Help -End Hunger- and -End Poverty- with a free click! quinta-feira, jan 6 2011 

 

Help -End Hunger- and -End Poverty- with a free click!

Anúncios

Fight -Breast Cancer- and provide -Mammograms- with a free click! quinta-feira, jan 6 2011 

 

Fight -Breast Cancer- and provide -Mammograms- with a free click!

-Help Children- and provide -Child Health Care- with a free click! quinta-feira, jan 6 2011 

 

-Help Children- and provide -Child Health Care- with a free click!

Fight -Illiteracy- and support -Reading- and -Education- with a free click! quinta-feira, jan 6 2011 

 

Fight -Illiteracy- and support -Reading- and -Education- with a free click!

Stop -Global Warming- and Protect -Endangered Animals- with a free click! quinta-feira, jan 6 2011 

 

Stop -Global Warming- and Protect -Endangered Animals- with a free click!

-Help Animals- and -Pet Shelters- with a free click! quinta-feira, jan 6 2011 

 

-Help Animals- and -Pet Shelters- with a free click!

Clique todos os dias no The Breast Cancer Site e demais rótulos quinta-feira, set 30 2010 

Clico desde 2002, quando esse site me foi recomendado por minha prima Maria Adelaide

É gratuito, ou seja, não pagamos pelos cliques, em qualquer rótulo.

Claro que todos os rótulos são patrocinados e propõem-se a vender os produtos dos patrocinadores.

Ao saber disso, você clica em todos os rótulos e se sente muito bem.

Há prestação de contas e, embora o Site do Câncer de Mama e os demais sites não atendam a brasileiros, serve, principalmente, de modelo para que outras ações do mesmo tipo possam acontecer no Brasil. 

Click to Give @ The Breast Cancer Site

Click to Give @ The Hunger Site – Prestação de contas 2009 quinta-feira, jan 7 2010 

Click to Give @ The Breast Cancer Site – Prestação de contas 2009 quinta-feira, jan 7 2010 

Click to Give @ The Child Health Site – Prestação de contas 2009 quinta-feira, jan 7 2010 

Click to Give @ The Literacy Site – Prestação de contas 2009 quinta-feira, jan 7 2010 

Click to Give @ The Rainforest Site – Prestação de contas 2009 quinta-feira, jan 7 2010 

Click to Give @ The Animal Rescue Site – Prestação de contas 2009 quinta-feira, jan 7 2010 

Câncer de Mama: Eu Sei o Que é Isso ! sábado, set 26 2009 

Recebi esta indicação de minha prima Elza Maria.

Antes mesmo de clicar e incluir em “Favoritos”, aproveito para divulgar o site “Câncer de Mama” do Brasil.

Estou muito feliz pela indicação de minha prima e por poder incluí-la neste espaço do Windows Live.

Eu sei o que é câncer de mama! Eu sei que há possibilidades de cura, quando diagnosticado a tempo.

Aproveitarei para votar no site, para que receba um prêmio e faça parte de outro espaço ou provedor que o promova de tal modo que nós, internautas do bem, propiciemos mamografias gratuitas, orientação, indicação de procedimentos que curem câncer de mama de mulheres que, de outra forma, não teriam acesso à prevenção, aos procedimentos de cura.

Convoco todos, sem exceção, para que façam o mesmo.

A população não pode fazer o que é obrigação do Estado (sistema de governo que arrecada impostos e não controla a distribuição das verbas para onde são essenciais), mas a sociedade organizada, com o tempo, mostrará, para os que não têm vergonha na cara nem condições morais de governar o País, [ignorantes ou mal intencionados: a oração em destaque está deixando de fora os que têm vergonha na cara e condições morais de governar o País] que sabemos agir com cidadania, incluindo os desprivilegiados, por causa de ações de pessoas corajosas como essas que permitem-nos participar delas com cliques gratuitos, bastando perder alguns minutos para entrar no site.

Entre agora! Deus abençoe o “The Breast Cancer Site” (para o qual continuarei a clicar todos os dias, em todos os rótulos) por mostrar o caminho para os bem intencionados.

