Feliz Aniversário, ou melhor, Fliz Anvers terça-feira, mar 31 2015 

 

Recebido do primo Sérgio em 31-03-2015.

Estou muito atrasada, pois desconhecia esse texto.

Ao pesquisar, a mais antiga postagem é de 2010, mas não cita a autoria.

Desconheço o autor desse texto:

FLIZ ANVERS

Minha filha completou quinze anos e organizamos a festa em um salão para que ela convidasse todos os seus amigos…

Na noite da festa, à medida que iam chegando, os convidados acomodavam-se no lugar designado e, em seguida, abriam seus celulares e começavam a conversar por meio de mensagens de texto, ou a jogar com esses aparatos maravilhosos entre mensagens e mensagens.

Era muito comovente vê-los concentrados, cada um na tela de seus sóbrios e negros aparatos, como especificava o convite “esporte elegante e celulares negros”.

Que grandes estão todos! E pensar que os conheço desde que falavam entre eles… Ainda me recordo da voz deles; alguns não acreditam que quando eram crianças falavam e se olhavam nos olhos! Eu não os corrigia, claro: “Já vão crescer e vão aprender sozinhos a não falar”, pensava eu.

Quando chegou o momento do baile, cada um conectou os auriculares ao seu celular, escolheu a lista de músicas de que mais gostava e entrou na pista de dança. Dava a sensação de que todos estavam bailando ao som da mesma música.

A entrada de minha filha foi apoteótica. Seus amigos se desesperavam para serem os primeiros a fazer-lhe chegar seu texto de felicitações, movendo os dedos a toda velocidade. Alguns, os mais precavidos, já tinham a mensagem preparada e tudo o que tinham a fazer era apertar “ok”. O telefone de minha filha não parava de vibrar e como era impossível ler todos os textos, guardou alguns para mais tarde.

Aproximei-me dela e, sem me dar conta, disse-lhe:
– Feliz aniversário, filhinha.

Ela me olhou horrorizada e se afastou de mim. Preocupado, fui atrás dela e lhe perguntei se havia algum problema, se eu havia feito algo que a incomodara. Tomou o celular e me mandou uma mensagem de texto:

– Vc qr m envrgonr frnte ms amgs? Fçme o fvor! pra q exst os tlfnes?

Não tive remédio a não ser abrir o meu celular e mandar-lhe minhas felicitações.

– Prdão. Fliz anvers, filnha. T am. Papa.

Foi um aniversário perfeito!

Como passa o tempo e que “velho” estou! Pensar que quase lhe dou um beijo!

Anúncios

Poeta e Escritor Jessier Quirino – YouTube – Entrevista / Apresentação em Sr. Brasil segunda-feira, fev 16 2015 

Muito conhecido, na Internet, pelo poema “Vou-me embora pro passado”, Jessier Quirino é entrevistado em 13 de julho de 2013:

Poeta e Escritor Jessier Quirino – YouTube.

Abaixo, o link para ouvir e vê-lo declamando “O trem da Great West” no programa de abril/2014, Sr. Brasil, Rolando Boldrin:

Benedicto Calixto 2 – E quarta-feira, nov 19 2014 

A segunda parte do PPS “Benedito Calixto, o pintor das praias paulistanas”, desta vez com a pintura histórica e religiosa de Benedito Calixto.

“Sent: Monday, November 17, 2014 8:40 PM

Amigos:
Conforme lhes prometi na última apresentação, envio agora a segunda parte do PPS “Benedicto Calixto, o pintor das praias paulistas”, mostrando desta vez,  sua pintura histórica e a religiosa.
A propósito, como muitos me perguntaram, sou bisneto do pintor.
Abraços,
Gilberto Calixto Rios” 

Clique para abrir o arquivo em extensão “pps”

Benedicto Calixto 2_de Gilberto Calixto Rios_mens receb 17nov2014

Benedicto Calixto – O Pintor das Praias Paulistas (5) com arquivo extensão “pps” quinta-feira, out 16 2014 

 Benedicto Calixto_recebido de Gilberto Calixto Rios em 14out2014

Mensagem recebida de Gilberto Calixto Rios em 14-10-2014 =

“Amigos:
Nesta data, em 1853, nascia o pintor Benedicto Calixto, o artista que, como ninguém, retratou as praias do litoral paulista. Aproveitando o ensejo, fiz esta apresentação mostrando alguns de seus mais belos trabalhos nesta temática. Posteriormente faremos uma segunda parte, onde estarão representadas suas pinturas do gênero histórico e religioso, onde ele também foi mestre.
Abraços a todos,
Gilberto Calixto Rios”

Como Estrelas Na Terra – Legendado – YouTube segunda-feira, out 13 2014 

Sinopse de “Como estrelas na Terra”

