Medalha IV Centenário de Itu e “Itu – quatro séculos de comércio” segunda-feira, nov 29 2010 

Celebração dos 400 anos de Itu

1610 – 2010

Dia 04 de dezembro de 2010, sábado, 20h

Auditório Sincomércio – rua Maestro José Vitório, 137, Itu/SP

Instituto Cultural de Itu / Museu da Música – Itu

convidam para o lançamento da “Medalha IV Centenário de Itu”.

Sincomércio / SESC

convidam para o lançamento do livro “Itu – quatro séculos de comércio”

Favor confirmar presença pelo tel. (11) 4022 97 22

Instituto Cultural de Itu / Museu da Música – Itu / Sincomércio – Sindicato do Comércio Varejista / SESCSP

Anúncios

Irena Sendler – Wikipédia, a enciclopédia livre segunda-feira, nov 29 2010 

Recebi, do amigo Júlio César Soares, em 18/11/2010, um anexo Power Point, “pps”, com créditos da tradução, sobre Irena Sendler.

Encantada com a biografia de Irena Sendler, busquei, na Wikipédia, e os encaminho ao link para que conheçam essa ativista dos direitos humanos na Segunda Guerra Mundial que ajudou a salvar mais de 2.500 crianças.  

Irena Sendler (em polaco Irena Sendlerowa née Krzyżanowska; (15 de fevereiro de 1910 – 12 de maio de 2008), também conhecida como “o anjo do Gueto de Varsóvia,” foi uma ativista dos direitos humanos durante a Segunda Guerra Mundial, tendo contribuido para salvar mais de 2.500 vidas ao levar alimentos, roupas e medicamentos às pessoas barricadas no gueto, com risco da própria vida.

(Introdução de Irena Sendler – Wikipédia, a enciclopédia livre)

Irena Sendler – Wikipédia, a enciclopédia livre

Folha.com – Moradores de Itu (SP) se mobilizam para reformar igreja do século 18 sexta-feira, nov 26 2010 

 Enviada pelo amigo Joaquim Emídio, a quem agradeço, peço permissão à Folha de São Paulo, para inserir, editada, essa notícia boa para os moradores de Itu, do Estado de São Paulo, do Brasil, pois esse monumento histórico abriga o SANTUÁRIO DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS (que merece ser visitado, é emocionante local de orações, bem como o é toda a Igreja do Bom Jesus), elogiar aos que estão se movimentando para iniciar a reforma, dentre essas pessoas a prima “Nininha” (dá-lhe, Melinha), que se tornou “bingueira” (bingos beneficentes são autorizados) e ajudante de vender pizza.

Sinhá, cadê “seu” Padre?

Está ajudando a restaurar um templo de orações tombado pelo Patrimônio Histórico Paulista, assim como os demais Padres, de Itu/SP, mobilizam suas congregações para salvar outras igrejas centenárias.

24/11/2010 – 03h00

Moradores de Itu (SP) se mobilizam para reformar igreja do século 18

DE SÃO PAULO

Erguida na segunda metade do século 18 e tombada pelo patrimônio histórico paulista, a igreja do Bom Jesus, em Itu, sofre com infestação de cupins, riscos de curto-circuitos, pintura descascada e várias rachaduras.

Enquanto o projeto de restauro segue parado por causa de burocracia, os moradores da cidade do interior, a 101 km de São Paulo, resolveram se mobilizar e consertar, pelo menos, a parte elétrica.

“Fizemos bingos e estamos levantando doações com empresários porque a paróquia não tem dinheiro para bancar a obra”, diz o engenheiro Ricardo Pacheco Silva, que integra a Associação de Amigos do Restauro do Bom Jesus, criada para dar impulso às obras.

A reforma na parte elétrica da edificação, que surgiu como a primeira capela da cidade, será feita ainda este ano.

Já a recuperação estrutural do conjunto arquitetônico –que, além da igreja, inclui um seminário e um teatro– não tem data para começar.

Em 2006, foi elaborado um minucioso projeto de restauro, que ainda não saiu do papel por vários entraves.

