“Seu” Padre, dá para resolver problema com a Telefonica? sexta-feira, jan 23 2009 

Não é por falta de pagamento, não.

Não contratamos, também, a manutenção de nossas linhas telefônicas (na residência, só temos uma e está muda há 24 horas, apesar da reclamação!) para ser feita por terceirizados, o que, aparentemente, é um desejo desesperado da parte de alguns, mas, acontece, “seu” Padre, que esses que fazem manutenção não sobem em laje e, se subirem, eu não tenho informações da idoneidade dos mesmos, exceto denúncias de jornais de que há funcionários desonestos que vendem escutas telefônicas e fazem “gatos” com nossas linhas para uso de ligações telefônicas e uso de Internet por meios ilegais, ou seja, surrupiando o que o usuário paga, para “fornecer” serviço para piolhentos, muitos deles hackers e crackers ou comodamente instalados em presídios. Os que não estão em presídios deveriam estar, sem possibilidade alguma de comunicação, muito menos por meio de nossas suadas e caras linhas telefônicas móveis ou fixas.

Desde o mês de AGOSTO de 2008, nossa linha telefônica fixa parece a usina de Angra dos Reis (vaga-lume ou vagalume como queiram, como era conhecida desde que foi colocada em funcionamento). Já passamos por vários momentos de estado de mudez, com a vinda de técnicos que escrevem nos laudos que o problema é interno, que precisamos pagar, mensalmente, por manutenção (aqueles que só verificam as tomadas, não sobem em laje porque a contratadora não paga por acidentes que aconteçam numa situação como essa) ou, desconfio, de empresas que prestam serviço de telecomunicações e que devem estar numa situação desesperadora para, como empresas de segurança, ter novos clientes em suas listas, receber por manutenção e não prestar serviço algum, quem contratou que se lasque!

Entre agosto e setembro de 2008, gastamos R$ 50,00 com um eletricista de nossa confiança, que percorreu, na laje, toda a fiação telefônica, trocou o cabo em determinado trecho, por precaução e, nem assim, o sinal de telefone voltou. É muito estranho ou eu é que sou louca?

Em dezembro/2008, a instituição bancária que fica vizinho à nossa residência é que passou por esse problema de sinal intermitente. Numa das ligações que fiz à instituição bancária, a funcionária me disse que, até aquele momento, o telefone estava mudo, por isso não me ligara.

Desde ontem, dia 22/01, por volta de 10h (tenho registrado no celular o horário da comunicação do defeito), foi aberto um protocolo para que sejamos atendidos – prazo de 24h a 48h, SANTO DEUS, É A ÚNICA LINHA TELEFÔNICA FIXA DA RESIDÊNCIA, estamos com duas pessoas da família doentes – e, até este momento da postagem deste pedido de SINHÁ, CADÊ SEU PADRE PARA QUE O BISPO INTERVENHA NESSA SITUAÇÃO?, não recebemos a visita de nenhum técnico para nos informar, pela enésima vez, que o problema é interno.

Estarão criminosos mexendo e remexendo nas linhas telefônicas sem o conhecimento da Telefonica? Ah, é, a empresa só recebe dos usuários por meio de cobrança em fatura, destinando um ICMS astronômico aos que lucraram com a privatização. As terceirizadas é que não prestam serviços e os usuários que se ardam. Afinal, terceirizadas não são regulamentadas por nada.

Em agosto de 2008, liguei para a Ouvidoria da Telefonica do celular! Desta vez, esperarei todas as consequências e tratarei na Delegacia de Polícia – se o Delegado estiver lá e se meu Boletim de Ocorrência for encaminhado para as devidas providências legais.

“Seu” Padre, o Procon, na metrópole de Itu, onde nasci, cresci e continuo a morar, fica DENTRO da Prefeitura, que fica há muitos quilômetros de quem reside no centro, cumpre todas as obrigações cidadâs e não tem a quem recorrer quando exige que os direitos sejam cumpridos.

É minha última esperança, “seu” Padre, que a intervenção divina coloque ordem no imenso prostíbulo em que se transformou o Brasil, por causa desses criminosos que só querem lucro e não prestam serviço algum, usam os serviços dos prostituídos

É muito gigolô para poucos “funcionários” prostituídos.