Ishaan é um garoto de nove anos que não possui muitos amigos. Vive com sua família em uma pequena comunidade da Índia. Ishaan apresenta muitas dificuldades na escola, tendo sido reprovado no ano anterior e tendo risco de ser reprovado novamente. Já seu irmão é o melhor da classe, com notas altíssimas e um grande sucesso nos esportes também. Após uma reunião com os professores de Ishaan, que informam aos pais que o menino não apresenta avanços na escola, o pai decide enviar o garoto a um colégio interno para que seja disciplinado e consiga êxito nos estudos. Após um período em que Ishaan se sente cada vez mais triste e solitário, sofrendo severas punições dos professores, ele conhece o professor Nikumbh, que além do trabalho no colégio, leciona também em um colégio para crianças com necessidades educacionais especiais. É o professor Nikumbh que descobre que Ishaan tem dislexia e, com ajuda dele, junto com os outros professores e com a família de Ishaan, o garoto começa a compreender o mundo da leitura e da escrita e vê sua infância tomar um rumo diferente

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Taare_Zameen_Par

Como Estrelas Na Terra – Legendado – YouTube.

Graças à prima Sensão, assisti ao filme e recomendo da mesma maneira que foi recomendado a uma pessoa querida por uma psicopedagoga.

Não é específico para quem convive com portadores de dislexia, caso da personagem principal, mas para qualquer pessoa que saiba que todos somos diferentes.

São Paulo de Baixo para Cima – Gilberto Calixto Rios – anexo em “pps” segunda-feira, ago 18 2014 

Recebido do autor da apresentação: uma visão diferente dos edifícios marcantes da cidade de São Paulo – SP

SP de Baixo para Cima_de Gilberto Calixto Rios

Breast Cancer Poems – YouTube sexta-feira, ago 8 2014 

Localizei mais dois poemas de Sonya Rose Atkinson, estimulada pelo primeiro que foi postado no blog do “The Breast Cancer Site”, e recomendo:

Breast Cancer Poems – YouTube.

Incredible! This woman’s strange dream led to her diagnosis. Now she’s sending a message to everyone about her “Year of Grace.” | The Breast Cancer Site Blog sexta-feira, ago 8 2014 

Clique, abaixo, para entrar no The Breast Cancer Site Blog para assistir ao vídeo com Sonya Rose declamando o poema “Year of Grace”

Incredible! This woman’s strange dream led to her diagnosis. Now she’s sending a message to everyone about her “Year of Grace.” | The Breast Cancer Site Blog.

No YouTube, podemos acompanhar os versos do poema “Year of Grace” que copio e colo abaixo:

“Year of Grace”, A Breast Cancer Poem = postagem de 2011

 

I sit here—

Dreaming for things to naturally fall into its place.
Staring into my living space, so weak I appear.
Can’t keep up the pace—
Of the human race, a well-established career;
I feel so out of place.
I look back at the years, a memory trace of an old frontier.
See the rough bumps, the crinkly pattern in an emerald green depression vase…
In my changing face, I feel a new tear.
If only I could embrace—
The colors of the wind in its breathing space (all-clear)
If only I could swim with the ocean and reappear—
Like a pearl in its hiding place…
If only I could jump on the next cloud and disappear—
Fly to a higher place.
If only I could touch the sun and give more cheer—
Not burn up in deep space.
If only I could walk on the moon (from here)—
Write that song I hear play from its imaginary place.

If only I could play bass… and drink some fine dark beer—
On and on and on, in a parking space
With no cars, just a gathering space—to give ear;
A meeting place, a change of pace

For anyone who needs breathing place, a life peer.
Like me, this is my visual place.
Some say it’s a prisoner’s base, to draw nearer
To a lower place; to interlace…
Others say its part of an obstacle race, never to interfere
With a higher space,
And now my dog at my feet, who I hold dear,
Just wants me to cut to the chase.
All I know, it’s still all unclear…
But, to be sincere,
I could never fight this (cancer) alone, without fear—
Not without Love or my heart in the right place;
And, especially, not without—Grace.

Description: 2011 is my Year of Grace. Through a vivid dream, I was led to receive proper healing. I was warned to get my breasts thoroughly checked. After ultrasound/MRI-biopsies, I was diagnosed: stage 2 ILC (Invasive Lobular Carcinoma), LCIS & DCIS, grade 3, node-positive. Following a lumpectomy, 8 cycles of chemo, deep in September, I had a bilateral total skin-sparring mastectomy with immediate reconstruction. In just one year, my risk dropped from 85% to 35% to 17.5% of breast cancer recurring. As, I am continuing my hormone therapy for the next five years, I have adopted even healthier ways of living, a greener lifestyle. I am learning more on what it means to be a BRCA mutation carrier, with a 50% chance plus 1% higher every year of hereditary ovarian cancer… and other cancers (pancreatic, malignant melanoma, subgroup of lymphomas and leukemia). Also, what I must do to further overcome my underlying condition of Chronic Lyme Disease.