A Diocese de Jundiaí, que precisa aprovar o projeto a fim de captar patrocínios, por exemplo, ficou quase um ano sem bispo, atrasando o processo. “Agora o novo bispo assumiu. Estamos esperando o OK”, afirma Silva.

Rodrigo Capote/Folhapress

Igreja do Bom Jesus, no centro histórico de Itu, vai passar por reforma; veja outras imagens

Igreja do Bom Jesus, no centro histórico de Itu, que deve passar por reforma; veja outras imagens do patrimônio da cidade

RESGATE

Elaborado pelos arquitetos Regina Sasso e Marco Winther, o projeto pretende resgatar as características originais da edificação.

Como boa parte das construções históricas brasileiras, a capela passou por várias modificações ao longo do tempo. A nave central é a única parte que ainda guarda características originais: as paredes em taipa de pilão, marcas do período colonial.

Já a fachada e o santuário, reformados entre o final do século 19 e o início do século 20, tiveram a estrutura substituída por alvenaria, com uma arquitetura neoclássica.

Nos estudos para a elaboração do projeto, a equipe descobriu pinturas barrocas do século 18 no teto da capela, que haviam sido cobertas por tinta e agora serão recuperadas e evidenciadas.

Folha.com – Cotidiano – Moradores de Itu (SP) se mobilizam para reformar igreja do século 18 – 24/11/2010

Leiam, também, a postagem sobre o Sagrado Coração de Jesus, na Igreja Bom Jesus de Itu, mensagem que me foi enviada pela prima Nininha [Melinha]:

https://maluber2.wordpress.com/?s=Santu%C3%A1rio+do+Sagrado+Cora%C3%A7%C3%A3o+de+Jesus&submit=Pesquisar

Neste sábado 27, ótima música brasileira e jantar na Rosário Itu/SP sexta-feira, nov 26 2010 

 

Olá amigos.

        Neste sábado 27 novembro [2010], na Rosário, Itu.

        Os músicos estão ótimos, a  comida também, e o  lugar é único.

        Quem  já veio adorou, quem não veio não pode perder.

        Boa música brasileira, sambinhas, marchinhas.

        R$ 38,00 com música e jantar.

Esperamos você.

        Mais informações e reservas info@rural.tur.br ou 011 9607.7483 com

       João.

       RuralTur.

Segurança no Trânsito quarta-feira, nov 17 2010 

Fonte: http://www.sotextos.com/seguranca_no_transito.htm

Teste de Segurança no Trânsito

Você está pilotando um CARRO e mantém uma velocidade constante.
No seu lado esquerdo encontra-se um CISNE BRANCO enorme.
No seu lado direito um enorme CARRO DE BOMBEIRO que mantém a mesma velocidade que você.
Na sua frente galopa um PORCO que é bem maior do que o seu carro e você não pode ultrapassá-lo.
E atrás de você vem um HELICÓPTERO que voa rente ao chão.
Tanto o PORCO como o HELICÓPTERO mantém a mesma velocidade que você.
O que você faz para sair desta situação em segurança?
Resposta mais adiante…

Resposta:

Salta do carrossel … e diminui a CACHAÇA!!!

Segurança no Trânsito

Como enlouquecer um operador/operadora de telemarketing quarta-feira, nov 17 2010 

 E eu ia perder de postar isto?

Alô, capetas, uma das mais recentes trágicas experiências que tive foi com a Telefônica, quando a atendente (não é operadora de telemarketing? Sinhá, cadê “seu” Padre?), antes de me passar o protocolo de atendimento – do qual não receberei retorno, porque denunciei um número de telefone que, após chamar e “desligar na cara” trocentas vezes, quando “pegou” minha irmã passou a pedir informações a respeito de outra linha telefônica nossa – que terminava em “666”, gargalhou não sei se de mim ou para mim.

