços finos e alongados, cruzando-se sobre a camada de sedimentos – geralmente a mais clara, formada durante os meses quentes, quando a vida no lago poderia ser mais ativa. São marcas deixadas pela movimentação das patas ou corpos dos animais. Raramente estes animais são encontrados fossilizados, pois seus corpos provavelmente eram muito delicados e não resistiriam no fundo do lago o suficiente para a ocorrência da fossilização.

Os varvitos podem ser:

par siltito-folhelho: quando a maior parte da camada mais clara é composta de silte. Neste caso, percebe-se que a camada é mais porosa do que áspera.

par arenito-folhelho: quando a maior parte da camada mais clara é composta de areia. Neste caso, percebe-se que a camada é mais áspera que porosa.

Origem = http://pt.wikipedia.org/wiki/Varvito

==========================================================================================================

Veja fotos espetaculares dessa formação de rocha sedimentar em:

Fermina Daza Blogspot – Parque do Varvito – 8set2012

==========================================================================================================

Sou ituana, portanto conheço a localização da “Pedreira de Varvito” desde criança. Acompanhei a inauguração do Parque do Varvito, em Itu – SP = local mágico.

Página da Adelaide – Adelaide’s Home Page terça-feira, mar 4 2014 

Por uma série de contratempos, ontem, dia 03-03, não telefonei para MAdelaide.

Hoje, dia 04-03, terça-feira de Carnaval, na parte da manhã, ainda não consegui falar com ela.

Pensei bem e a melhor forma que encontrei para homenageá-la foi divulgar a página que mantém na Web desde fevereiro de 1999.

Aprendi muito com minha prima MAdelaide a respeito de navegação na Web. Sempre recebi dela mensagens com conteúdo muito importante e a ética nos conteúdos de sua página, além de não perder tempo com mediocridades, fazem de Página da Adelaide visitas obrigatórias, porém prazerosas.

Além de uma formatação atraente, a página de minha prima contém uma diversidade de assuntos, cujos “links” estão disponíveis, com inúmeras chamadas para textos científicos, com fotos e comentários sobre viagens que fez e faz.

Imperdível:

Página da Adelaide – Adelaide’s Home Page

Escolha o que quer ver primeiro = recomendo “Página do Mês”.

 

Sorria Nº 36. A alegria de cultivar amigos | Revista Sorria domingo, fev 23 2014 

À venda em qualquer loja da Droga Raia, pelo valor de R$ 3,50 (três reais e cinquenta centavos). Esse valor, descontados os custos do projeto, é revertido para o GRAACC + Instituto Ayrton Senna (parceria social).

GRAACC, combatendo e vencendo o câncer infantil, é a sigla de Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer. É uma instituição sem fins lucrativos que, desde 1991, combate o câncer infantil.

Clique para folhear as revistas anteriores disponíveis para isso. Não se esqueça de, ao passar por uma das lojas da Droga Raia, adquirir uma ou mais revistas.

A de n.º 36 refere-se ao bimestre fevereiro e março/2014.

Sorria Nº 36. A alegria de cultivar amigos | Revista Sorria.

Itu.com.br – Cinema – Vida do pintor ituano Almeida Junior é contada em documentário quarta-feira, fev 19 2014 

Itu.com.br – Cinema – Vida do pintor ituano Almeida Junior é contada em documentário.

Italianos em Salto (1996) – YouTube terça-feira, fev 11 2014 

Havia oito (08) postagens, do YouTube, com o título “Italianos em Salto”.

Eliminei-as, porque havia um aviso que impossibilitava assisti-las.

Encontrei esta, de 2013, com 1h11m32s.

viaItalianos em Salto (1996) – YouTube.

Pesquisa genealógica enquanto dorme – Webinar – MyHeritage.com.br – Blog português sábado, fev 8 2014 

O que é Webinar?

É um novo meio de comunicação entre MyHeritage e seus usuários. De uma maneira bem fácil, é possível explicar ao vivo na forma de palestra/aula algumas funções em que muitos usuários podem encontrar dúvidas ou até mesmo não usarem pois não conhecem todo o potencial do site.