I’ve been blessed through the miracle of more than just one dream (as my cancer went under the radar of GYN/self-breast exams and mammograms for over 8 long years, after 9/11 exposure, around age 30)… through excellent care of doctors and nurses, family and friends, my fiancé (now my husband), my sweet Sonny… through the power of God’s angels on Earth and in Heaven. Through those faces who I’ve seen in my dreams…

Please Visit Me:
CaringBridge:
http://www.caringbridge.org/visit/son…

Facebook:
http://www.facebook.com/SonyaRoseAtki…

Women’s Health Magazine, featured:
http://www.womenshealthmag.com/health…

Images: iPhone video clips from my Breast Cancer journey 2011

Repositório Genealógico Nacional – Universidade do Minho – Portugal quinta-feira, jul 10 2014 

Do Blog em Português do MyHeritage.Com

Repositório Genealógico Nacional.

Homenagem póstuma: “Pai, eu vou realizar o seu sonho” quinta-feira, jul 10 2014 

Do Blog em Português do MyHeritage.Com

Homenagem póstuma: “Pai, eu vou realizar o seu sonho”.

Sorria Nº 38. Por que ter confiança | Revista Sorria domingo, jul 6 2014 

À venda nas lojas da Droga Raia.  Adquira a sua! R$3,50.

Sorria Nº 38. Por que ter confiança | Revista Sorria.

My Deployment Homecoming Surprise – YouTube sexta-feira, abr 25 2014 

Encontrei este vídeo na aba “Veterans” do “The Breast Cancer Site”, site onde clico todos os dias desde 2002.

Uma pérola de demonstração da recepção de um cão, no aeroporto,  ao dono que estava a serviço militar no exterior.

O dono do cão explica que houve uma permissão, dentro do aeroporto, para que isso acontecesse e agradece.

viaMy Deployment Homecoming Surprise – YouTube.

Hoje Eu Me Sinto Tão Bem – Oriente – VAGALUME / Felizardo, com a Banda Mirim sexta-feira, mar 14 2014 

Ao procurar a música, tema de abertura, de “Tempero de Família”, Rodrigo Hilbert, GNT, encontrei a letra e a música de “Hoje eu me sinto tão bem”.

A canção pode ser ouvida pelo vídeo do YouTube no mesmo “link” = faz um bem ouvir a letra e a canção…

Hoje Eu Me Sinto Tão Bem – Oriente – VAGALUME.

Eu acreditava que o tema de abertura do programa “Tempero de Família” fosse uma adaptação da canção “Eu me sinto tão bem”.

Recebi, no entanto, um comentário de Aclécio, em 27-11-2014, 20h15m, a quem agradeço pela informação que esclareceu: “Na verdade, a música que abre o programa [Tempero de Família] se chama Felizardo, da Banda Mirim [de São Paulo] e quem canta a versão é o próprio Rodrigo Hilbert”.

Porque tanto a canção “Hoje eu me sinto tão bem” quanto “Felizardo” merecem ser ouvidas, pela mensagem otimista, pelo ritmo cativante, deixo, abaixo, o “link” do YouTube para ouvir “Felizardo” com a Banda Mirim.

Maestro/Maestrina russo/russa no YouTube domingo, mar 9 2014 

Recebido do primo Sérgio: uma pérola

Atenção: colabore com o combate à pornografia infantil, à exploração infantil, mas assista ao vídeo, uma pérola da espontaneidade infantil:

De mãos dadas pela eternidade – Blog do MyHeritage em português quinta-feira, mar 6 2014 

Tocante postagem sobre a vida e a morte de um casal de diferentes religiões sepultado em um cemitério, na Holanda, na época separado em seções por religião.

De mãos dadas pela eternidade.

Página da Adelaide – Adelaide’s Home Page terça-feira, mar 4 2014 

Por uma série de contratempos, ontem, dia 03-03, não telefonei para MAdelaide.

Hoje, dia 04-03, terça-feira de Carnaval, na parte da manhã, ainda não consegui falar com ela.

Pensei bem e a melhor forma que encontrei para homenageá-la foi divulgar a página que mantém na Web desde fevereiro de 1999.

Aprendi muito com minha prima MAdelaide a respeito de navegação na Web. Sempre recebi dela mensagens com conteúdo muito importante e a ética nos conteúdos de sua página, além de não perder tempo com mediocridades, fazem de Página da Adelaide visitas obrigatórias, porém prazerosas.

Além de uma formatação atraente, a página de minha prima contém uma diversidade de assuntos, cujos “links” estão disponíveis, com inúmeras chamadas para textos científicos, com fotos e comentários sobre viagens que fez e faz.

Imperdível:

Página da Adelaide – Adelaide’s Home Page

Escolha o que quer ver primeiro = recomendo “Página do Mês”.