Como enlouquecer um operador/operadora de telemarketing

Fonte: http://www.sotextos.com/como_enlouquecer_um_operador.htm

Você tem recebido com freqüência ligações de operadoras de Telemarketing para tentar vender assinaturas de jornais, planos de saúde, cartões de crédito, abertura de conta em banco, livros, etc..? Você já está cansado dessas ligações? Seus problemas acabaram! Eis aqui a cartilha: ‘Atormentator the Operator of Telemarketing’ com 10 maneiras de de atormentar quem está do outro lado da linha.
1) Quando a pessoa lhe perguntar “como vai?” responda:
– “Estou tão feliz que você esteja me perguntando isso! Hoje em dia ninguém mais se preocupa comigo e preciso tanto conversar com alguém… Minha artrite está me matando e meu cachorro acaba de morrer. O pior, é o meu médico que me disse…”
2) Peça um tempo, dizendo que vai pegar uma caneta e um bloco de papel e fale à pessoa para falar MUITO devagar porque você estará escrevendo tudo o que ela disser.
3) Quando a pessoa disser: “Bom dia, meu nome é Francisco da empresa X”, peça-lhe para soletrar o nome e sobrenome, e o nome da empresa. Faça-o repetir. Pergunte o endereço, faça soletrar o nome da rua, o CEP. E faça repetir novamente. Peça-lhe o nome do chefe dele, o número do CGC, etc… Faça pausas longas como se você estivesse escrevendo tudo num papel. Continue a fazer perguntas pelo tempo que for necessário.
4) Quando a pessoa se apresentar (ex: “eu sou Júlia”), dê um grito:
“- Júlia? Oi. Querida! É você mesma? Faz tanto tempo que não tenho notícias suas! Como é que você foi na faculdade? Você não lembra mais de mim?”
5) Se uma empresa de telefonia ligar para lhe oferecer descontos nos interurbanos, responda com voz sinistra:
– “Não tenho amigos. Ninguém quer ser meu amigo. Ninguém quer falar comigo. Você quer ser meu amigo? Eu poderia ligar para você… Qual é teu número?”
6) Se uma administradora de cartão de crédito ligar para lhe oferecer um cartão, responda que esta oferta caiu do céu, você acabou de ficar desempregado e está com um monte de dívidas, seu cheque especial foi cortado e que finalmente você vai poder fazer as compras de supermercado.
7) Ou então diga que você está em liberdade condicional, num programa de reabilitação social para detentos e que você precisa pedir à assistente social a autorização dela.
8) Depois de ter ouvido tudo o que a pessoa tem a dizer, peça-a em casamento, porque você só dá seu número de cartão de crédito à sua esposa.
9) Assim que a pessoa falar o nome dela, você já começa:
“-Não adianta, fulano(a), eu já reconheci sua voz! Essa brincadeira é boa, mas agora não tem mais graça. E como vai a tia Palmira?” Não importa o que a pessoa lhe disser, repita:
“-Pára com isso, Fulano, você não percebeu que eu já te reconheci?”
Se nenhuma das técnicas anteriores adianta, apele:
10) Diga à pessoa que você está muito ocupado no momento, mas que lhe dê seu número particular que você irá ligar mais tarde. A pessoa evidentemente não vai querer lhe dar o número residencial. Responda então:
“- Eu imagino que você não quer ser importunado na sua casa… Eu também não!”

Se essas não funcionarem, experimente essas outras….

Depois de estudar atentamente os manuais de telemarketing (é sério), bolamos estratégias infalíveis (e cruéis) para você se livrar. Experimente!

por Bruno Torturra Nogueira

1. Imite alguém famoso
Uma das primeiras perguntas dos serviços de telemarketing é: “Com quem estou falando?”. Responda na hora: “Silvio Santos, rarái!”. Ou imite alguém famoso de sua preferência e tente levar a conversa normalmente. Ele vai ficar confuso e desligar. Funciona sempre.
2. Finja-se de gago
Se um atendente perde muito tempo com um cliente, é tido como improdutivo e corre o risco de perder o emprego. Use isso a seu favor. Logo na primeira resposta, dê início a uma gagueira insuportável, daquelas em que se leva mais de um minuto para terminar um simples “obrigado”. Em dois tempos o atendente desliga.
3. Jogue com as armas dele/dela
Assim que o operador se apresentar, emende: “Desculpe interrompê-lo, mas não posso falar agora. Por que você não me deixa o telefone da sua casa que eu ligo mais tarde, depois das dez da noite?”. O telemarketeiro fatalmente dirá que não pode fazer isso e nessa hora você inicia um discurso sobre as inconveniências de ser importunado no sossego do lar. Tenha certeza de que ele/ela desligará antes de você.
4. Chá de cadeira
Diga na primeira oportunidade: “Espere um minutinho, sim?”. Deixe o telefone de lado e aproveite para fazer um chá, lavar louça. De minuto em minuto, convém voltar ao gancho e dizer: “Só mais um minutinho, tá oquêi?”.
5. Finja-se de surdo
Qualquer coisa que lhe for dita ao telefone responda com um sonoro: “O quê?!”, ou “Como?!”, ou “Não escutei…”. Nunca responda outra coisa. Um dos mais eficazes métodos.
6. Responder tudo na língua do pê
Nenhum manual de telemarketing diz o que fazer quando o cliente só se comunica na língua do pê. Nossos interlocutores desistem já na segunda frase do diálogo.