Câncer de Mama: Eu Sei o Que é Isso !

Click to Give @ The Hunger Site segunda-feira, jan 5 2009 

Click to Give @ The Breast Cancer Site segunda-feira, jan 5 2009 

Click to Give @ The Child Health Site segunda-feira, jan 5 2009 

Click to Give @ The Literacy Site segunda-feira, jan 5 2009 

Click to Give @ The Rainforest Site segunda-feira, jan 5 2009 

Click to Give @ The Animal Rescue Site segunda-feira, jan 5 2009 

Click to Give @ The Breast Cancer Site quarta-feira, jan 16 2008 

O valor da doação está em saber que ela chegou a seu destino

(e está sendo bem utilizada)

Minha crença nos seres humanos se encontra de tal modo abalada que atribuo cinismo em todas as ações que não resultem em um retorno.

Para exemplificar, cito uma doação, em março de 2007, de onze galinhas, um galo, saco de ração poedeira, saco de milho para uma creche em Itu, visto que o caseiro não estava dando conta de ser tão profissional como se apresentou, quando foi empregado, e as galinhas poedeiras, que perfaziam cerca de vinte e quatro cabeças, mais o galo, estavam morrendo, até que se reduziram a onze galinhas e um galo e as que se punham a chocar, o caseiro as separava, "desprezava" os ovos e, até hoje, tenho a sensação de que, na verdade, alguém ganhou com isso, às nossas custas, ou seja, estávamos sustentando parasitas. Pois bem, eu não esperava que a creche publicasse em jornal a nossa doação, mas custava ter enviado uma correspondência, um ofício de agradecimento, para sabermos que as galinhas estavam, agora, botando ovos para as crianças da creche ou que esses ovos estavam sendo vendidos em benefício da creche?

Jamais me esquecerei de que, ao voltar para casa, depois dessa doação para a qual a creche, gentilmente, destacou um funcionário que suou para caçar as galinhas e o galo matreiro que fugiu e foi um custo pegar de volta, levadas em um carro com a identificação da creche, ao passar em determinado estabelecimento comercial, na marginal, a pé, pude ouvir, perfeitamente, um dos piolhentos empregados da empresa imitar um galo. Por quê? Só posso imaginar e as hipóteses não são nada agradáveis. A isso, soma-se o fato de que nunca recebemos agradecimento algum da creche, ou melhor, uma satisfação de que a doação foi, de fato, para a creche e não para algum parasita que, para variar, usufruir de doações para entidades que vivem com sacrifício e, muitas vezes, são utilizadas por empresas psicopatas, donos de empresas psicopatas, funcionários psicotas  para lavar dinheiro que não declaram à Receita Federal, mas que apresentam como “doações”. Ups! Desculpe-me craque de futebol que precisa esclarecer doações a igrejas! Sim, meu caro, é preciso, primeiro, que o dinheiro entre no Brasil, pague os impostos devidos e, depois, vá para doação. É injusto? Também acho! Só que é o único jeito de pegar todos esses parasitas que fingem que doaram e, na verdade, mandaram ou buscaram dinheiro para e do exterior e justificam esse dinheiro em forma de contribuição a fundações fajutas, a ongs fajutas etc. e tal.

Por esse motivo, desde o ano de 2002, colaboro, clicando todos os dias, com o The Breast Cancer Site, o Site do Câncer de Mama. Embora eu saiba que mulheres brasileiras não estão sendo ajudadas, tenho certeza absoluta de que mulheres desprivilegiadas, no exterior, as que não têm acesso à Medicina Preventiva, a mamografias, a orientações em caso de positivo para câncer de mama estão sendo auxiliadas. Pois é, se a CPMF tivesse, de verdade, sido utilizada para a SAÚDE PÚBLICA, e nunca tivesse sido uma forma de arrecadar dinheiro DE QUEM NUNCA ESCONDEU DINHEIRO, teríamos uma Saúde Pública de dar inveja a qualquer país de Primeiro Mundo. Mas não foi! Como sempre, essa arrecadação foi repartida entre pouquíssimos salafrários, irresponsáveis, perversos que jamais perderam o sono, mesmo sabendo que a população que não recebia esses recursos morria, esperava em filas, não dispunha de equipamentos médicos para seus exames clínicos, que médidos dedicados estavam, como alguns professores faziam, pagando para atender pacientes para os quais não dispunham de infra-estrutura mínima para atendimento adequado. Como li num endereço eletrônico que passarei como um endereço que merece ser visitado: Morte lenta aos corruptos, aos corrompidos, porque matam e não sentem remorso. É claro, desde quando psicopata sente remorso?