 

Italianos em Salto (1996) – YouTube terça-feira, fev 11 2014 

Havia oito (08) postagens, do YouTube, com o título “Italianos em Salto”.

Eliminei-as, porque havia um aviso que impossibilitava assisti-las.

Encontrei esta, de 2013, com 1h11m32s.

viaItalianos em Salto (1996) – YouTube.

APOD: 2012 July 10 – Happy People Dancing on Planet Earth segunda-feira, fev 10 2014 

Saiba algo sobre o idealizador dos vídeos:

http://www.wherethehellismatt.com/about

http://www.wherethehellismatt.com/about/faq#triplyrics

APOD: 2012 July 10 – Happy People Dancing on Planet Earth.

A história do biquíni e como chegou aos EUA – em inglês quarta-feira, jan 29 2014 

Meu primo PRoberto ficou curioso com o sobrenome da primeira corajosa a posar de biquíni, uma dançarina francesa.

Enviou-me a foto e o comentário sobre a modelo.

Encontrei esta “pérola” de 2006 =

A história do biquíni, como chegou nos EUA, em inglês

Agora, em português, cujo texto aborda a paixão de brasileiros e brasileiras pelo biquíni =

A evolução do biquíni, inventado na França em 1946, até o fio dental

Flagra: Sapo “cavalheiro” usa folha para proteger fêmea da chuva – Globo Rural | Planeta Bicho quarta-feira, jan 29 2014 

Indicação do amigo JEmídio.

Uma pérola, de fato.

Flagra: Sapo “cavalheiro” usa folha para proteger fêmea da chuva – Globo Rural | Planeta Bicho.

“Tico-Tico no fubá” 79 anos após a morte de Zequinha de Abreu em 22-01-1935 terça-feira, jan 21 2014 

Canção de choro composta por Zequinha de Abreu.

José Gomes de Abreu, o Zequinha de Abreu, nasceu em Santa Rita do Passa Quatro – SP, em 19-09-1880. Morreu em São Paulo – SP, no dia 22-01-1935

Na Wikipédia= “Tico-Tico no Fubá” é uma canção de choro composta por Zequinha de Abreu. Com o tempo, tornou-se uma das canções brasileiras mais conhecidas de todos os tempos. Foi gravada pela pequena notável  Carmen Miranda, pela Rainha do Chorinho Ademilde Fonseca e por Ray Conniff, entre outros. Foi apresentada pela primeira vez em um baile da cidade de Santa Rita do Passa Quatro em 1917 sob o nome de Tico-Tico no Farelo. A canção recebeu o nome atual em 1931, já que existia outra de mesmo título, composta por Canhoto. No mesmo ano foi incluída pela primeira vez em disco, gravado pela Orquestra Colbaz. [Origem: http://pt.wikipedia.org/wiki/Tico-Tico_no_Fub%C3%A1, onde se pode ouvir a gravação de “Tico-Tico no fubá” com a Orquestra Colbaz]

Composição de 1917, já famosa no exterior, apenas tocada. A primeira letra foi feita em 1941 pelo Dr. Eurico Barreiros. Ademilde Fonseca gravou-a (10.8.1942) na Columbia (55.386-A). Nos Estados Unidos, Aloysio de Oliveira, ignorando o precedente, escreveu outra letra […] Em carta a Almirante (12.3.1943), toda em versos, ele comenta: “Agora, um outro assunto/ eu quero lhe perguntar/ É sobre aquele chorinho/ “Tico-Tico no Fubá”/ Espécie de adaptação/ Eu fiz para Carmen cantar/ Quero a sua opinião/ Pois aqui tem-se a impressão/ que vai ficar popular/ Depois de tudo já feito/ Num jornal vi publicado/ que haviam já no Rio/ o “Tico-Tico” cantado/ Li a letra que fizeram/ E comparando com a minha/ Conclui comigo mesmo/ que a minha era “melhorzinha”/ Aqui, inclusa, uma cópia/ Da minha letra eu envio/ Para que a compare/ com a que fizeram no Rio.” (Abel Cardoso Junior) [Origem: http://carmen.miranda.nom.br/grv_284.html]

Em http://letras.mus.br/ney-matogrosso/1096637/, a canção na performance de Ney Matogrosso: a letra é de Eurico Barreiros (a primeira letra de 1941). [A Informação sobre o crédito da letra cantada por Ney Matogrosso foi extraída de http://www.beakauffmann.com/mpb_t/tico-tico-no-fuba.html, onde é possível ouvir duas “midis” de “Tico-Tico no fubá” – Beatriz Kauffmann’s Web Site = www.beakauffmann.com].

No Youtube, Ney Matogrosso, Show “Batuque” de 2001, postado em 2011

http://youtu.be/7O3CL1_a8kg

Para ouvir com Carmen Miranda

Em http://letras.mus.br/carmen-miranda/241982/, a letra é de E. Drake e Alloysio de Oliveira.