Como enlouquecer um operador

O ENTERRO DA TIA quarta-feira, nov 17 2010 

Fonte: http://www.sotextos.com/enterro_da_tia.htm

Recebi da Maria Adelaide como “Enterro em Valadares”, ou seja, há uma versão muito divertida dessa piada e a tia será enterrada em Govenador Valadares/MG

O ENTERRO DA TIA

Toda a família em Cuba se surpreendeu quando chegou de Miami um ataúde  com o cadáver de uma tia muito querida. O corpo estava tão apertado no caixão  que o rosto estava colado no visor de cristal. Quando abriram o caixão  encontraram uma carta, presa na roupa com um alfinete, que dizia  assim:

Queridos Papai e Mamãe,
Estou lhes enviando os restos de tia  Josefa para que façam seu enterro em Cuba, como ela queria. Desculpem por  não poder acompanhá-la, mas vocês compreenderão que tive muitos gastos com  todas as coisas que, aproveitando as circunstâncias, lhes envio. 
Vocês encontrarão, dentro do caixão, sob o corpo, o  seguinte:
12 latas de atum Bumble Bee, 12 frascos de condicionador  e 12 de xampu Paul Mitchell, 12 frascos de Vaselina Intensive Care (muito  boa para a pele. Não serve para cozinhar!), 12 tubos de pasta de dente  Crest, 12 escovas de dente e 12 latas de Spam das boas (são espanholas) e 4  latas de choriço El Miño.
Repartam com a família, sem brigas!
Nos pés de  titia estão um par de tênis Reebok novos, tamanho 9, para o Joseíto (é para  ele, pois com o cadáver de titio não se mandou nada para ele, e ele ficou  amuado). Sob a cabeça há 4 pares de “popis” novos para os filhos de Antônio,  são de cores diferentes (por favor, repito não briguem!).
A tia está vestida com 15 pulôveres Ralph  Lauren, um é para o Robertinho e os demais para seus filhos e netos.  Ela também usa uma dezena de sutians Wonder Bra (meu favorito), dividam  entre as mulheres e também os 20 esmaltes de unhas Revlon que estão nos  cantos do caixão. As três dezenas de calcinhas Victoria’s Secret devem ser  repartidas entre minhas sobrinhas e primas.
A titia também está vestida  com nove calças Docker’s e 3 jeans Lee.
Papai, fique com 3 e as outras são para os meninos. O relógio suíço que  papai me pediu está no pulso esquerdo da titia. Ela também está usando o que  mamãe pediu (pulseiras, anéis, etc). A gargantilha que titia está usando é  para a prima Rebeca, e também os anéis que ela tem nos pés. E os oito pares  de meias Chanel que ela veste são para repartir entre as conhecidas e  amigas, ou, se quiserem, as vendam (por favor, não briguem por causa destas  coisas, não briguem).
A dentadura que pusemos na titia é para o  vovô, que ainda que não tenha muito o que mastigar, com ela se dará  melhor (que ele a use, custou caro).
Os óculos bifocais, são para o  Alfredito, pois são do mesmo grau que ele usa, e também o chapéu que a tia  usa. Os aparelhos para surdez que ela tem nos ouvidos são para a Carola.  Eles não são exatamente os que ela necessita, mas que os use mesmo assim,  porque são caríssimos.
Os olhos da titia não são dela, são de  vidro. Tirem-nos e nas órbitas vão encontrar a corrente de ouro para  o Gustavo e o anel de brilhantes para o casamento da Katiuska. A peruca  platinada, com reflexos dourados, que a titia usa também é para a Katiuska,  que vai brilhar, linda, em seu casamento.
Com amor, sua  filha
Carmencita.
PS1: Por favor, arrumem uma roupa para vestir a  tia para o enterro e mandem rezar uma missa pelo descanso de sua alma, pois  realmente ela ajudou até depois de morta. Como vocês repararam o caixão é de  madeira boa (não dá cupim); podem desmontá-lo e fazer os pés da cama de  mamãe e outros consertos em casa. O vidro do caixão serve para fazer um  porta-retrato da fotografia da vovó, que está, há anos precisando de um  novo.
Com o forro do caixão, que é de cetim branco (US$ 20,99 o metro)  Katiuska pode fazer o seu vestido de noiva. Não esqueçam, com a alegria  destes presentes, de vestir a titia para o enterro.
Com  amor,
Carmencita.
PS2: Com a morte de  tia Josefa, tia Blanca caiu doente; não desanimem, logo, logo, vocês  receberão mais coisas.

