Sinto Vergonha De Mim, Cleide Canton, que identifica a última estrofe como de Ruy Barbosa segunda-feira, fev 4 2013 

Repostagem. “Erremos”, porque não havia identificado a última estrofe como de Ruy Barbosa, o que a autora fez ao produzir essa pérola.

Cleide Canton

Sinto vergonha de mim
por ter sido educador de parte desse povo,
por ter batalhado sempre pela justiça,
por compactuar com a honestidade,
por primar pela verdade
e por ver este povo já chamado varonil
enveredar pelo caminho da desonra.
Sinto vergonha de mim
por ter feito parte de uma era
que lutou pela democracia,
pela liberdade de ser
e ter que entregar aos meus filhos,
simples e abominavelmente,
a derrota das virtudes pelos vícios,
a ausência da sensatez
no julgamento da verdade,
a negligência com a família,
célula-mater da sociedade,
a demasiada preocupação
com o “eu” feliz a qualquer custo,
buscando a tal “felicidade”
em caminhos eivados de desrespeito
para com o seu próximo.
Tenho vergonha de mim
pela passividade em ouvir,
sem despejar meu verbo,
a tantas desculpas ditadas
pelo orgulho e vaidade,
a tanta falta de humildade
para reconhecer um erro cometido,
a tantos “floreios” para justificar
atos criminosos,
a tanta relutância
em esquecer a antiga posição
de sempre “contestar”,
voltar atrás
e mudar o futuro.
Tenho vergonha de mim
pois faço parte de um povo que não reconheço,
enveredando por caminhos
que não quero percorrer…
Tenho vergonha da minha impotência,
da minha falta de garra,
das minhas desilusões
e do meu cansaço.

Não tenho para onde ir
pois amo este meu chão,
vibro ao ouvir meu Hino
e jamais usei a minha Bandeira
para enxugar o meu suor
ou enrolar meu corpo
na pecaminosa manifestação de nacionalidade.
Ao lado da vergonha de mim,
tenho tanta pena de ti,
povo brasileiro!
“De tanto ver triunfar as nulidades,
de tanto ver prosperar a desonra,
de tanto ver crescer a injustiça,
de tanto ver agigantarem- se os poderes
nas mãos dos maus,
o homem chega a desanimar da virtude,
A rir-se da honra,
a ter vergonha de ser honesto”

Ruy Barbosa

Fonte: http://www.culturabrasil.org

Sinto Vergonha De Mim, Cleide Canton Sinto Vergonha De Mim

Sinto Vergonha De Mim, Cleide Canton, que identifica a última estrofe como de Ruy Barbosa terça-feira, ago 23 2011 

 


Cleide Canton

Sinto vergonha de mim
por ter sido educador de parte desse povo,
por ter batalhado sempre pela justiça,
por compactuar com a honestidade,
por primar pela verdade
e por ver este povo já chamado varonil
enveredar pelo caminho da desonra.
Sinto vergonha de mim
por ter feito parte de uma era
que lutou pela democracia,
pela liberdade de ser
e ter que entregar aos meus filhos,
simples e abominavelmente,
a derrota das virtudes pelos vícios,
a ausência da sensatez
no julgamento da verdade,
a negligência com a família,
célula-mater da sociedade,
a demasiada preocupação
com o “eu” feliz a qualquer custo,
buscando a tal “felicidade”
em caminhos eivados de desrespeito
para com o seu próximo.
Tenho vergonha de mim
pela passividade em ouvir,
sem despejar meu verbo,
a tantas desculpas ditadas
pelo orgulho e vaidade,
a tanta falta de humildade
para reconhecer um erro cometido,
a tantos “floreios” para justificar
atos criminosos,
a tanta relutância
em esquecer a antiga posição
de sempre “contestar”,
voltar atrás
e mudar o futuro.
Tenho vergonha de mim
pois faço parte de um povo que não reconheço,
enveredando por caminhos
que não quero percorrer…
Tenho vergonha da minha impotência,
da minha falta de garra,
das minhas desilusões
e do meu cansaço.

Não tenho para onde ir
pois amo este meu chão,
vibro ao ouvir meu Hino
e jamais usei a minha Bandeira
para enxugar o meu suor
ou enrolar meu corpo
na pecaminosa manifestação de nacionalidade.
Ao lado da vergonha de mim,
tenho tanta pena de ti,
povo brasileiro!
“De tanto ver triunfar as nulidades,
de tanto ver prosperar a desonra,
de tanto ver crescer a injustiça,
de tanto ver agigantarem- se os poderes
nas mãos dos maus,
o homem chega a desanimar da virtude,
A rir-se da honra,
a ter vergonha de ser honesto”

Ruy Barbosa

Fonte: http://www.culturabrasil.org

Sinto Vergonha De Mim, Cleide Canton Sinto Vergonha De Mim

Formandos IBAO 1938 domingo, nov 14 2010 

Quando inseri, há algum tempo, ainda no Windows Live Spaces, sobre os formandos do Instituto Borges de Artes e Ofícios de 1938, dentre eles meu pai, Agenor Bernardini, e os irmãos dele, meus tios Pedro e Alzira, inseri fotos de todos os formandos e destaquei os mencionados.

No entanto, descobri que se fotos ou ilustrações não estão arquivadas no WordPress, não são exibidas.

Portanto, assim que sobrar um tempo em que possa me dedicar a isso com calma, voltarei a inserir as fotos e “consertar” a falha desse “post” e de outros.

Dããããã, agora entendi as notificações a respeito de fotos, da parte do Windows Live Spaces.

Corrigi a falha das fotos em 02/12/2010.

Migrei meu espaço para WordPress quarta-feira, set 29 2010 

Sobre a inserção anterior, “Paisagens de Todo Mundo”, fui precipitada, pois não tentei abrir nenhuma indicação e, quando o fiz, aceitei a proposta de migrar meu espaço do Windows Live para o WordPress.

Conclusão: preciso aprender a “mexer” com esta novidade e, enquanto o processo de migração acontecia, não consegui acessar nenhum dos “posts” sobre os quais cliquei em “Paisagens de Todo Mundo”.

Caso esse blog seja daqueles que você só pode acessar se fizer um cadastro, perdoem-me, porque, para mim, é muita areia para meu caminhãozinho ter que criar um login e nova senha. Dispenso!

“Erremos”: as inserções anteriores saíram invertidas segunda-feira, jul 14 2008 

Pois é, "seu" padre! As inserções anteriores saíram invertidas porque, a princípio, a primeira inserção foi recusada, era muita "areia para o caminhãozinho" do blog.

Tentei, tentei e decidi "repartir" o texto.

Quando enviei o comando "publique-se", fiz para a "continuação".

Para acertar, teria que perder muito tempo.

Como quem lê isto é muito inteligente, entenderá o que aconteceu: "Ué, continuação de quê? Cadê o início? Ah, tá lá embaixo da continuação!

Era muita areia para o caminhãozinho do blog, mas eu tirei todas as ilustrações!

Será recado de alguém que pensa que vou mudar de endereço por esse motivo?

Pode tirar o cavalo da chuva, pois pegará pneumonia!