TICO-TICO NO FUBÁ
[Choro – De Zequinha de Abreu, E. Drake e Aloysio de Oliveira. Acompanhamento do Bando da Lua e Garoto. Gravado nos Estados Unidos em 27 de janeiro de 1945]

Origem da informação = http://carmen.miranda.nom.br/grv_284.html

No Youtube, postado em 2011, Carmen Miranda interpreta a letra gravada em 1945:

http://youtu.be/bioGCIPKuiM

Rendeu bastante o fato de eu não saber disso e ter pesquisado.

Tico Tico no Fubá – Ney Matogrosso – YouTube terça-feira, jan 21 2014 

Recebi mensagem reenviada pelo primo Sérgio com a letra integral de “Tico-tico no fubá”, chamando a atenção para essa letra, pois quem enviou a mensagem, originalmente, comenta que nunca tinha prestado atenção na letra inteira.

Acontece que, com todo o talento, Ney Matogrosso interpreta a canção de modo que é possível entender os versos.

Aparentemente, os intérpretes anteriores sempre foram obrigados a interpretá-la de acordo com o ritmo absolutamente alucinante do acompanhamento musical.

Vale a pena assistir à interpretação de Ney Matogrosso, “Show Batuque”,  gravado em 2001, postado em 2011.

Tico Tico no Fubá – Ney Matogrosso – YouTube.

Na postagem subsequente, entendi o motivo de a letra cantada por Ney Matogrosso não se parecer em nada com a letra cantada por Carmen Miranda = Ney Matogrosso interpretou a primeira letra de “Tico-Tico no fubá”.

Aprendiz da vida – Letícia Thompson 2011 segunda-feira, jan 13 2014 

Repostando o texto, pois postei, anteriormente, o anexo em extensão “pps” que recebi do primo Sérgio

Aprendiz da vida – Letícia Thompson 2011.

Últimos Desejos | Kombi | Volkswagen quinta-feira, jan 9 2014 

Imperdível. Fui direcionada a essa pérola pela publicação, na revista Superinteressante, Edição “verde” 327, dezembro/2013, página 27, Editora Abril:

Os últimos desejos da Kombi_anúncio na Superinteressante dez2013 ed 327 Editora Abril

No final da mensagem publicitária, há a recomendação para acessar = vw.com.br/kombi

Acesse o “link” abaixo com tempo, para ver as histórias completas e acompanhar as entregas das “retribuições” da Kombi a pessoas especiais que fizeram parte da vida dela.

Últimos Desejos | Kombi | Volkswagen.

Santos-Dumont, de próprio punho domingo, dez 22 2013 

Sugestão da revista História Viva, História em cartaz, ano VII, n.º 78, Duetto Editorial, página 14:

Santos Dumont por ele mesmo – No intuito de divulgar a trajetória de um dos brasileiros mais ilustres de todos os tempos, o site Santos Dumont de próprio punho colocou à disposição dos internautas diversos documentos redigidos pelo inventor. Além das duas obras autobiográficas escritas em vida por Dumont – Dans L’air (lançada em 1904) e O que eu vi – O que nós veremos (1918) – o site disponibiliza textos e imagens oriundos de arquivos brasileiros e estrangeiros.

Para complementar as informações contidas nos livros, pesquisadores foram a diversos estados brasileiros, além de Portugal e França, para reunir dados sobre a biografia de Santos Dumont. Todo o material está disponível na página do projeto na internet, em português e francês.

Há, por exemplo, fotos, cartas e vídeos de época que mostram aspectos da vida social e fornecem amostras da produção intelectual de Santos dumont. Os visitantes também poderão conhecer a vasta bibliografia publicada sobre o inventor, em livros, revistas e até em histórias em quadrinhos”.

Santos-Dumont, de próprio punho ».

Tradições familiares natalinas: quais são as suas? – MyHeritage Portuguese Blog domingo, dez 22 2013 

Tradições familiares natalinas: quais são as suas?.

Era Virtual Museus – Visitas Virtuais terça-feira, dez 17 2013 

Indicação da revista História Viva impressa, página 10, ano VII, n.º 78, Duetto Editorial, com o título

Exposições na tela do computador – Visitar 12 museus brasileiros em um dia pode parecer impossível. O site Era Virtual, no entanto, promete transformar isso em realidade ao criar visitas virtuais gratuitas a instituições de quatro estados brasileiros: Minas Gerais, Santa Catarina, Goiás e Pernambuco.

Atualmente, já é possível ver na tela do computador os acervos do Museu de Artes e Ofícios (MG), do Museu Nacional do Mar (SC), da Casa de Cora Coralina (GO), do Museu Victor Meirelles (SC) e do Museu do Oratório (MG). Na sequência, outras seis instituições mineiras e uma pernambucana ganharão suas versões eletrônicas.