O ENTERRO DA TIA

Patriotismo – MyHeritage.com.br – Blog português terça-feira, nov 16 2010 

Recomendo ler o texto e assistir ao vídeo do YouTube, homenagem do Sebrae ao Dia da Proclamação da República: representantes de todo o Brasil cantando e dançando o Hino Nacional. Emocionantemente lindo! 

Patriotismo – MyHeritage.com.br – Blog português

Formandos IBAO 1938 domingo, nov 14 2010 

Quando inseri, há algum tempo, ainda no Windows Live Spaces, sobre os formandos do Instituto Borges de Artes e Ofícios de 1938, dentre eles meu pai, Agenor Bernardini, e os irmãos dele, meus tios Pedro e Alzira, inseri fotos de todos os formandos e destaquei os mencionados.

No entanto, descobri que se fotos ou ilustrações não estão arquivadas no WordPress, não são exibidas.

Portanto, assim que sobrar um tempo em que possa me dedicar a isso com calma, voltarei a inserir as fotos e “consertar” a falha desse “post” e de outros.

Dããããã, agora entendi as notificações a respeito de fotos, da parte do Windows Live Spaces.

Corrigi a falha das fotos em 02/12/2010.

IHGB – Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro domingo, nov 14 2010 

Em outubro de 2009, recebi uma mensagem do amigo Joaquim Emídio e, em assunto, constava “Famílias”. São doze (12) páginas impressas que guardo, até o momento presente, inicia-se com “São Vicente 1500s” e se encerra, obviamente, com as fontes de pesquisa.

Dentre elas, o  Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, assunto do MyHeritage Portuguese Blog postado em 13/11/2010, e, por esse motivo, aproveito para indicar ou recordar como fonte de pesquisa::

IHGB – Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro

Localiza-se no Rio de Janeiro/RJ.

Transcrevo o início da explicação do MyHeritage Portuguese Blog, escrito por Walter Olivas: 

“Fundado em 21 de outubro de 1838 é a mais antiga instituição de preservação histórico-geográfica do Brasil.

Tem como Presidente de Honra o Presidente da República em exercício e teve o patronato de Dom Pedro II, que também era sócio.

O Instituto foi o responsável pela  primeira História do Brasil que foi escrita por Francisco Adolfo de Varnhagem, embaixador e membro do Instituto, mesmo que tenha-se ortogado um prêmio  ao naturalista alemão Carl Von Martius, em 1840.

A Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro é considerada a mais antiga publicação do genero editada no mundo e foi publicada pela primeira vez em 18 de maio de 1839”.

YouTube – Intermedio. La boda de Luís Alonso. J Gimenez. Lucero Tena quinta-feira, nov 11 2010 

 Recebi o link do primo Sérgio em 02/11/2010.

Só hoje consegui acessar, por falta de tempo, mas, quando encontrei tempo, que deslumbre!