Embora na barra de navegação esteja "The Animal Rescue Site", evitarei elaborar hipóteses para o fato de que já fui “desbancada”, por duas vezes, ao enviar pedido de “Reminder” para The Breast Cancer Site. A única explicação é: Coisas de suínos capados, lacaios do crime organizado, que gostariam que eu estivesse promovendo endereços de doações tupiniquins.

Como expliquei no início: dá para confiar em sites brasileiros  que pedem doações ou fundações ou ongs que não prestam contas? Oh, sim, aquele do “alvo” andou fazendo propaganda de televisão de que compraram e repassaram isto e aquilo. Quero por escrito! Não quero atriz global anunciando que compraram isto e aquilo. Aliás, enviei mensagem eletrônica ao SAC de uma empresa de protetores diários de calcinhas, que colocou, na embalagem, o logotipo do alvo e que uma porcentagem das vendas dos protetores diários seguia para o “alvo”, que eu gostaria, muito, de saber como encontrar os dados sobre as ações desse “alvo” e estou esperando resposta até hoje!

Por esse motivo, esta “louca de pedra” tem certeza absoluta de que as mensagens que envia nem sempre chegam aos destinatários, assim como recebe mensagens como sendo de determinados remetentes e, com certeza, alguém – e mais de alguém – forja as respostas, utilizando os endereços desses remetentes e/ou destinatários.

The Breast Cancer Site www.thebreastcancersite.com é o endereço que precisa se tornar um hábito de qualquer pessoa que utilize a Internet para o bem e vale a pena clicar em todos os demais rótulos! Faz um bem danado e, ainda por cima, recebemos retorno de como nossos cliques ajudaram, para que serviram.

clip_image002

Click to Give @ The Breast Cancer Site

Aguardo resposta dos Correios desde o dia 04 de janeiro de 2007 terça-feira, jan 16 2007 

Uma denúncia que fiz por meio de manifesto de número 2578847, Central de Atendimento dos Correios, 08005700100, manifesto que reiterei por três vezes, além de mensagem eletrônica de, também, 04/01/2007, reforçada hoje, dia 15/01/2007, sem retorno algum, denunciando a exigência, da parte da gerência dos correios, de que eu apresentasse extrato bancário para comprovar que a conta da energia elétrica, CPFL Piratininga, estava paga (é por débito automático), como comprovante de residência para que eu pudesse colocar a caixa postal em meu nome, uma das herdeiras de meu pai, falecido há seis anos, me fazem prever que, de fato, o crime organizado, na metrópole de Itu, dominou tudo. Para que os Correios tenham exigido de mim, com a conta da energia elétrica, que provasse que a conta estava paga, por ser em débito automático, me faz concluir: quem deu odens à atendente para que exigisse que eu apresentasse extrato bancário de conta paga em débito automático (como comprovante de residência) está sob as ordens do crime organizado, é uma prostituta nas mãos de um cafetão.
Lamento informar que os funcionários dos Correios, assim como de agências bancárias privadas ou estatais estão usando quem tem moral para denunciar o que não têm moral para denunciar. Sim, quando lhes foi conveniente, participaram da "festa". Agora, no fim da festa, têm que assumir a sujeira e não querem fazer isso. Mas não revelam os nomes dos que sujaram a festa.
 

Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos quinta-feira, out 5 2006 

PORNOGRAFIA ON LINE – 03/10/2006.