Enquanto redigia esta postagem, recebi uma mensagem de um dos controladores do MEU micro, um dos criminosos que quer porque quer fingir que nunca foi responsável por problemas e obstáculos que me impedem de pogredir (só fico enxugando gelo, enquanto os impotentes sexuais e intelectuais se apossam de tudo o que produzo, além de manipular e distorcer tudo) por meio de endereço de um de meus correspondentes. Melhor seria se esses controladores tomassem conta da própria vida, pois devem até aquele lugar por onde defecam aos patrões do crime organizado.

Viu no que deu copiar o modelo do neoliberalismo capitalista selvagem dos Estados Unidos e da Europa toda? Madoff neles, é o que merecem! Só que quem paga a conta somos nós, que não lidamos com dinheiro público nem dinheiro virtual nem somos fachadas (laranjas) de empresas de fachada.

Coluna – Operação-Serra e a demissão de Nassif sexta-feira, jan 23 2009 

Tenho por característica saber as versões dos dois lados (ou de três, quatro… mas aí já provoca uma miscelânea impressionante, por causa dos interesses escusos de terceiros, visto que, dos dois lados há, certamente, os espertalhões que estão tirando proveito da situação) e já li muitas críticas ao jornalista Nassif. Nenhuma crítica ao Nassif supera, todavia, o governo equivocado do PSDB, representado pelo governador Serra, porque sinto, na pele, no bolso e na saúde física as consequências de uma prolongada noite de pesadelo que é a permanência do PSDB no governo do Estado de São Paulo. Xô, PSDB! O mais recente “equívoco” que continuo a sentir na pele – o mais antigo é a política salarial dos funcionários públicos estaduais que não se altera desde que o PSDB, em SP, tomou o governo para si e não larga o osso – é o fato de Nossa Caixa, Nosso Banco estar envolvido em compra e venda do salário dos funcionários públicos, de cobrar taxa de manutenção extorsiva de quem é obrigado a receber pela Nossa Caixa, Nosso Banco e ninguém nem entidades sindicais nem órgãos jornalísticos se interessar pelas transações que, como qualquer terceirizada, não é regulamentada pela Justiça, pelo Poder Judiciário.

Continuo a afirmar que senso de humor de criminoso do colarinho branco é sujo.

Até que alguém me prove o contrário, a demissão de Nassif da TV Cultura é motivo de muita preocupação.

Texto na íntegra ao clicar abaixo: fonte “Carta Maior”.

Coluna – Operação-Serra e a demissão de Nassif

Senso de humor de criminoso do colarinho branco é sujo terça-feira, jan 6 2009 

Senso de humor de criminoso do colarinho branco é sujo.

Corrupto tem senso de humor absolutamente desvirtuado. Só consegue se “realizar” quando sente estar no poder, no comando.

Canalha, assim como hackers e crackers que apenas surrupiam o que todas as pessoas têm de bom, quando sente não ser o alvo das atenções das vítimas, dá um jeito qualquer de chamar a atenção.

Porque dominam tudo neste país, os canalhas são capazes de dar gargalhadas – e, quem sabe, ter alguns milímetros de ereção, algo que não conseguem pelas vias normais – porque interferem na energia elétrica (provocam as alterações na entrega de energia elétrica e danificam todos os aparelhos elétricos), na telefonia (ouvem todas as conversas telefônicas; quando flagrados, rebelam-se e querem anular os processos contra si mesmos, baseados em escutas telefônicas “ilegais”), no fornecimento de água (com concessões, dominam o abastecimento e a cobrança de taxa de esgoto, não fazem manutenções nem melhorias, apenas recebendo os lucros). Claro que, para tudo isso, precisam dos lacaios para auxílio. Imagino quem em troca de alguns reais – já está muito bom para os lacaios – ou de os lacaios serem “usados” como prostitutos – o que, para os lacaios é melhor ainda – e, assim mesmo quem fica devendo são os lacaios.