A inserção, no YouTube, é de 14/10/2008 e tem esta explicação:

Concierto Voces para la Paz 2007.
Auditorio Nacional de Música.
Madrid 10 de Junio de 2007.
Director: Enrique García Asensio
Proyecto humanitario resultante de este concierto en:
http://www.vocesparalapaz.com
Castañuelas: Lucero Tena

http://www.youtube.com/watch?v=nf9ypRpbZMA

ou

YouTube – Intermedio. La boda de Luís Alonso. J Gimenez. Lucero Tena

YouTube – E o Cristo Redentor manda “aquele abraço”, by Fernando Salis quarta-feira, nov 10 2010 

A amiga Cidinha Carramenha deu a dica com a seguinte explicação:

  RIO – O Cristo Redentor “fechou” os braços, num abraço simbólico ao Rio de Janeiro, numa noite de terça-feira.
O efeito – uma ilusão de ótica provocada por projeção de luzes e imagens – faz parte da campanha “Carinho de Verdade”, de combate à violência e exploração sexual de crianças. 
Para simular o abraço, o cineasta Fernando Salis usou oito projetores, que cobriram a estátua com imagens do Rio, como sobrevoos de asa-delta, as florestas e até mesmo o trânsito. Ao som de Bachianas Brasileiras n.º 7, de Villa Lobos, e com animação em 3D, a estátua parece fechar os braços.
:

No lançamento da campanha SESI contra o abuso infantil, Rio, outubro de 2010, a postagem no YouTube explica:

Launching for the SESI campaign against child abuse in Rio, Oct 2010, content creation and direction by Fernando Salis, visual soluction by Visualfarm and creation and idea for the campaign by Casanova Comunicação. Eight 15.000 AL projectors cover the statue of Christ the Redeemer with images of the city of Rio de Janeiro and 3D animation leading to the “biggest hug in the world”. Music by Villa Lobos, Bachianas Brasileiras no. 7. Contact Fernando Salis: fasalis@uol.com.br

Seu amigo psicopata – SUPERINTERESSANTE quarta-feira, nov 10 2010 

 Dentre as publicações (conteúdos) da revista Superinteressante, esta do mês de julho de 2006 é imbatível.

Leia: o link permite a leitura pelo fato de ser um arquivo on-line.

Tudo a ver com o que a Super de novembro/2010 traz, mas que só pode ser lido na revista:

CAÍMOS NOS GOLPES DA INTERNET
Respondemos e mandamos dinheiro para todas as lorotas virtuais que recebemos. O resultado você vê aqui [Super de nov/2010].

Seu amigo psicopata – SUPERINTERESSANTE

Crucificar Monteiro Lobato?, por Lya Luft – revista Veja terça-feira, nov 9 2010 

Peço licença à Lya Luft, à Veja edição 2190, ano 43, n.º 45, 10/11/2010, pág.26, agradeço, novamente, à amiga Cidinha Carramenha.

Crucificar Monteiro Lobato?, por Lya Luft

No curso de uma vida somos submetidos a muita insensatez e muita tolice. Nem tudo é Mozart ou Leonardo da Vinci, carinho de amigos e filhos, abraço de pessoa amada. Então, a gente vai ficando calejado, para não expor demais a alma como alguém a quem retiraram a pele, e a quem a mais leve, mais doce brisa parece um fogo cruel. Pois nestes dias me deparo na imprensa com algo que rompeu minhas defesas e me fez duvidar do que estava lendo. reli, mais de uma vez, em mais de um jornal, e ali estava: querem banir das escolas um livro (logo serão todos, logo serão de muitos autores, não importa por que motivo for) de Monteiro Lobato, porque alegadamente contém alusões racistas.

Ora, gente, eu fui nutrida, minha alma foi alimentada, com duas literaturas na infância: os contos de fadas de Andersen e dos irmãos Grimm, e Monteiro Lobato. Duas culturas aparentemente antípodas, mas que se completavam lindamente. Narizinho e Pedrinho moravam no meu quintal. Emília era meu ídolo, irreverente e engraçada. Dona Benta se parecia com uma de minhas avós, e tia Nastácia era meu sonho de bondade e aconchego. Eu me identificava mais com elas do que com as princesas e fadas dos antiquíssimos contos nórdicos, porque jabuticaba, bolinho, bichos e alegria eram muito mais próximos de mim do que as melancólicas histórias de fadas e bruxas – raiz da minha ficção.