Fonte: Trecho extraído da postagem “Webinar de MyHeritage.com – comandos básicos”, 20-06-2013, por Walter Olivas. http://blog.myheritage.com.br/2013/06/webinar-de-myheritage-comandos-basicos/

Agora, clique, abaixo, para acompanhar o Webinar esclarecedor para “Smart Matches”, uma ferramenta disponível, nos planos pagos do MyHeritage, para as coincidências de perfis entre a sua árvore genealógica e outras árvores; para adicionar, na sua árvore, dados de perfis de árvores coincidentes; para unir árvores…

Pesquisa genealógica enquanto dorme – Webinar – MyHeritage.com.br – Blog português.

Vídeo: Entre a suástica e a palmatória – MyHeritage Blog em Português segunda-feira, jan 27 2014 

Imperdível!

Atenção para o documentário (em vídeo) que não pretende dar explicações ou respostas, mas levar à reflexão.

Vídeo: Entre a suástica e a palmatória.

Compartilhando histórias de família com nossos maiores tesouros: nossos filhos terça-feira, jan 21 2014 

Imperdível essa postagem.

Você já pensou em ter sua árvore genealógica on-line?

É possível preservar tudo de que trata o texto da postagem abaixo e compartilhar com os membros da família.

Compartilhando histórias de família com nossos maiores tesouros: nossos filhos.

Henrietta Lacks – Wikipédia, a enciclopédia livre – A vida imortal de Henrietta Lacks segunda-feira, jan 20 2014 

Henrietta Lacks morreu em 1951, vítima de uma forma agressiva de câncer de colo de útero.

Acompanhe, abaixo, pelo “link” da Wikipédia, por que uma humilde norte-americana se tornou imortal.

Henrietta Lacks – Wikipédia, a enciclopédia livre.

Em 2011, presenteei uma amiga, médica, com o livro, na época, recém lançado no Brasil pela Companhia das Letras, cuja resenha pode ser lida no “link” abaixo:

http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=12974

Minha amiga comentou, posteriormente, que ficou encantada e emocionada com a leitura.

Espero estimular outras pessoas a comprar o livro e a refletir sobre o conteúdo.

Adianto alguns detalhes, com citação da fonte de onde foram extraídos:

Descrição do produto e ficha técnica

Título: A Vida Imortal de Henrietta Lacks
Autor: Rebecca Skloot
Editora: Companhia das Letras
Edição: 1
Ano: 2011
Idioma: Português
Especificações: Brochura | 456 páginas
ISBN: 978-85-3591-815-1
Peso: 570g
Dimensões: 210mm x 140mm

Sinopse

Henrietta Lacks era descendente de escravos e nasceu em 1920, numa fazenda de tabaco no interior da Virgínia. Aos trinta anos, casada e mãe de cinco filhos, Henrietta descobriu que tinha câncer.

Em poucos meses, um tumor no colo do útero se espalhou por seu corpo. Ela se tratou no Hospital Johns Hopkins, e veio a falecer em 1951. No hospital, uma amostra do colo do útero de Henrietta havia sido extraída sem o seu conhecimento, e fornecida à equipe de George Gey. Gey demonstrou que as células cancerígenas desse tecido possuíam uma característica até então inédita –mesmo fora do corpo de Henrietta, multiplicavam-se num curto intervalo, tornando-se virtualmente imortais num meio de cultura adequado.

Por causa disso, as células “HeLa” logo começaram a ser utilizadas nas pesquisas em universidades e centros de tecnologia. Como resultado, a vacina contra a poliomielite e contra o vírus HPV, vários medicamentos para o tratamento de câncer, de AIDS e do mal de Parkinson, por exemplo, foram obtidos com a linhagem “HeLa”.

Apesar disso, os responsáveis jamais deram informações adequadas à família da doadora e tampouco ofereceram qualquer compensação moral ou financeira pela massiva utilização das células. “A Vida Imortal de Henrietta Lacks” reconstitui a vida e a morte desta injustiçada personagem da história da medicina. O livro demonstra como o progresso científico do século 20 deveu-se em grande medida a essa mulher negra, pobre e quase sem instrução.