Os dois exemplos mais recentes que relato a respeito do assédio dos criminosos são:

1) No supermercado Carrefour (tenho o comprovante para data, hora, caixa que me atendeu), esperei por dois clientes de carrinhos cheios – em caixa rápido – e, quando chegou a minha vez, a do caixa passou na minha frente o cliente que estava atrás – não a pedido dele – porque o que eu pedira demoraria para ser entregue no caixa. O cliente que foi beneficiado pela demora da entrega do que eu pedira manifestou-se a mim, contrário ao que fora feito, mas a do caixa disse que, quando isso acontecer comigo, ela também me passará na frente. Ri com sarcasmo.

2) Na noite desse mesmo dia, fomos a uma casa que é especializada em comida árabe. Minha irmã pediu uma taça com salada. A demora foi absurda e minha irmã teve que reclamar duas vezes: uma taça de salada foi entregue a um casal que chegou depois de nós; outra taça foi entregue a outro cliente que chegou depois do casal que chegou depois de nós. Fizemos um “fuá”. Desconfio que o suíno capado que deu as “ordens” aos lacaios estivesse ali mesmo. Os criminosos nos odeiam. Por que será?

Se isso não é uma demonstração de que, presente ou por meio de câmera de vigilância, os impotentes sexuais e intelectuais que nos assediam são os que estão manipulando os lacaios “da hora”, não sei, então, de que se trata.

Agora, como ontem, não consigo abrir as páginas que quero, porque impotente sexual e intelectual precisa de conseguir alguns milímetros de ereção.

Senso de humor de corrupto, calhorda, criminoso do colarinho branco é sacal! Por que os programas humorísticos não satirizam isso? Esqueci-me: vivem disso.

Levo uma “data” para fazer algo, conectada à Internet, e o suíno capado desmonta tudo. Caso consiga montar o que quero, não permite a conexão.

Os larápios brasileiros me impedem de receber os “reminders” do site The Breast Cancer Site, que tive que mudar para The Animal Rescue Site, porque não têm como prestar contas como prestam todos os rótulos do The Breast Câncer Site.

Mudei de provedor para receber os “reminders”. Os canalhas me perseguem e, desde hoje, dia 06/01/2009, já não recebi “reminder”.

Mudei de provedor para receber os boletins de Carta Maior. Os canalhas me perseguem e não tenho recebido boletim de Carta Maior desde 26/12/2008.

Os danos irreparáveis em meu microcomputador (outro será comprado no devido tempo, quando houver dinheiro, não adianta desesperados enviarem ofertas), aparentemente causados pelo no-break que “venceu” – eu não sabia que, a cada dois anos, é necessário trocar a bateria do no-break, ninguém me orientou para isso – que não mais segurava as horrendas variações de energia elétrica, determinaram que o HD fosse trocado, para gáudio dos criminosos de todas as estirpes – e, desse modo, perdi meu Windows VALIDADO – quem será o criminoso que o está utilizando, pois, antes de perder o HD, meu Windows VALIDADO já fora “chupado”. O técnico em informática que fez isso – aprendiz de hacker e de cracker à procura de uma “boquinha” em empresa de informática duvidosa – escreveu no laudo que havia “recupera o BADBLOCK no HD + reparação no WINDOWS + remoção do SP3 (muito pesado p/ configuração do micro) + limpeza interna”. Estranhamente, meu micro não conseguia mais fazer o UPDATE do Windows. Recuperei o Norton (Symantec), tão mal falado em prosa e verso pelos técnicos em inoformática que não podem atualizá-los, assim como o Windows, se não tiverem o código de quem o comprou, pagou por ele. Não sei se meu Norton não foi “chupado”, também, para que pobrinho de espírito o esteja usando como se pertencesse a ele. Tomara que tenha dado o maior problema para quem ficou com o meu código do Norton.

Quando o micro enguiçou, novamente, foi retirado e o HD não conseguia encontrar mais nada. Tinha que trocar o HD.

