Em 27/12/2011, quando minha irmã e eu retornamos de Sorocaba – SP, por volta das 16h, tivemos a desagradável surpresa de encontrar o chão da cozinha e de parte da copa cobertos de água cristalina. 

À procura da “fonte” dessa água (chegamos a pensar que a geladeira tivesse parado de funcionar e essa fosse a origem da água no chão), dirigi-me ao bebedouro IBBL e minha irmã detetou a fonte: o galão de 20 litros estava quase pela metade e ela o havia trocado pouco antes de sairmos de Itu com destino a Sorocaba.

Após várias verificações, inclusive a retirada do galão, a colocação do bebedouro sobre a pia e, após várias horas sem o nível de água, dentro do bebedouro, baixar, recolocamos o galão e continuou a vazar água mineral sobre o “rack” de bebedouro e para o chão.

Já era noite, portanto deixamos a solução para o dia seguinte. Pelo “website” da IBBL, no dia 28/12, consegui o número de telefone de Televendas da IBBL  (08007254225), fui direcionada, após mencionar o problema, para a atendente Adriana que me indicou a Gama Filtros, 4023 58 45.

Telefonei para o número indicado e Sandra Gama me atendeu. A partir deste trecho, portanto, continuo a relatar sobre o atendimento ético a uma consumidora, em tempos de canibalismo capitalista, que me surpreendeu e encantou.

Para começar, a Televendas da IBBL poderia ter me atendido com aquela reação, parodiando o José “Macaco” Simão, de “cara de nojo de nóis” e nem ter me dado atenção. No entanto, que diferença de tranqueira – usualmente – de “telemarketing”, cujos atendentes parecem ter saído de uma gruta e nem sabem o que estão fazendo ali, exceto garantir o salário mensal, porque, quando fui atendida por Sandra Gama, da Gama Filtros, as primeiras perguntas feitas foram no sentido de identificar o produto, se estava na garantia e solicitar, então, qual era o problema.

Após as perguntas iniciais, respondidas por mim, diante de minha afirmação de que colocara só o bebedouro sobre a pia e o nível de água não baixara, pediu-me que trocasse o galão de 20 litros por um novo e explicou o motivo dessa sugestão: os galões são retornáveis e ficam estocados, às vezes, em locais cujo piso provoca micro furos, pelos quais a água não vaza, mas, quando emborcados no bebedouro, a água não é contida (lei da Física) e começa a vazar. Como não havia problema de refrigeração, Sandra tinha certeza de que essa medida seria suficiente para conter o vazamento.

Conversamos e Sandra me contou que Gama Filtros (4023 58 45), além de assitência técnica, faz, também, a higienização completa do bebedouro, com desmonstagem, troca de torneirinhas e, eventualmente, peças desgastadas. Lógico que, para isso, o bebedouro é retirado da residência ou da empresa.

Comentei a respeito de um bebedouro – que não é da IBBL – que tem gabinete e que não está refrigerando. Fiquei de fotografá-lo e enviar, por correio eletrônico, as fotos desse bebedouro, para confirmar se a Gama Filtros poderia consertá-lo, pois dependendo do bebedouro e do problema, não se encontram mais peças para reparos.

Nosso problema de vazamento se resolveu com a simples troca do galão de 20 litros no dia 28/12. Aproveitei e, com caneta dessas destinadas a escrever em CD ou embalagem de “freezer”, para mostrar, ao fornecedor de água mineral, que aquele galão não tem mais condição de uso, pois está com micro furos e isso não retém a água mineral, quando o galão é emborcado no bebedouro.

Não é por nada, não, mas escrevi que a água vazara e, até agora, embora o galão já tenha sido levado embora, em 31/12, por compra de mais galões de água, não recebemos outro, gratuitamente, para repor o que vazou. Se alguém removeu, do galão por problemas, o que escrevi, teve um trabalho grande, pois escrevi bastante no galão danificado.

Ontem, dia 11/01, Sandra retornou, por telefone, sobre a consulta de bebedouro de outra marca,  e, mais uma vez, sua orientação foi preciosa: seria preciso verificar, por meio de levar o bebedouro ao local de conserto, se compensa o conserto, pois, se a refrigeração não acontece por causa do gás utilizado para isso, é bem provável que o valor do conserto se equipare à compra de um novo bebedouro do mesmo estilo; citou, inclusive, o valor de um novo, que a Gama Filtros tem para vender que não é da mesma marca do nosso bebedouro com problema de refrigeração.

Espero, sinceramente, que ao descrever o problema e a solução com tantos detalhes, possa auxiliar mais pessoas que tenham o mesmo vazamento de água mineral logo após a troca do galão, além de mostrar o motivo do título desta postagem: meus agradecimentos sinceros a todos os que possibilitaram a solução desse vazamento sem retirar o bebedouro de minha casa, dias antes da passagem de ano, o que teria sido um transtorno para todos nós, sem dúvida.

Fiquei satisfeita com esta inserção: estava devendo essa gratidão à Gama Filtros desde o dia 28 de dezembro de 2011.

Anúncios