Fonte: http://livraria.folha.com.br/livros/ciencias-biologicas/vida-imortal-henrietta-lacks-rebecca-skloot-1163086.html?tracking_number=734

Últimos Desejos | Kombi | Volkswagen quinta-feira, jan 9 2014 

Imperdível. Fui direcionada a essa pérola pela publicação, na revista Superinteressante, Edição “verde” 327, dezembro/2013, página 27, Editora Abril:

Os últimos desejos da Kombi_anúncio na Superinteressante dez2013 ed 327 Editora Abril

No final da mensagem publicitária, há a recomendação para acessar = vw.com.br/kombi

Acesse o “link” abaixo com tempo, para ver as histórias completas e acompanhar as entregas das “retribuições” da Kombi a pessoas especiais que fizeram parte da vida dela.

Últimos Desejos | Kombi | Volkswagen.

Sorria Nº 35. Como é bom fazer o bem! | Revista Sorria segunda-feira, dez 23 2013 

À venda em qualquer loja da Droga Raia:

Sorria Nº 35. Como é bom fazer o bem! | Revista Sorria.

Era Virtual Museus – Visitas Virtuais terça-feira, dez 17 2013 

Indicação da revista História Viva impressa, página 10, ano VII, n.º 78, Duetto Editorial, com o título

Exposições na tela do computador – Visitar 12 museus brasileiros em um dia pode parecer impossível. O site Era Virtual, no entanto, promete transformar isso em realidade ao criar visitas virtuais gratuitas a instituições de quatro estados brasileiros: Minas Gerais, Santa Catarina, Goiás e Pernambuco.

Atualmente, já é possível ver na tela do computador os acervos do Museu de Artes e Ofícios (MG), do Museu Nacional do Mar (SC), da Casa de Cora Coralina (GO), do Museu Victor Meirelles (SC) e do Museu do Oratório (MG). Na sequência, outras seis instituições mineiras e uma pernambucana ganharão suas versões eletrônicas.

Para digitalizar os museus, os idealizadores do projeto fotografaram os espaços de exposição e seus acervos, para, em seguida, filmá-los em diversos ângulos e em alta definição. O sistema utilizado permite ao visitante virtual entrar no museu, avançar, aproximar-se de alguma obra ou voltar no momento em que quiser, sem itinerário obrigatório. O projeto pretende ajudar a suprir uma das carências culturais do país: segundo pesquisas, 92% da população brasileira nunca foi a um museu”.

Era Virtual Museus – Visitas Virtuais.

Na página principal, clique em “Visita Virtual” e saberá quais museus já estão disponíveis.

*********************************

Site da revista: http://www.historiaviva.com.br

Papai Noel dos Correios 2013 sábado, dez 7 2013 

Papai Noel dos Correios.

Pontos de adoção das cartinhas no Estado de São Paulo:

http://blog.correios.com.br/papainoeldoscorreios/wp-content/uploads/2013/10/spi-tabela.pdf

Encerra em 13 de dezembro de 2013.

Ajude a fazer a próxima revista Sorria! Recebido em 18/11/2013 terça-feira, nov 19 2013 

Olá,

Estamos preparando a seção Aconteceu Comigo da próxima edição da revista Sorria (www.revistasorria.com.br) e mais uma vez pedimos a sua ajuda!

O tema da vez é: qual o amigo mais diferente que você já fez?

Estamos procurando relatos de amizades improváveis, de pessoas que, aparentemente, não combinam, mas que acabaram virando amigas e construindo uma relação sólida e especial. Podem ser histórias como:

– Quando a conheci, ela era a menina mais bagunceira da escola e eu, a representante de classe. Acabamos fazendo um trabalho em grupo e descobri na minha colega uma grande amiga, que me ensinou a levar a vida com mais leveza.

– Conheci meu amigo em uma viagem de férias com a turma. Cheguei atrasadíssimo para a partida e ele, muito pontual e organizado, ia me deixando para trás. Quando nos conhecemos melhor, descobrimos que, fora a organização, temos muito em comum.

– Minha amiga é daquelas pessoas sérias, que levam tudo com firmeza. O incrível é que eu admiro seu jeito ajuizado de viver e ela gosta da minha maneira alegre, de dar risadas com o que me acontece. Quando nos veem juntas, ninguém acredita que somos tão próximas!