Toda essa introdução é para pedir às autoridades competentes: pelo amor de Deus, da educação e das crianças, e da alma brasileira, não comecem a mexer com nossos autores sob essa desculpa malévola de menções a racismo. Essa semente terá frutos podres: vamos canibalescamente nos devorar a nós mesmos, à nossa cultura, à nossa maneira de convivência entre as etnias.

Com esse perigosíssimo precedente, vamos começar a “limpar”, isto é, deformar muitos livros. Japoneses, árabes, alemães, italianos, poloneses, índios e negros (ou não posso mais usar essas palavra?) sofrem ou podem sofrer ataques racistas. Isso é motivo de penalidades da lei para os racistas, se for o caso. Racismo dói, eu sei disso. Quando menina, certa vez um grupo de crianças nem louras nem de olhos azuis me cercou no pátio da escola, e elas dançavam ao meu redor cantando “alemão batata come queijo com barata”. Não gostei. doeu-me. Hoje acho graça: na hora não foi engraçado.

Mas por isso vamos cavoucar em livros de história e banir os autores – o que só se admite em casos claros de repugnante racismo, não importa contra que raça for, diga-se de passagem? Essa planta rasteira, que vai contaminar nossa cultura, tem de ser cortada pela raiz. Ou a caça às bruxas vai se disseminar feito peste, pois é uma peste, iniciando um processo multiplicador de maldades comandadas por inveja, ou seja o que for, destruir obras, vidas, memórias, e atacar sobretudo as almas infantis como insetos daninhos. Não permitam isso, autoridades responsáveis e competentes: uma vez iniciado, esse processo não terá fim.

O politicamente correto pode ser perigoso e hipócrita. Os meus olhos azuis, como os de um de meus filhos, e os olhos escuros dos outros dois, como os oblíquos dos japoneses e os olhos pretos dos árabes, são todos da família humana, muito maior e mais importante do que suas divisões raciais.

Nem comecem a dar ouvidos a essas buscas mesquinhas por culpados a ser jogados na fogueira: livros queimados foram um dos índices sinistros – ao qual nem todos deram a devida imprtância – da loucura nazista. Muita tragédia começa parecendo natural e desimportante: no início, achava-se Hitler um palhaço frustrado. Deu no que deu, e manchará a humanidade pelos tempos sem fim.

Que não comece entre nós, banindo um livro infantil de Monteiro Lobato, o mais brasileiro dos nossos escritores: será uma onda do mal, uma nova caça às bruxas, marca de vergonha para nós. Não combina conosco. Não combina com um dos lugares nesta conflitada e complicada Terra onde as etnias ainda convivem melhor, apesar dos problemas – devidos em geral à desinformação e à imaturidad: o Brasil.

Por que o brasileiro lê pouco? terça-feira, nov 9 2010 

Em “Respostas”, página 42, texto de Raphael Soeiro, Superinteressante, edição 284 – nov/2010, capa “Deus, uma biografia”.

Além de a leitura não vir de casa, a escola mais atrapalha que ajuda”.

Aos apressados, antes de criticar a Superinteressante, melhor ler o texto.

Aos hipócritas fariseus: em “Oráculo”, página 52, ler a resposta à pergunta: “É coerente acreditar em Deus e também em Darwin?”.

Adoro as respostas de “Oráculo”, que essa seção tenha vida longa!

Conselho quer vetar livro de Monteiro Lobato em escolas terça-feira, nov 9 2010 

 Fui alertada para o assunto pela amiga Cidinha Carramenha, a quem agradeço.

Imprescindível a leitura e a entrevista da Folha.

CONTEÚDO LIVRE: Conselho quer vetar livro de Monteiro Lobato em escolas

Tabela de Temporalidade ou Periodicidade de Documentos (guarda) sábado, nov 6 2010 

Grata ao amigo Joaquim Emídio por me relembrar dessa tabela (pessoa física).