Para digitalizar os museus, os idealizadores do projeto fotografaram os espaços de exposição e seus acervos, para, em seguida, filmá-los em diversos ângulos e em alta definição. O sistema utilizado permite ao visitante virtual entrar no museu, avançar, aproximar-se de alguma obra ou voltar no momento em que quiser, sem itinerário obrigatório. O projeto pretende ajudar a suprir uma das carências culturais do país: segundo pesquisas, 92% da população brasileira nunca foi a um museu”.

Era Virtual Museus – Visitas Virtuais.

Na página principal, clique em “Visita Virtual” e saberá quais museus já estão disponíveis.

*********************************

Site da revista: http://www.historiaviva.com.br

Ajude a fazer a próxima revista Sorria! Recebido em 18/11/2013 terça-feira, nov 19 2013 

Olá,

Estamos preparando a seção Aconteceu Comigo da próxima edição da revista Sorria (www.revistasorria.com.br) e mais uma vez pedimos a sua ajuda!

O tema da vez é: qual o amigo mais diferente que você já fez?

Estamos procurando relatos de amizades improváveis, de pessoas que, aparentemente, não combinam, mas que acabaram virando amigas e construindo uma relação sólida e especial. Podem ser histórias como:

– Quando a conheci, ela era a menina mais bagunceira da escola e eu, a representante de classe. Acabamos fazendo um trabalho em grupo e descobri na minha colega uma grande amiga, que me ensinou a levar a vida com mais leveza.

– Conheci meu amigo em uma viagem de férias com a turma. Cheguei atrasadíssimo para a partida e ele, muito pontual e organizado, ia me deixando para trás. Quando nos conhecemos melhor, descobrimos que, fora a organização, temos muito em comum.

– Minha amiga é daquelas pessoas sérias, que levam tudo com firmeza. O incrível é que eu admiro seu jeito ajuizado de viver e ela gosta da minha maneira alegre, de dar risadas com o que me acontece. Quando nos veem juntas, ninguém acredita que somos tão próximas!

– Tenho 66 anos e meu melhor amigo tem a metade da minha idade. Gostamos muito de conversar sobre diversos assuntos. Ele me ensina a ver a vida com outros olhos.

– Tenho uma amiga que adora viajar, fazer coisas novas e não para um minuto sequer! Eu gosto mesmo é de ficar em casa, sem muitas emoções. Não temos nada em comum, mas ela está sempre por perto quando preciso. Foi com ela que vi que podia deixar meus preconceitos para trás: uma boa amiga vai além das aparências.

– Conheci meu amigo na faculdade e estávamos sempre juntos. Depois, ele se tornou empresário e hoje tem um excelente salário. Eu resolvi fazer trabalhos sociais. Nossos estilos de vida são opostos, mas nossos laços continuam fortes. Estamos juntos nos momentos alegres e nos difíceis: uma amizade verdadeira vai além do dinheiro.

Você tem uma história assim? Conte para a gente!

Não se esqueça de informar, por favor:

Nome:

Idade:

Cidade/Estado:

Telefone (não vamos divulgar essa informação, é apenas para poder entrar em contato se ficarmos com alguma dúvida):

Nem todos os depoimentos poderão ser publicados na revista. Faremos uma seleção entre os relatos recebidos.

Para saber mais sobre a Sorria, acesse nosso site: www.revistasorria.com.br

Também estamos no Facebook: www.facebook.com/revistasorria

Muito obrigado!

Equipe Sorria

(11) 3024 2444

São Paulo – Minha Cidade quinta-feira, out 10 2013 

Fazia tempo que não visitava “São Paulo – Minha Cidade”, onde há relatos da prima Haydée.

Hoje, entrei no “site” e que surpresa agradável: novo visual e novas funcionalidades.

São Paulo – Minha Cidade.

Coisas da Roça e Na “colonha” tem = anexos Power Point com créditos quarta-feira, out 2 2013 

O Espaço Santa Rita Restaurante & Eventos foi inaugurado no dia 28/09/2013.

Como não tenho fotos desse dia, decidi inserir dois anexos, ambos recebidos do primo Sérgio, que têm tudo a ver com a localização do Espaço Santa Rita e com a história da Fazenda Paraizo onde esse espaço foi inaugurado, após restauro e reforma da cocheira dessa Fazenda.

Na colonha tem_com créditos_Primo Sérgio enviou 28julho2013

Coisas da Roça (2) GRSlides_recebido do primo Sérgio_30set2013

O Clube 99 | Update or Die / Life Vest Inside = para espalhar gentileza quarta-feira, out 2 2013 

Recebi a sugestão do texto (autoria desconhecida) do primo Ségio e, ao procurar por inserções dele, encontrei esta abaixo:

O Clube 99 | Update or Die.

