Cadernos de Literatura Brasileira nº 16: Erico Verissimo foi publicado em novembro de 2003 e teve direção editorial de Antonio Fernando De Franceschi.

 

A seção “Memória seletiva”, que detalha a cronologia do autor, é seguida por depoimentos de Clarissa Verissimo Jaffe, Rosa Freire d’Aguiar e Lygia Fagundes Telles, que formam “Confluências”. Dois ensaios fotográficos se encontram em “Geografia pessoal”: um produzido por Cristiano Mascaro, em Porto Alegre-RS, e outro, por Edu Simões, no interior gaúcho.

Em “Manuscrito”, há desenhos dos personagens do romance inacabado A hora do sétimo anjo, e “Inéditos” traz manuscritos em inglês de A hora do sétimo anjo. A seção “Ensaios” reúne textos de Antonio Hohlfeldt (“Terra de contrastes”), Regina Zilberman (“Mulheres: entre o mito e a história”), Fábio Lucas (“O discurso avaliativo de Erico Verissimo”) e Maria da Glória Bordini (“Do moderno ao pós-moderno”).

 

Esta edição inclui ainda um encarte com a árvore genealógica dos protagonistas de O tempo e o vento, elaborada por Antonio Hohlfeldt, com assistência dos pesquisadores Paulo Roberto Batista Maciel e André Lionir Petry da Silva. Um segundo encarte traz texto de Plinio Martins Filho e Jadyr Pavão sobre a atividade do escritor como editor. 188 páginas.

Cadernos de Literatura Brasileira – Erico Verissimo.

ou (dá acesso do mesmo jeito)

http://ims.uol.com.br/Erico_Verissimo/D677