O link, abaixo, nos informa sobre

Tabela de Temporalidade de Documentos de Pessoa Jurídica

e

Tabela de Temporalidade de Documentos de Pessoa Física

Vai por mim, povo do meu Brasil varonil, se informar que deve guardar por dez anos, dobre esse tempo de guarda, pois, neste País, nunca se sabe o que pode acontecer e temos que provar que focinho de porco não é tomada, exatamente para aqueles que não fizeram o que tinham que fazer e ganham para fazer isso.

Não publico as tabelas, porque, quando tentei, mais de uma vez, as tabelas “despinguelaram” e perderam a formatação.

Tá combinado, então, é para divulgar o local em que se encontram.

Pera lá: eu nunca deixo de mencionar as fontes…

:: Boomerang – Doc Solutions :: Legislação

Mineiros presos em uma mina: Versão Brasileira segunda-feira, nov 1 2010 

Superado o impacto da emoção do resgate dos mineiros chilenos, posto uma versão brasileira que me foi, primeiramente, enviada pelo amigo Joaquim Emídio, no corpo do texto de uma mensagem eletrônica, e, em “Busca”, encontrei isto:

25/10/2010 – 17h46min

ampliar Mineiros presos em uma mina: Versão Brasileira

Mineiros presos em uma mina: Versão Brasileira

Corre a notícia no país inteiro que um grupo de 33 mineiros brasileiros fica preso em uma mina a 700 metros de profundidade.
01) O Governo Brasileiro cria uma comissão de 50 políticos para iniciar o resgate. Cada membro com direito a 5 assessores e dois secretários. Os trabalhos atrasaram três meses porque não houve acordo para nomear o presidente da comissão.
02) Como as despesas não estavam previstas, o Governo criou uma CPMF (Contribuição Provisória para Mineiros Fudidos), que, embora provisória, com vigência até 2020.
03) O Chile ofereceu-se para emprestar os equipamentos utilizados no salvamento daquele pais, mas a carga ficou retida na alfândega brasileira por mais de três meses. O chefe da fiscalização somente os liberou após o pagamento de propina.
04) Depois, os equipamentos ficaram parados na estrada brasileira por quase dois meses: primeiro pelas condições péssimas das rodovias; depois porque o MST havia feito uma invasão e bloqueado uma parte da rodovia; e por último os índios haviam bloqueado outra parte.
05) O consulado brasileiros em Santiago demorou dois meses para conceder visto aos chilenos operadores do guindaste e da cápsula de salvamento, pois eles não puderam comprovar fonte de renda no Brasil.
06) Quando finalmente tudo foi “regularizado”, o Sindicato Brasileiro dos Operadores de Máquinas entrou na Justiça com uma liminar proibindo o trabalho dos chilenos, pois eles não eram sindicalizados.
07) A liminar foi “prontamente” derrubada em seis meses e foi permitido o trabalho dos chilenos.
08) Quando o guindaste desce a cápsula de salvamento, o cabo de aço se rompe, pois haviam comprado um cabo de terceira qualidade, embora a preço de ouro.
09) Criou-se uma CPI para levantar as responsabilidades. Depois de quatro meses de discussão, acabou sendo arquivada pelo Conselho de Ética do Senado.
10) FINALMENTE, depois de dois anos e meio, chegou o dia do primeiro resgate. Todos se aglomeram para assistir o grande momento (autoridades de tudo quanto é jeito, baterias de escolas de samba, muito churrasco, mulatas, cerveja e o pagode comendo solto, todos os canais de TV ao vivo). E o tão esperado momento chegou. Um silêncio mortal. SURPRESA!!! O resgatado é um único mineiro que ficou preso na mina, pois os outros 32 eram funcionários “fantasmas” da estatal que operava na mina e nunca tinham entrado nela.
11) No discurso de saudação ao mineiro resgatado, o Presidente da República enche o peito, levanta o dedo e afirma: “Nunca antes neste país…”
12) O primeiro pedido do resgatado foi um jornal, pois precisava se atualizar sobre a situação do seu país. Mas, quando ele lê o jornal, pede para ser devolvido às profundezas da mina.

Mineiros presos em uma mina: Versão Brasileira – Notícias de Agricolândia, Concursos, Fotos – Agricolândia News