Mudei de loja de conserto. Tinha, mesmo, que trocar o HD. Foi trocado. Estou com o HD velho aqui, comigo. Será que é mesmo meu HD velho? Não terá sido substituído na loja de conserto anterior? Observar que, quando o meu sistema operacional validado foi “chupado”, o Norton foi atualizado pelo código que recuperou do HD. Depois disso, quando recebi a notícia de que o HD “se fora”, não consegui nem sei comprovar se é o HD antigo. Terá que passar por uma perícia. Aquela que prometi fazer, inserido no blog, para detectar todos os piolhentos que invadem meu micro e se correspondem comigo como se fossem os meus correspondentes. Meu HD pode ter ido parar nas mãos de criminosos? Meus arquivos todos sendo remexidos por criminosos? Se aparecer quem quer que seja, querendo fazer homenagem à minha família, estarei “armada” para perguntar onde conseguiram as informações, as fotos, as mensagens que recebi e enviei. Houve piolhento que “montou” notícia em jornal de grande circulação e enviou essa notícia como mensagem eletrônica. Precisaram de um Windows validado para isso? Com o meu nome no registro?

Hoje, meu Windows não pode ser atualizado. Se o fizer, apresentará aquele aviso de que o sistema operacional é pirata.

Será que algum imbecil acreditou que eu optaria por “software” livre? Se acreditou, deu com os burros na água. Não denunciarei o que foi feito em meu micro por todos os parasitas que abundam neste país. O tempo se encarregará deles todos. Não se esqueçam, criminosos, vocês não se livrarão, nunca, do crime organizado. O preço é alto demais.

Será que algum imbecil acreditou que, na minha família, vivemos de apreensões, para que se inocentassem dos crimes que cometem, apontando-nos como criminosos? Tática usual de criminosos: denunciam vítimas deles mesmos como sendo criminosas. Se acreditaram nisso, deram com os burros n’água, porque meu microcomputador é de 2002 e continua a ser de 2002. Exceto, claro, pelo HD, que se for novo, de fato, é 2008. Não sei, não. Teve tanto siricutico depois de instalado.

Conclusão deste desabafo: quando eu comprar o novo microcomputador, como farei para que não “chupem” o meu sistema original quando “precisar” de conserto, o que suspeito será necessário logo, logo, pois os hackers e crackers nos enviam (pela eletricidade, pela telefonia, pelos sites que visitamos, pelas mensagens que recebemos; quando é “wifire”, então, os piolhentos estacionam na nossa porta e utilizam nossa conexão para fazer seus malfeitos) “bombas-relógios” que nos danificam o micro (além de, importante, interromper nossas conexões a bel-prazer) e, assim que o técnico sai com a nossa CPU (nunca podem consertá-la em nossas casas, precisam levar à oficina) é uma festa para todos os criminosos. Como os piratas antigos, dividem o “botim” entre eles. Que maravilha! Sistema operacional legítimo no mercado! Isso, certamente, é distribuído on-line!

Ah! O SP3 não pode ser removido! Li isso no site da Microsoft. Portanto, o técnico que “consertou” meu micro não removeu SP3 algum. Removeu foi meu Windows validado do HD e, conseqüentemente, quando o micro precisou de ser “consertado” novamente, teve que alegar que eu perdera o HD.

Assim como há mercado para o que foi furtado de nós, bens materiais de nossas casas, há mercado, também, entre os hackers e crackers que vendem nossas informações, HD e tudo mais que podem furtar quando nossos micros são “levados para a oficina” para conserto. Reclamar a quem? Aparentemente, aqueles a quem deveríamos reclamar não passam por esses problemas que nós, mortais, passamos.

Lógico que há os técnicos em informática que são honestos, não é mesmo técnico em informática Roberto? Eu é que estou cada vez mais louca, não é verdade, técnico em informática Roberto?

SINHÁ, CADÊ SEU PADRE?

Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa – Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa | Notícias | MSN Brasil – notícias terça-feira, jan 6 2009 

Excelente retrospectiva histórica sobre o acordo e, melhor ainda, a visualização das novas regras que entraram em vigor no dia 1.º de janeiro de 2009.

Seguir o link:

Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa – Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa | Notícias | MSN Brasil – notícias

Cavernas Brasileiras segunda-feira, jan 5 2009 

Click to Give @ The Hunger Site segunda-feira, jan 5 2009 

Click to Give @ The Breast Cancer Site segunda-feira, jan 5 2009 

Click to Give @ The Child Health Site segunda-feira, jan 5 2009 

Click to Give @ The Literacy Site segunda-feira, jan 5 2009 

Click to Give @ The Rainforest Site segunda-feira, jan 5 2009 

Click to Give @ The Animal Rescue Site segunda-feira, jan 5 2009