Governo criará plano nacional para combater pedofilia na internet

A inexistência de mecanismos institucionalizados que contribuam para driblar o anonimato e rastrear criminosos dificultam a apuração dos crimes. País é quarto do mundo em pornografia infantil na rede.

Jonas Valente – Carta Maior

BRASÍLIA – De janeiro a setembro deste ano, foram feitas 163 mil denúncias de crimes de violações de direitos humanos na internet. Deste total, 62 mil (38%) são referentes à disseminação e troca de pornografia infantil. São alvos de denúncias também a apologia e a incitação de crimes contra a vida (22%), maus tratos contra animais (12,8%), neonazismo (10,8%) e intolerância religiosa (6,4%). Os dados são da ONG SaferNet, que mantém uma central de denúncias sobre crimes cibernéticos desta natureza. No intuito de conter este quadro, o governo federal pretende desenvolver um plano nacional de combate à pedofilia e à pornografia infantil na internet. O tema foi discutido nesta segunda-feira (2) na reunião do grupo de trabalho que trata do assunto no âmbito da Comissão Intersetorial de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes, coordenada pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos (SEDH).

O debate traz a tona o chamado ‘outro lado’ da internet. “A rede mundial de computadores tem dado passos para oferecer mais informação à população, mas infelizmente tem servido também à disseminação de crimes de ódio, racismo”, comentou o secretário especial dos direitos humanos, Paulo Vannuchi. Segundo Thiago Tavares, presidente da ONG SaferNet, a pornografia na web assumiu uma dimensão “assustadora”, pois as pessoas usam a rede tanto para distribuir quanto para produzir estes conteúdos. O fenômeno se beneficia do caráter supranacional que a rede mundial de computadores possui.

“Ciberespaço não segue fronteiras nacionais. Hoje é muito fácil criminoso brasileiro hospedar página nos EUA com fotos de criança vitimada em um país da Ásia e ser visto por alguém na França”, diz Sérgio Suiama, da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão de São Paulo. Este ambiente, acrescenta a subsecretária dos direitos das crianças e adolescentes da SEDH, Carmen de Oliveira, facilita o trabalho dos criminosos, que têm mais condições de manter o anonimato e dissipar os vestígios dos crimes. Uma pessoa pode criar um e-mail ou perfil falso, criar um sítio e ao menor sinal de represália trocar a hospedagem para outro provedor em qualquer lugar do mundo.

O Brasil tem sido um dos ‘campeões’ deste ranking. O país está em quarto lugar no ranking mundial de páginas virtuais de pornografia infantil e pedofilia, atrás apenas de EUA, Rússia e Coréia, nessa ordem. No país, a grande maioria das cenas de sexo explícito com crianças é veiculada no Orkut, site de relacionamentos do provedor Google.

Na reunião realizada nesta segunda, dois pontos apareceram como fundamentais para a existência deste quadro: a inexistência de mecanismos institucionalizados que contribuam para driblar o anonimato e rastrear criminosos e as dificuldades na apuração deste tipo de delito. Hoje, um dos principais obstáculos às investigações de crimes desta natureza está no fato de não haver uma obrigação por parte dos provedores de manter as informações sobre os acessos aos sítios que disseminam conteúdo pornográfico envolvendo crianças. Todo computador que se conecta à rede recebe um número identificador, chamado de IP (Internet Protocol), uma espécie de impressão digital da máquina. Como os provedores registram o acesso a cada página virtual por meio desse número, é possível localizar os computadores utilizados para praticar tais crimes.

Representantes do governo, da sociedade civil e do Ministério Público defenderam a aprovação de obrigações legais para que os provedores mantenham estas informações por um período mínimo de tempo, entre seis meses e um ano. A medida foi caracterizada como fundamental para melhorar as condições de investigação sobre este tipo de crime. “Hoje, se é feita uma denúncia, o provedor tira a página do ar; e quando há investigação perdeu-se o rastro do crime”, explica a assessora parlamentar Mariana Mei, que participou da reunião representando a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.