Interessante que estava procurando algo para inserir este filme do YouTube que minha prima Maria Adelaide enviou sobre Life Vest Inside:

No “link” abaixo, você visualizará mais facilmente outras inserções sobre Life Vest Inside.

Cora Coralina – Biografia e poemas – Para Ler e pensar quarta-feira, set 11 2013 

Estimulada por uma postagem de Karen (MyHeritage Portuguese Blog), procurei sobre o livro “O Tesouro da Casa Velha da Ponte”, edição póstuma de autoria de Cora Coralina e encontrei esta pérola:

Cora Coralina.

“Parece o Rio de Janeiro!” brinca papa ao ver muitos jovens durante o Ângelus – Notícias – Internacional domingo, ago 4 2013 

“Parece o Rio de Janeiro!” brinca papa ao ver muitos jovens durante o Ângelus – Notícias – Internacional.

Papa Francisco na orla de Copacabana por meu primo Paulo Roberto terça-feira, jul 30 2013 

Posso imaginar, nas redes sociais, quantos privilegiados postaram fotos da estada do Papa Francisco no Rio de Janeiro para a Jornada Mundial da Juventude 2013.

Abaixo, duas fotos que meu primo tirou, embora tenha me explicado que, no dia 26/07, o papamóvel passou em baixa velocidade, mas ele preferiu “curtir” a admiração pelo Santo Padre.

As duas fotos, em dias posteriores, revelam que a velocidade do papamóvel era maior.

Eu as achei lindíssimas, uma recordação inestimável.

1.papa_27julho2013_RJ_por Paulo Roberto B Basto da Silva

2.papa 28julho2013 por PRoberto B Basto da Silva

03:04 · Milton Nascimento – Volver a Los 17 sábado, jul 20 2013 

Em 2009, postei, como anexo do Power Point, por envio do primo Tadeu.

Desta vez, a respostagem é por meio de letra e vídeo do YouTube para acompanhar com a letra.

03:04 · Milton Nascimento – Volver a Los 17.

Sacla Stage Shopera in London Foodhall – YouTube terça-feira, jul 9 2013 

Sugestão recebida do primo Sérgio:

FULI CULI FULI CULA

Uma das canções mais tradicionais para os italianos e descendentes de italianos

Sacla Stage Shopera in London Foodhall – YouTube.

Feira Medieval em Portugal – MyHeritage Portuguese Blog quinta-feira, jun 27 2013 

Leia a postagem com atenção.

Feira Medieval em Portugal.

Doze profissões que não existem (mas deveriam) | fio da meada. o blog da silmara franco quinta-feira, jun 27 2013 

Recomendado pela prima Melinha que digitou, na mensagem de envio, muito apropriadamente, que outras crônicas de Silmara Franco merecem leitura (e o número delas é imenso!).

Doze profissões que não existem (mas deveriam) | fio da meada. o blog da silmara franco.

POST 1313: CONSELHO AOS DA MINHA GERAÇÃO. Por Professor Pachecão | MASTER quinta-feira, jun 20 2013 

Recebi esta indicação da prima “Melinha”.

Excelente!

POST 1313: CONSELHO AOS DA MINHA GERAÇÃO. Por Professor Pachecão | MASTER.

♫ Music flashmob Verdi, La Traviata: Libiamo ne lieti calici ♪ – YouTube quinta-feira, jun 20 2013 

Numa loja (ou shopping) da Holanda.

Recebi do amigo JEmídio. Demorei para postar.

♫ Music flashmob Verdi, La Traviata: Libiamo ne lieti calici ♪ – YouTube.

Per gli amici = anexo em extensão “pps” quarta-feira, jun 12 2013 

Recebi do primo Sérgio, sobre a amizade, em italiano. Belíssimo.

Per_gli_amici_do primo Sérgio_recebido

A nossa deslumbrante natureza… até quando? = no YOUTube terça-feira, jun 11 2013 

Recomendado por MAdelaide

Happy Birthday, by Beethoven? Bach? Mozart? – Nicole Pesce on piano – YouTube segunda-feira, jun 10 2013 

Imperdível: recomendado pelo primo Sérgio, Nicole Pesce, ao piano, toca Happy Birthday no estilo Beethoven, Bach, Brahms, Mozart…

Happy Birthday, by Beethoven? Bach? Mozart? – Nicole Pesce on piano – YouTube.

TEDxSF – Louie Schwartzberg – Gratidão (legendado) – YouTube quarta-feira, abr 24 2013 

“Abra os olhos e olhe para isto!”

TEDxSF – Louie Schwartzberg – Gratidão (legendado) – YouTube.

ou

Recebi de minha cunhada Sônia.

Aprendiz da vida – Letícia Thompson 2011 sábado, abr 13 2013 

Vale a pena ler outros textos de Letícia Thompson, dentre os quais este:

Aprendiz da vida – Letícia Thompson 2011.