– Tenho 66 anos e meu melhor amigo tem a metade da minha idade. Gostamos muito de conversar sobre diversos assuntos. Ele me ensina a ver a vida com outros olhos.

– Tenho uma amiga que adora viajar, fazer coisas novas e não para um minuto sequer! Eu gosto mesmo é de ficar em casa, sem muitas emoções. Não temos nada em comum, mas ela está sempre por perto quando preciso. Foi com ela que vi que podia deixar meus preconceitos para trás: uma boa amiga vai além das aparências.

– Conheci meu amigo na faculdade e estávamos sempre juntos. Depois, ele se tornou empresário e hoje tem um excelente salário. Eu resolvi fazer trabalhos sociais. Nossos estilos de vida são opostos, mas nossos laços continuam fortes. Estamos juntos nos momentos alegres e nos difíceis: uma amizade verdadeira vai além do dinheiro.

Você tem uma história assim? Conte para a gente!

Não se esqueça de informar, por favor:

Nome:

Idade:

Cidade/Estado:

Telefone (não vamos divulgar essa informação, é apenas para poder entrar em contato se ficarmos com alguma dúvida):

Nem todos os depoimentos poderão ser publicados na revista. Faremos uma seleção entre os relatos recebidos.

Para saber mais sobre a Sorria, acesse nosso site: www.revistasorria.com.br

Também estamos no Facebook: www.facebook.com/revistasorria

Muito obrigado!

Equipe Sorria

(11) 3024 2444

São Paulo – Minha Cidade quinta-feira, out 10 2013 

Fazia tempo que não visitava “São Paulo – Minha Cidade”, onde há relatos da prima Haydée.

Hoje, entrei no “site” e que surpresa agradável: novo visual e novas funcionalidades.

São Paulo – Minha Cidade.

Ajude a fazer a próxima revista Sorria! – de 07 de outubro de 2013 terça-feira, out 8 2013 

Olá,

Estamos preparando a seção Aconteceu Comigo da próxima edição da revista Sorria (www.revistasorria.com.br) e mais uma vez pedimos a sua ajuda!

O tema da vez é: qual a melhor coisa que já fizeram por você?

Estamos procurando relatos de pessoas que foram alvo de generosidade. Daquelas atitudes gratuitas, feitas sem esperar retribuições, grandes ou pequenas, mas cheias de significado para quem recebe. Podem ser histórias de pessoas como:

– Um jovem que foi morar em uma cidade distante e foi acolhido por alguém que não cobrou nem pediu nada em troca, feliz em poder ajudar.

– Uma pessoa que estava com problemas de saúde e encontrou um benfeitor: seja alguém que ajudou financeiramente ou com cuidados.

– Um profissional que, no início da carreira, encontrou uma pessoa que lhe ensinou tudo que sabia e lhe mostrou os caminhos do ofício, sem ser sua obrigação ou ganhar nada em troca.

– Uma pessoa que, no momento em que mais precisava, ganhou de um desconhecido um ouvido e um ombro amigo, que lhe apoiou e ajudou a enxergar as dificuldades com mais clareza.

– Alguém que recebeu um rim ou outra parte do corpo para sobreviver e, com esse ato de generosidade, passou a ter uma nova vida.

– Uma pessoa que, sem pedir, ganhou de alguém algo necessário que não conseguia pagar: um computador para estudar, a viagem para ver um parente no fim da vida, o equipamento que precisava para começar a trabalhar…

Alguém que fez algo errado contra outra pessoa, arrependeu-se, foi perdoado por ela e, acima de tudo, tornaram-se grandes amigos.

– Uma estudante que teve seu curso custeado por alguém – e esse alguém nunca pediu nada em troca.

Você tem uma história assim? Conte para a gente!

Não se esqueça de informar, por favor:

Nome:

Idade:

Cidade/Estado:

Telefone (não vamos divulgar essa informação, é apenas para poder entrar em contato se ficarmos com alguma dúvida):

Nem todos os depoimentos poderão ser publicados na revista. Faremos uma seleção entre os relatos recebidos.

Para saber mais sobre a Sorria, acesse nosso site: www.revistasorria.com.br

Também estamos no Facebook: www.facebook.com/revistasorria

Muito obrigado!

Equipe Sorria

(11) 3024 2444

Próxima Página »