De acordo com estudo realizado pela Comissão, há cerca de 500 projetos de lei envolvendo crimes na internet. A maioria deles dispõe sobre esta regulamentação do armazenamento dos dados de cadastro e conteúdo disponível na rede. Outros temas recorrentes nas propostas de lei são aumentos na pena e criação de mecanismos de controle por parte dos pais sobre o conteúdo acessado pelos filhos. “A nossa legislação, do ponto de vista penal, prevê quase todos os crimes. Por outro lado, é praticamente inexistente em relação à responsabilidade dos provedores, seja de acesso ou de conteúdo. É essa lacuna que precisamos resolver”, defendeu Sérgio Suiama.

Segundo representantes do governo, o objetivo do plano nacional é congregar um conjunto de ações que resolvam as lacunas e obstáculos à apuração dos casos. A idéia é reforçar o sistema de recebimento de denúncias, hoje feito pela ONG SaferNet por meio do sítio http://www.denunciar.org.br. Segundo Thiago Tavares, as denúncias recebidas pelo site já resultaram na identificação de mais de cinco mil suspeitos de troca de pornografia na internet. Além destas ações, estão sendo pensadas medidas também para a prevenção do crime, sobretudo campanhas educativas que sensibilizem a população através de conteúdos que estimulem o uso saudável da internet. A proposta de plano deve ficar pronta em novembro, quando será submetida à consulta pública.

Orkut
Um caso emblemático do combate à pornografia na internet é a disputa entre o Ministério Público Federal e a Google, empresa responsável pelo sítio de relacionamentos Orkut. O sítio possui hoje 15 milhões de usuários, sendo 12 milhões (70%) brasileiros. Das denúncias recebidas pela SaferNet, 150 mil (90%) são relacionadas ao sítio. Desde 2005 a justiça tenta obter a cooperação da subsidiária da Google no Brasil (clique aqui para ler a cronologia do caso), mas a empresa se nega a repassar informações sobre os cadastros alegando que estas estariam sob responsabilidade da matriz estadunidense.

“No direito vale o princípio de que a lei do local rege os atos. Por conseguinte, as informações hospedadas nesses servidores dos Estados Unidos estão sujeitas às leis daquele país”, alegou o procurador da Google Inc. no Brasil, Durval Goyos, em entrevista coletiva realizada em 25 de agosto.

A posição da Google acirrou o conflito com o Ministério Público de São Paulo, que ajuizou Ação Civil Pública pedindo o cumprimento das ordens judiciais anteriores (que envolviam o repasse de informações sobre cadastrados) e estipulando multa de R$ 50 mil por dia de descumprimento. “Nós defendemos uma posição firme, de que a Google deve responder civil e criminalmente pelos serviços prestados no Brasil pra brasileiros, especialmente o Orkut. Estamos falando hoje de um dos serviços mais populares do Brasil e que a empresa deve ter mecanismos adequados pra receber as reclamações dos usuários e pra dar uma resposta rápida e eficaz, seja aos usuários, seja à Justiça”, afirma Sérgio Suiama.

A Justiça Federal de São Paulo decidiu favoravelmente à ação do MP de São Paulo. A Google Inc. tem até o início deste mês para apresentar sua defesa. A disputa não tem caráter somente simbólico, mas envolve o ambiente onde a parte majoritária dos crimes de troca de pornografia infantil acontece na rede.

De: http://agenciacartamaior.uol.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=12424

Pacote anticorrupção sexta-feira, abr 14 2006 

 

http://www.transparencia.org.br/index.html

Pacote anticorrupção do Relatório da CPMI dos Correios precisa ter discussão ampla

O relatório da CPMI dos Correios contém um capítulo dedicado a alterações legais recomendadas para melhorar a prevenção, acompanhamento, controle e punição da corrupção. Baixe as sugestões daqui [no site da Transparência]. Dada a extensão e complexidade das propostas, é importante discuti-las. O conjunto das sugestões (reorganizadas pela TBrasil) é o seguinte:


SISTEMA INTEGRADO DE COMBATE À CORRUPÇÃO

1.       O SISTEMA NACIONAL DE COMBATE À CORRUPÇÃO – SNCC

2.       A COMISSÃO PERMANENTE MISTA DE COMBATE À CORRUPÇÃO

3.       TEMAS PRIORITÁRIOS A SEREM ANALISADOS PELA COMISSÃO MISTA PERMANENTE DE COMBATE À CORRUPÇÃO

LAVAGEM DE DINHEIRO E CRIMES FINANCEIROS

1.       TRANSFORMAÇÃO DO CONSELHO DE CONTROLE DE ATIVIDADES FINANCEIRAS – COAF EM AGÊNCIA NACIONAL DE INTELIGÊNCIA FINANCEIRA – ANIF

2.       REVISÃO E ATUALIZAÇÃO DA LEI DE LAVAGEM DE DINHEIRO

3.       REDUÇÃO DO VALOR-LIMITE PARA QUE OPERAÇÕES FINANCEIRAS SEJAM INFORMADAS AUTOMATICAMENTE AO COAF

CARGOS DE CONFIANÇA

1.       REDUÇÃO DO NÚMERO DE CARGOS EM COMISSÃO E DE CONFIANÇA NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DAS TRÊS ESFERAS

2.       DIVULGAÇÃO, VIA INTERNET, DO CURRÍCULO E AGENDA DOS AGENTES POLÍTICOS E OCUPANTES DE CARGOS EM COMISSÃO DE LIVRE NOMEAÇÃO E EXONERAÇÃO, PARA CONFERIR MAIS TRANSPARÊNCIA À ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

LICITAÇÕES E CONTRATOS

1.       ALTERAÇÕES NA LEI DE LICITAÇÕES E CONTRATOS

2.       AMPLIAÇÃO DO ÂMBITO DE APLICAÇÃO DO PREGÃO ELETRÔNICO, LICITAÇÃO POR “PROPOSTA MAIS VANTAJOSA” E MELHORIA DOS INSTRUMENTOS DE CONTROLE

3.       INCLUSÃO DE NORMAS ESPECÍFICAS RELATIVAS A SERVIÇOS DE PUBLICIDADE NA LEI DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS

4.       APERFEIÇOAMENTO DE NORMAS RELATIVAS A LICITAÇÕES E CONTRATOS DE PUBLICIDADE

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

1.       DEFINIÇÃO, EM SEDE CONSTITUCIONAL, DA APLICABILIDADE DA LEI QUE REGULA OS ATOS DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

2.       ALTERAÇÃO DA LEI DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

FUNCIONAMENTO DE COMISSÕES

1.       INCLUSÃO DOS DIRIGENTES DE ENTIDADES DA ADMINISTRAÇÃO INDIRETA ENTRE OS SUJEITOS PASSÍVEIS DE CONVOCAÇÃO, PELO SENADO FEDERAL, PELA CÂMARA DOS DEPUTADOS OU POR QUALQUER DE SUAS COMISSÕES, PARA PRESTAR INFORMAÇÕES

2.       TIPIFICAÇÃO DAS CONDUTAS DE FAZER AFIRMAÇÃO FALSA OU NEGAR A VERDADE, NA CONDIÇÃO DE INDICIADO OU ACUSADO, EM INQUÉRITOS, PROCESSOS E COMISSÕES PARLAMENTARES DE INQUÉRITO

3.       NORMAS PARA COMISSÕES PARLAMENTARES MISTAS

4.       NORMAS PARA COMISSÕES PARLAMENTARES DA CÂMARA DOS DEPUTADOS

OUTRAS PROPOSTAS

1.       CRIAÇÃO DE CÂMARAS E VARAS JUDICIÁRIAS ESPECÍFICAS PARA JULGAR CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

2.       LIMITAÇÃO DAS DESPESAS COM PUBLICIDADE

3.       FISCALIZAÇÃO DOS FUNDOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

4.       PROGRAMA DE INCENTIVO A REVELAÇÕES DE INTERESSE PÚBLICO

LEGISLAÇÃO ELEITORAL