“Meu maior medo é o de acreditar sobre o que dizem a meu respeito, isso me destruiria. Devo sempre saber quem sou e nunca me esquecer d’Aquele que me criou” – Letícia Thompson, “Aprendiz da vida”.

Aprendiz da vida – anexo em extensão “pps” domingo, abr 7 2013 

Dentre as mensagens ótimas que recebo, insiro “Aprendiz da vida”  para compartilhar.

Com os devidos créditos no final:

Aprendiz da vida_recebido do primo Sérgio

Global Exchange and Fusion: Playing for Change – “Satchita” – YouTube segunda-feira, fev 4 2013 

Recebi esta “pérola” de MAdelaide.

Dentre as informações iniciais, em inglês, ficamos sabendo do projeto “Playing for Change”, cuja edição reuniu intérpretes de vários lugares do mundo que nunca se encontraram.

Nas opções do YouTube, encontramos uma legendada, mas que não explica a origem desse vídeo.

O ritmo e a interpretação: contagiantes. Clique em “tela inteira”. Vale a pena.

viaGlobal Exchange and Fusion: Playing for Change – “Satchita” – YouTube.

Winter, o golfinho fêmea com prótese = webcams voltaram ao normal segunda-feira, fev 4 2013 

Tive oportunidade de ver Winter nadando e brincando, inclusive na plataforma à beira da piscina do tanque, mas sem a prótese.

Fiquei curiosa, mas as webcams estavam em manutenção e acompanhava perguntas como: “O que há de errado com Winter?”, pois enquanto as webcams estavam em manutenção, havia a exibição de gravações.

Consegui captar a seguinte resposta à dúvida:

Por que Winter não usa a prótese o tempo todo?

Resposta de quem atende os participantes de “chat” no website:

Winter a usa duas vezes ao dia, para manter a coluna vertebral saudável. Não pode usar a prótese o tempo todo, porque os golfinhos mudam de pele a cada duas horas e seria desconfortável para Winter usá-la o tempo todo.

Para ver Winter, Panama, Hope:

http://www.ustream.tv/winterthedolphin

As webcams estavam em manutenção, mas já estão de volta. É possível ver os golfinhos mencionados acima em ângulos diferentes dos anteriores.

Se tiver sorte, haverá tratadores lhes dando atenção.

Panoramio – Photos of the World – Grupo Sete Povos das Missões segunda-feira, fev 4 2013 

Panoramio – Photos of the World.

Sinto Vergonha De Mim, Cleide Canton, que identifica a última estrofe como de Ruy Barbosa segunda-feira, fev 4 2013 

Repostagem. “Erremos”, porque não havia identificado a última estrofe como de Ruy Barbosa, o que a autora fez ao produzir essa pérola.

Cleide Canton

Sinto vergonha de mim
por ter sido educador de parte desse povo,
por ter batalhado sempre pela justiça,
por compactuar com a honestidade,
por primar pela verdade
e por ver este povo já chamado varonil
enveredar pelo caminho da desonra.
Sinto vergonha de mim
por ter feito parte de uma era
que lutou pela democracia,
pela liberdade de ser
e ter que entregar aos meus filhos,
simples e abominavelmente,
a derrota das virtudes pelos vícios,
a ausência da sensatez
no julgamento da verdade,
a negligência com a família,
célula-mater da sociedade,
a demasiada preocupação
com o “eu” feliz a qualquer custo,
buscando a tal “felicidade”
em caminhos eivados de desrespeito
para com o seu próximo.
Tenho vergonha de mim
pela passividade em ouvir,
sem despejar meu verbo,
a tantas desculpas ditadas
pelo orgulho e vaidade,
a tanta falta de humildade
para reconhecer um erro cometido,
a tantos “floreios” para justificar
atos criminosos,
a tanta relutância
em esquecer a antiga posição
de sempre “contestar”,
voltar atrás
e mudar o futuro.
Tenho vergonha de mim
pois faço parte de um povo que não reconheço,
enveredando por caminhos
que não quero percorrer…
Tenho vergonha da minha impotência,
da minha falta de garra,
das minhas desilusões
e do meu cansaço.

Não tenho para onde ir
pois amo este meu chão,
vibro ao ouvir meu Hino
e jamais usei a minha Bandeira
para enxugar o meu suor
ou enrolar meu corpo
na pecaminosa manifestação de nacionalidade.
Ao lado da vergonha de mim,
tenho tanta pena de ti,
povo brasileiro!
“De tanto ver triunfar as nulidades,
de tanto ver prosperar a desonra,
de tanto ver crescer a injustiça,
de tanto ver agigantarem- se os poderes
nas mãos dos maus,
o homem chega a desanimar da virtude,
A rir-se da honra,
a ter vergonha de ser honesto”

Ruy Barbosa

Fonte: http://www.culturabrasil.org

Sinto Vergonha De Mim, Cleide Canton Sinto Vergonha De Mim

Próxima Página »